Onde comer em Genebra: 3 sugestões de restaurantes imperdíveis na cidade suíça
Onde comer em Genebra

Onde comer em Genebra: 3 sugestões de restaurantes imperdíveis na cidade suíça

Se o destino é a Suíça, é bem provável que Genebra esteja presente no seu roteiro. Uma das cidades mais conhecidas e visitadas da Suíça, Genebra é berço da relojoaria – um dos símbolos do país. A cidade ainda conserva bem preservado seu centro medieval com prédios e ruas de pedra, hoje patrimônio histórico protegido. Mas além de oferecer boas opções de passeios e atividades, Genebra ainda se destaca pela gastronomia. Na cidade onde o francês é a língua mais falada, a influência do país vizinho também se mostra presente na cena gastronômica local. Restaurantes estrelados e bistrôs tipicamente franceses coexistem com chalés e restaurantes de comida tipicamente suíça. O resultado? Uma cidade com variadas opções para agradar aos mais diversos paladares. Se você está a procura de onde comer em Genebra, vamos apresentar nossas 3 sugestões de restaurantes que adoramos e que são ótimas opções para quem estiver ‘turistando’ pela cidade.

Para dar uma ideia de quanto custa comer em cada local, indicamos ao lado do nome do restaurante uma classificação de $ até $$$$$. Essa classificação representa o preço médio da refeição (por pessoa).
Usamos o franco suíço (CFH) como moeda para minimizar o impacto das variações cambiais.

SímboloPreços
$$$$$acima de 70 CFH
$$$$55 CFH a 70 CFH
$$$30 CFH a 40 CFH
$$20 CFH a 30 CFH
$até 20 CFH
Valor por pessoa

Importante destacar que a Suíça é um país de custo de vida elevadíssimo. Comer fora não é barato, e Genebra não foge a regra. Especialmente para nós brasileiros, em tempos de real desvalorizado, fica ainda mais importante pesquisar onde comer em Genebra. Vamos então para a lista com 3 restaurantes em Genebra, na Suíça!


Restaurant Auberge de Savièse ($$$) | Onde comer em Genebra

Como primeiro restaurante de Genebra (e da viagem pela Suíça como um todo) escolhemos um de comida típica suíça bem próximo ao nosso Hotel D Geneva: o Restaurant Auberge de Savièse. E não poderíamos ter começado melhor a nossa experiência gastronômica pela cidade. Com ambiente aconchegante e rústico, bem ao estilo que se espera de um autêntico chalé suíço, o Auberge de Savièse oferece uma cozinha tradicional e familiar. A especialidade local são os queijos, mais especificamente dois dos pratos mais típicos da culinária Suíça: o Fondue de Queijo e a Raclette.

Restaurante Auberge de Savièse em Genebra
Restaurante Auberge de Savièse em Genebra

Para garantir o padrão de qualidade, o Auberge de Savièse é daqueles lugares que dão prioridade à escolha das melhores matérias-primas, dando preferência a produtores locais ou dos arredores de Genebra. É o que acontece com os queijos dos fondues e raclettes, que vêm de fornecedores de regiões próximas como Valais ou Fribourg. Quem nos contou tudo isso foi o próprio dono, o simpático Santiago, que costuma estar por lá todas as noites recebendo os clientes, dando sugestões, servindo às mesas, enfim, fazendo um pouco de tudo.

O que pedir: Apesar do cardápio ser variado e contar com outras especialidades suíças, a tendência é que a escolha do prato principal fique mesmo entre o fondue ou a raclette. Nós fomos de fondue – e em se tratando de suíça, o tradicional mesmo é o fondue de queijo – carne ou chocolate são opções quase sempre para turistas e que alguns locais sequer oferecem. Entre os fondues de queijo, são diversas opções que vão desde queijo de cabra a versões temperadas com pimenta, tomate ou até cerveja artesanal. A nossa dica é o Fondue moitié-moitiégruyère AOC au lait cru et vacherin fribourgeois AOC au lait thermisé, isto é, Fondue “meio a meio” que combina 2 queijos suíços: o Gruyère AOC com leite cru e o Vacherin Fribourg AOC com leite termizado. Por padrão, todos os fondues vem acompanhados de cesta de pães, mas é possível pedir uma porção de batatas cozidas à parte.

Fondue de queijo “moitié-moitié”: gruyère AOC au lait cru et vacherin fribourgeois AOC au lait thermisé

Como entrada antes do fondue, não deixe de pedir a tábua de queijos e frios locais, a Assiette de viande séchée du Valais. Além da ótima qualidade, a porção é boa para dividir entre 2 pessoas. E se você não abre mão da sobremesa, a dica é um clássico da casa: o merengue com creme duplo de queijo gruyère. Pode parece algo simples demais (pelo menos parecia para nós) mas é surpreendentemente saboroso a cada colherada. Para acompanhar tudo isso, a carta do Auberge de Savièse possui boas opções de vinhos brancos da região servidos em taça.

