O que é stroopwafel? Melhores marcas e dicas de onde comprar o doce típico da Holanda
Stroopwafel

O que é stroopwafel? Melhores marcas e dicas de onde comprar o doce típico da Holanda

Ir a Holanda e não comer um stroopwafel é como ir a Roma e não ver o Papa. A frase é clichê, mas não tem uma maneira melhor de ilustrar o que o stroopwafel representa entre os produtos típicos da gastronomia holandesa. Em um país que não é reconhecido exatamente por sua exímia capacidade culinária (pratos como arenque cru acompanhado de cebola crua vão agradar a pouquíssimos paladares fora do país), essa iguaria de nome difícil reina soberana. Para muitos (e eu compartilho dessa opinião), o stroopwafel é O produto típico da Holanda – só disputa com o queijo Gouda. Por sinal, o stroopwafel também é original da cidade de Gouda!

Então, se você já foi à Holanda e não experimentou um stroopwafel in loco,  sinto te informar que você precisa retornar. Se um amigo ou parente próximo viajou para a Holanda e NÃO te trouxe ao menos 1 stroopwafel, repense suas relações. E se você não sabe o que é stroopwafel e ficou curioso para saber do que estamos falando, você está no lugar certo! 🙂

Mas afinal, o que é stroopwafel?

Em uma tradução livre, “stroopwafel” seria um “waffle com calda”. A tradicional iguaria holandesa consiste justamente em um biscoito formado por duas finas camadas de massa em forma de disco recheadas de um caramelo bem consistente. Diferentemente do tradicional “waffle” belga, o stroopwafel é crocante, e o caramelo do recheio é o que garante a textura perfeita.

Stroopwafel, iguaria típica da Holanda

Por mais que tenha pequenas variações na receita e no modo de preparar, o stroopwafel clássico em geral é produzido a partir de ingredientes básicos. A massa do biscoito é assada em uma prensa aquecida de ambos os lados e leva farinha, manteiga, açúcar refinado, leite e ovos. Logo após ser assada, a massa é aberta ao meio e recheada com a calda de caramelo, composta por açúcar refinado, açúcar mascavo, manteiga e canela.

Um pouco da história do stroopwafel

A “invenção” do stroopwafel remete à Holanda do século XVIII. Nessa época o país possuía diversas colônias espalhadas pelo mundo, e dessas colônias eram trazidas as famosas especiarias, que juntas resultaram na receita original. Do Caribe veio o açúcar mascavo; da Indonésia, a canela. Há indícios da existência do delicioso biscoito desde 1784!

Entretanto, a primeira receita escrita data de 1840 e foi atribuída a um padeiro da cidade de Gouda chamado Gerard Kamphuisen. A marca Kamphuisen, aliás, ainda existe até hoje, como contaremos mais adiante.
Originalmente o stroopwafel era feito com sobras de biscoitos, que eram trituradas, amassadas e assadas para depois serem cortadas ao meio e recheadas com um melado à base de açúcar e manteiga. Por conta disso, era apelidado de “biscoito dos pobres”.

Até 1870 havia mais de 100 produtores de stroopwafel na cidade de Gouda, única cidade a produzir o biscoito até então. A partir daí, com as feiras e festivais por toda Holanda, aos poucos o Stroopwafel foi se espalhando e passou a ser um produto nacional.

Como comer o stroopwafel?

O stroopwafel pode ser comido a qualquer hora do dia: seja no café da manhã, seja como sobremesa, seja como um lanchinho da tarde ou antes de dormir. Existem basicamente duas formas de comer o stroopwafel. Ele pode ser comido puro, como um biscoito “normal”. Ou pode ser comido da maneira clássica e tradicional, à moda holandesa: acompanhado de uma bebida quente (café ou chá).

