Restaurantes na Argentina: características e curiosidades que você precisa saber antes de ir

Restaurantes na Argentina: características e curiosidades que você precisa saber antes de ir

Depois de tantas visitas à Buenos Aires e outras cidades do país vizinho, achamos importante elencar algumas características dos restaurantes na Argentina que são diferentes dos costumes do Brasil. Por isso, na sequência estão listados as principais peculiaridades que encontramos ao experimentar todos os tipos de restaurantes.

Você também vai gostar de ler:
+ Restaurantes em Buenos Aires: conheça 10 comidas típicas da Argentina que você precisa experimentar
+ Onde comer em Buenos Aires: opções de parrillas, restaurantes, cafés e degustação de vinhos

Se você conhece alguém que também precisa saber dessas informações, compartilha o post com esta pessoa. E não esquece de voltar aqui depois para comentar o que achou das curiosidades ao fazer suas refeições nos restaurantes na Argentina. 

O Cubierto | Restaurantes na Argentina

Uma das coisas que mais causa surpresa nos turistas em restaurantes de Buenos Aires é a cobrança do “cubierto”. Cobrado por pessoa, incluído na nota fiscal e indicado, em geral, no rodapé do cardápio, o cubierto pode variar de estabelecimento para estabelecimento. Importante saber que este valor não corresponde a gorjeta do garçom, que é paga à parte e chamada de “propina” como veremos no próximo item. Mas o que se entende por cubierto então? Esta taxa corresponde ao serviço de mesa que na Argentina incluí a cesta de pães, louças, guardanapos, toalha e os talheres – de onde vem o nome “cubierto”. Nos locais onde o cubierto é cobrado, este valor é obrigatório e não adianta negar o pãozinho.

A Propina | Restaurantes na Argentina

Este é o termo em espanhol para denominar a famosa “gorjeta” do garçom. Um nome que no Brasil tem uma conotação negativa mas que acaba fazendo a gente lembrar da palavra, não é mesmo?! Diferentemente do Brasil em que os “10% do garçom” na maioria das vezes já vem discriminado na conta, em Buenos Aires o valor da gorjeta é pago à parte. E os garçons esperam algo entre 10% e 20% do valor total da conta mas claro que isso é critério do cliente. Vale aquele bom senso sobre o atendimento e de arredondar a conta pra facilitar.

Horário do jantar | Restaurantes na Argentina

Outra coisa que gera estranhamento nos turistas brasileiros é que os hermanos saem para horário jantar tarde em Buenos Aires. O horário de maior movimento nos restaurantes costuma ser a partir de 21h30 -22h. Por isso, faça reserva se sua previsão de sair para jantar coincide com este horário ou então vá mais cedo. 

Vinho é mais barato que refrigerante | Restaurantes na Argentina

Em um país que tem a exclusividade de produção dos excelentes vinhos Malbec e que se orgulha muito do seu produto, não é de se estranhar que o vinho seja mais barato que refrigerante. A dica aqui é pedir sugestões ao garçom e perguntar sobre o vinho da casa. Nos restaurantes de Buenos Aires é bastante comum que lugar produza ou eleja um rótulo de boa qualidade como sendo o “vinho da casa” e, em geral, tem o melhor custo-benefício, tanto na taça individual como na garrafa.

Menú Ejecutivo ou Menú del Día| Restaurantes na Argentina

Para o almoço durante a semana, procure restaurantes que tenham “Menú Ejecutivo” ou o “Menú del Día”. Esses menus, em geral, incluem opções de pratos e bebida com um ótimo custo-benefício e ficam expostos em quadros-negros do lado de fora do estabelecimento. Fique atento que alguns restaurantes não aceitam cartões de crédito.