Tábua de queijos e frios, vinho branco da casa e sobremesa típica de merengues com creme de Gruyère

Apesar de receber muitos turistas, vimos também muitas mesas com clientes locais, o que garante casa cheia todas as noites. É recomendável fazer reserva, como de costume em quase todos os restaurantes de Genebra.

Restaurant Auberge de Savièse
Endereço: Rue des Pâquis 20, 1201 Genève, Suíça

Restaurant Cave Valaisanne et Chalet Suisse ($$) | Onde comer em Genebra

Localizada no centro histórico de Genebra, a lendária Cave Valaisanne et Chalet Suisse é mais uma excelente opção para quem busca comida típica e tradicional da Suíça em Genebra. O restaurante funciona em um casarão histórico da cidade, e desde 1960 vem sendo administrado pela mesma família. O espaço interno é amplo e tem como um dos diferenciais o fato de oferecer 4 ambientes típicos, mas de estilos distintos: chalé suíço, cervejaria, vila suíça e adega. Um daqueles lugares autênticos que não podem ficar de fora de um roteiro gastronômico por Genebra.

Fachada da Cave Valaisanne et Chalet Suisse
Fachada da Cave Valaisanne et Chalet Suisse

O menu é bastante completo e oferece uma ampla variedade de opções entre carnes, peixes e até joelho de porco com chucrute. Mas o carro chefe são os pratos a base de queijo, tão tradicionais da culinária suíça. Sim, estamos falando deles: fondue e raclette.

O que pedir: recomendamos partir diretamente para o prato principal – no nosso caso, fomos de Raclette. Para quem não está tão familiarizado, o prato consiste em uma imensa peça de queijo chamado ‘Raclette’ (daí o nome) que fica exposta a uma placa de metal em altíssima temperatura. A parte do queijo em contato com o calor derrete e é ‘raspada’ diretamente no prato, sendo imediatamente servido ainda quente à mesa. Junto do queijo derretido, acompanhamentos como batatas cozidas, pães e/ou picles. Na Cave Valaisanne et Chalet Suisse funciona da seguinte forma: você pode pedir a Raclette em 3 serviços, 5 serviços ou até mesmo “ilimitado”, como em um rodízio. Entenda-se ‘serviço’ como cada ‘raspada’ do delicioso queijo suíço derretido no prato. Nós pedimos uma de 3 serviços (Chai) e outra de 5 serviços (Guto) e foi mais do que suficiente. Não teríamos maturidade para a versão infinita de Raclette. 🙂

Raclette e seus acompanhamentos no restaurante Cave Valaisanne

De sobremesa, não deixe de pedir o típico merengue com creme duplo de Gruyère, sempre imperdível. Viramos fãs dessa sobremesa! Os vinhos abertos servidos em taça ou a cerveja são boas pedidas para acompanhar a experiência. Destaque para os vinhos brancos suíços, que dificilmente são encontrados fora do país apesar da boa qualidade.

Novamente a sobremesa clássica: merengue com duplo creme de Gruyère. Vinho branco suíço o

A Cave Valaisanne et Chalet Suisse é daqueles lugares com história para contar, e somos suspeitos para falar pois sempre adoramos esse tipo de ambiente. Apesar do salão imenso e da grande quantidade de mesas – quase sempre lotadas – o serviço é bem ágil e a atmosfera é agradável, bem animada. Vale destacar ainda os preços abaixo da média da cidade. Custo-benefício excelente!

Restaurant Cave Valaisanne et Chalet Suisse
Endereço:
Boulevard Georges-Favon 23, 1204 Genève, Suíça

Le Bistrot de Charlotte ($$$) | Onde comer em Genebra

Se a comida tradicional suíça a base de queijos e batatas não faz tanto o seu estilo ou se você simplesmente quiser variar e ainda assim se manter em algo típico de Genebra, que tal optar por um bistrô francês? Como já dissemos, Genebra fica bem pertinho da França, o idioma oficial é o francês e a gastronomia francesa não poderia ficar de fora de um roteiro gastronômico pela cidade. Dentro desse estilo, a dica é o Le Bistrot de Charlotte, localizado no coração do centro histórico de Genebra.

Desde o dono – um francês que mudou-se para Genebra – até o ambiente acolhedor, a decoração e o estilo do local, tudo remete a um autêntico bistrot que poderia muito bem ser parisiense.