Mas calma, há todo um ritual! O stroopwafel deve ser posicionado acima da xícara com a bebida quente, onde repousa por cerca de 3 minutos. O tempo é suficiente para o calor e os aromas da bebida se misturarem ao biscoito. O recheio fica ainda mais derretido e a massa dá uma leve amolecida, deixando a experiência em teoria ainda mais maravilhosa.

Como comer stroopwafel: ritual de 3 minutos sobre a xícara para aquecer o caramelo

Porque eu digo “em teoria”? Porque particularmente nós preferimos comer o stroopwafel acompanhado de café, mas sem o ritual dos 3 minutos. Achamos que ele acaba ficando mole demais, e preferimos mais torradinho. Se você discorda, deixe seu comentário aí embaixo e nos convença que com o ritual ele fica muito melhor! 🙂

Um outro detalhe interessante é que obviamente esse ritual é pensado para um país de clima frio como a Holanda. No Brasil, e mais especificamente em nosso Rio de Janeiro, o stroopwafel já fica 24 horas derretido pelo calor de 40ºC constante. É até difícil desgrudar um do outro na hora de comer. Rsrsrs.

Onde comprar stroopwafel na Holanda?

Até pouco tempo atrás o stroopwafel era praticamente um desconhecido aqui no Brasil. Era raro encontrar alguém que conhecesse o doce. Mas de alguns anos pra cá isso mudou, e já é possível encontrar stroopwafel importado diretamente da Holanda em alguns supermercados mais “gourmet”. Descobrimos que tem até marca nacional produzindo stroopwafel! Parece que caiu mesmo no gosto do brasileiro! 🙂

Mas nada se compara a experiência de degustar um stroopwafel original da Holanda in loco, certo? Fora que os preços são melhores por lá. Portanto, se você está com viagem em vista para os “países baixos”, seguem algumas dicas de onde comprar Stroopwafel na Holanda:

  • Feiras de rua e mercados públicos: nesses locais em geral você vai encontrar além das versões convencionais, já empacotadas, a versão ARTESANAL do stroopwafel. Estou me referindo a um stroopwafel que é feito na hora e servido ainda quente. Meus amigos, essa versão é inigualável! Não só por toda a experiência de estar na Holanda e de ver o sujeito preparando o biscoito e a calda quente na hora, numa disputa com as abelhas que não resistem ao cheiro do açúcar caramelizado. Mas porque o sabor e a textura do stroopwafel feito na hora são ainda melhores! #DICAS de onde experimentar essa maravilha: Rudi’s Original Stroopwafels Amsterdam (no Albert Cuyp Markt em Amsterdam); Goudstroop (no Markthal de Rotterdam) ou na visita à fábrica da Kamphuisen na cidade de Gouda – sim, a do “inventor” do stroopwafel.
Rudi's Original Stroopwafels: feito na hora e servido ainda quente
Rudi’s Original Stroopwafels: feito na hora e servido ainda quente
  • Supermercados e lojas especializadas: Para nossa sorte, é possível encontrar stroopwafels em qualquer supermercado ou loja especializada da Holanda. Existem diferentes marcas e tamanhos, versões que levam chocolate, mas os preços não variam muito entre as marcas. Para dar uma referência, os pacotes com 10 stroopwafels custam em média entre 1,50 e 2 euros. Quase sempre a marca mais barata vai ser a marca própria do supermercado. Um exemplo delas é a AH, marca da maior rede de supermercado da Holanda, a Albert Heijn. Aí é questão de experimentar e ver se vale a pena!
Prateleiras dos supermercados da Holanda são repletas de stroopwafels de vários estilos e marcas

Quais as melhores marcas de stroopwafel?

Baseando-se na nossa vasta experiência pessoal de quem devorou inúmeros stroopwafels e trouxe outros tantos na mala, segue a nossa lista com as 3 melhores marcas que experimentamos:

1) Daelman’s Stroopwafels

A mais famosa marca de stroopwafel da Holanda e do mundo é a Daelman’s. Fundada em 1909, a marca foi uma das primeiras a se estabelecer fora de Gouda e segue até hoje produzindo stroopwafels segundo sua receita original. Em todo local onde é possível comprar stroopwafel, certamente a Daelman’s estará presente. Os caras entendem tanto de stroopwafel que até o site oficial deles é stroopwafels.com.