Cortes de carnes argentinos X Cortes de carne brasileiros | Restaurantes na Argentina

Argentina BrasilCaracterísticas
Bife de lomoFilé mignon ( um contra-filé beeem macio)Corte macio, quase sem gordura e muito saboroso
Bife de chorizoContra-filé, mas a parte de trásSaboroso e suculento, é um dos mais pedidos nos restaurantes 
Ojo de bifeMiolo do contra-filéUm corte que tem aquela gordurinha e por isso fica bem suculento
EntrañaMaminhaCom aquela dose de gordura que deixa a carne saborosa 
VacioFraldinha ou Vazio Uma das carnes mais macias que você encontrará
Bife AnchoEntrecot ou bisteca ou ponta do contra-filéSaboroso e suculento
Tapa de cuadrilPicanha (ou o mais próximo dela)Corte menos popular na Argentina mas é possível encontrar entre as opções do menu
CuadrilAlcatraMenos popular entre os cortes tradicionais da parrilla 
Asado de tiraCostelaA deliciosa costela com aquele sabor que só a carne próxima ao osso tem
Bola de lomoPatinho Corte usado para preparar as típicas milanesas argentinas, bifes enormes, macios e empanados.
Achuras Miúdos do boi – mais comuns são “chinchulines” (intestino delgado), mollejas (glândula do pescoço) e riñones (rins)Normalmente servido de entrada, essa é uma opção que no Brasil não é comum mas muito consumido na Argentina
ChorizoLinguiçaTambém servida de entrada, é semelhante a do Brasil
MorcillaMorcilhaO típico embutido feito à base de sangue – tanto de boi quanto de porco

o Ponto da Carne | Restaurantes na Argentina

Outra questão importante e que faz toda diferença na experiência gastronômica é a escolha do ponto da carne. Em Buenos Aires, você deve pedir carne jugosa para a mal passada, a punto para uma carne ao ponto ou cocida se você prefere ela bem passada. Entretanto, deixamos aqui um alerta: se você prefere sua carne ao ponto, talvez seja melhor pedir cocida pois para os argentinos o “ao ponto” é uma carne um pouco mais vermelha – mal passada – do que no Brasil. 

Sal e temperos | Restaurantes na Argentina

Aqui no Brasil nós usamos sal grosso para temperar a carne do churrasco, enquanto na Argentina, há uma lei que reduz drasticamente a quantidade de sal. Por essa razão, nas parrillas argentinas se usa pouco ou nenhum sal ao se preparar a carne.  Se você prefere sua carne com mais sal, basta pedir ao garçom que ele vai prontamente lhe trazer o saleiro. Porém, nós recomendamos que você experimente temperar sua carne com o tradicional molho chimichurri – feito com água, sal, ervas e pimenta – servido em 100% dos restaurantes para acompanhar as carnes da parrilla. Fica uma delícia e faz o sal ficar praticamente desnecessário. 


Já reservou seu hotel ou apartamento em Buenos Aires?

Não deixe para a última hora! Se ainda não decidiu onde ficar em Buenos Aires, consulte agora mesmo o nosso Guia de bairros e hotéis da capital da Argentina.

+ Guia de bairros e hotéis de Buenos Aires

Ou se preferir, navegue diretamente pelo mapa abaixo e reserve o seu hotel ou apartamento ideal em Buenos Aires pelo Booking, o maior site de hospedagem em todo o mundo.

Booking.com

+ Compare o preço de mais de 4 mil hotéis e apartamentos em Buenos Aires


Não esqueça de garantir seu seguro viagem:

Geralmente a gente faz seguro viagem torcendo pra não usar, né? Mas justamente em uma viagem para Buenos Aires o meu pai apresentou um problema de saúde e foi preciso levá-lo para exames mais detalhados em um hospital. Nessa hora, bastou ligar para o número de telefone indicado pela seguradora (atendimento imediato e todo em português). Conseguimos a liberação para a internação e os exames, sem pagar nada e sem burocracia! Imagina se estivéssemos sem seguro viagem?

Quando se trata de seguro viagem, a gente sempre usa e recomenda a Seguros Promo. É um buscador que compara o preço das principais companhias de seguro viagem e apresenta sempre a opção com melhor custo-benefício para a sua viagem! Além do site ser fácil de usar, os preços são imbatíveis!

+ Compare agora mesmo os preços de seguro viagem com a Seguros Promo


Aproveite e já faça as reservas dos passeios e atrações da cidade. Não perca tempo em filas!

Consulte e reserve passeios e entradas de atrações no Get Your Guide, uma das maiores e mais confiáveis plataformas de ofertas turísticas do mundo. Eles estão presentes nas maiores cidades e reúnem profissionais e empresas qualificadas que oferecem os mais variados tipos de passeios e serviços turísticos. Nós já usamos e recomendamos. Dá só uma olhada: 

Compartilhar:FacebookTwitter
Chai
Escrito por
Chai
Envie sua pergunta ou comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Viajar é Demais