Por dentro do 'Le Bistrot de Charlotte'
Por dentro do ‘Le Bistrot de Charlotte’

No cardápio, os pratos variam de acordo com a estação do ano, onde o Chef e sua equipe estão sempre em busca dos produtos mais frescos e cuidadosamente selecionados. O restaurante trabalha com fórmulas de menus completos bem ao estilo francês, com preços bem acessíveis para padrões suíços (especialmente no horário de almoço). No “menu express”, por exemplo, é possível escolher entre as combinações de entrada + prato ou prato + sobremesa a um preço único reduzido. Mas se preferir, dá para escolher também um dos pratos do menu à la carte.

O que pedir: No horário do almoço, a melhor pedida é mesmo uma das ‘fórmulas’ onde você pode escolher entrada, prato e/ou sobremesa pelo preço fixo. Começamos com a sopa do dia para a Chai (nada mais francês do que uma sopa de cebola) e um Foie Gras artesanal para mim.

Entradas: foie gras e sopa de cebola
Entradas: foie gras e sopa de cebola

Para o prato principal, escolhemos o peixe do dia (Tourbotin) acompanhado de risoto e purê trufado (Chai) e um entrecôte de bouef racé de la boucherie (carne de bouef simmental que é típico da Suiça). Ambos deliciosos! Vale destacar que os pratos são servidos em porções generosas, e praticamente daria pra dividirmos somente um dos pratos entre nós dois.

Pratos principais no Bistrot Le Charlotte
Pratos principais no Bistrot Le Charlotte

De sobremesa, uma das melhores pedidas em restaurantes franceses sempre é o Cafe Gourmand – basicamente um café acompanhado de 4 mini-sobremesas variadas. Que no dia de nossa visita eram: sorvete artesanal, mousse de chocolate, crème brûlée e salada de frutas. A carta de vinhos do Le Bistrot de Charlotte também é excelente, com ótimas opções de vinho aberto para pedir em taça harmonizando com toda a refeição. Tem inclusive uma ampla gama de vinhos suíços, como esse Gamay Mondeuse safra 2016 produzido nos arredores de Genebra que experimentamos.

Sobremesa e taça de vinho que acompanhou a refeição
Sobremesa e taça de vinho que acompanhou a refeição

Le Bistrot de Charlotte
Endereço: place des Bergues 3, 1201 Genève, Suíça


Essas são as nossas 3 dicas de onde comer em Genebra, na Suíça. Depois de ir, não se esqueça de voltar aqui para comentar como foi a sua experiência! 🙂


Onde ficar em Genebra?

Não deixe para a última hora! Se ainda não se decidiu sobre onde ficar em Genebra, nossa dica é o Hotel D Geneva, um hotel moderno e bem pertinho da estação de trem. Ou consulte no mapa abaixo todas as opções de hotéis em Genebra.

Booking.com

Como chegar em Genebra

O trem é o melhor meio de transporte para viajar internamente pela Suíça. É recomendável adquirir os passes de trem com antecedência para conseguir os melhores preços!

+ Consulte os preços de passagens de trem até Genebra ou passes de trem pela Suíça com a Eurail

A nossa dica para quem pretende alugar carro em Genebra é a Rentcars. Um serviço que compara os preços nas melhores locadoras de automóveis e apresenta uma lista com todos os carros disponíveis e valores para a locação. Aproveita para consultar agora as opções para o seu próximo destino! 🙂  

Aproveite e já faça as reservas dos passeios e atrações pelo menor preço. Não perca tempo em filas!

Consulte e reserve passeios e entradas de atrações na Get Your Guide, uma das maiores e mais confiáveis plataformas de ofertas turísticas do mundo. Eles estão presentes nas maiores cidades e reúnem profissionais e empresas qualificadas que oferecem os mais variados tipos de passeios e serviços turísticos. Nós já usamos e recomendamos. Dá só uma olhada: 

E não esqueça de garantir seu seguro viagem:

O seguro viagem é OBRIGATÓRIO para quem viaja por toda a Europa. E mesmo que não fosse obrigatório, não dá nem pra pensar em viajar sem seguro, né? Na hora de contratar o seguro viagem a gente sempre usa e recomenda a Seguros Promo. É um buscador que compara o preço das principais companhias de seguro viagem do mercado e apresenta as opções com melhor custo-benefício para a sua viagem!

Ah, e agora vem a melhor parte: quem é leitor do Viajar é Demais tem desconto exclusivo: basta clicar aqui ou no banner abaixo e utilizar o cupom para fazer seu seguro pelo menor preço possível.

Compartilhar:FacebookTwitter
Augusto
Escrito por
Augusto
Envie sua pergunta ou comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Viajar é Demais