Além da versão tradicional, a Daelman’s produz também stroopwafel coberto por chocolate, stroopwafel em latinhas fofas e os maravilhosos mini-stroopwafels, na medida certa para degustar com o cafezinho pós almoço. 🙂

Alguns dos produtos da linha de Stroopwafels da Daelman’s

Em muitos casos a marca mais famosa não é necessariamente a melhor, mas nesse caso temos que tirar o chapéu. Os stroopwafels da Daelman’s são deliciosos! A textura fica entre o crocante e o macio, o sabor é doce na medida certa, com um toque de canela que fez da marca a nossa favorita entre todas. Sem contar a identidade visual da marca, inspirada nas porcelanas de Delft, outro símbolo da Holanda.

Preparando nosso estoque de stroopwafels para trazer de Amsterdam

Para ter uma ideia, gostamos tanto que trouxemos um pequeno estoque de 20 packs com 10 stroopwafels cada (!). Ou seja, 200 stroopwafels na mala! E sim, devoramos tudo. Serviu até de lanchinho para o dia de praia – com caramelo derretido pelo sol de 40 graus. 🙂

Stroopwafel até na praia

2) Kamphuisen

A marca original, que leva o nome do inventor da primeira receita registrada por escrito, não poderia ficar de fora da nossa lista. Primeiro porque os stroopwafels (ou siroopwafel, como eles chamam) são mesmo deliciosos. Segundo, porque a possibilidade de ir a Gouda e fazer a visita a fábrica da Kamphuisen e acompanhar todo o processo de produção não tem preço!

Nossa visita com degustação na fábrica da Siroopwafel Kamphuisen, em Gouda

Em relação ao stroopwafel em si, os da Kamphuisen são um pouco mais caros, e tem o biscoito um pouco mais torrado/crocante do que os demais. Pareceu ainda ter uma quantidade ligeiramente menor de caramelo. Aí é puramente questão de gosto – recomendo que vocês experimentem todos e decidam qual o favorito de vocês. 🙂

3) Kanjers

A Kanjers é outra marca de stroopwafel bastante popular na Holanda, apesar de ser bem mais nova (foi fundada somente em 1995). Dentre as 3 marcas, achamos essa a mais “artificial” no sabor – de forma bem sutil, já que trata-se de uma boa marca. Os preços são compatíveis com os stroopwafels Daelman’s, mas não é tão fácil de encontrar nos supermercados.

Stroopwafels Kanjers

Bom, agora que você já sabe tudo sobre o Stroopwafel, pode viajar tranquilo para a Holanda e experimentar todos que conseguir. Se quiserem trazer um pacotinho de presente, a gente aceita feliz também! 🙂


Já sabe onde se hospedar em Amsterdam?

Não deixe para a última hora! Que tal pesquisar agora pelo hotel ou apartamento ideal em Amsterdam? Faça agora mesmo uma pesquisa com descontos incríveis pelo Booking, o maior site de hospedagem em todo o mundo!

Booking.com

E não esqueça de garantir seu seguro viagem:

O seguro viagem é OBRIGATÓRIO para quem viaja pela Europa. A empresa de seguros que a gente sempre usa e recomenda é a Seguros Promo. É um buscador que compara o preço das principais companhias de seguro viagem e apresenta sempre a opção com melhor custo-benefício para a sua viagem!

Ah, e agora vem a melhor parte: leitor do Viajar é Demais tem desconto, basta clicar aqui ou no banner abaixo e utilizar o cupom para fazer seu seguro pelo menor preço possível.

Compartilhar:FacebookTwitter
Augusto
Escrito por
Augusto
Envie sua pergunta ou comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Viajar é Demais