10 dicas de como economizar (com estilo!) em uma viagem para a Alemanha
economizar na alemanha (fonte: Google Images)

10 dicas de como economizar (com estilo!) em uma viagem para a Alemanha

Economizar é sempre bom, ainda mais com o euro valendo quase R$5,00. Ao mesmo tempo, viajar é sempre momento de se divertir, de aproveitar ao máximo, de experimentar coisas novas. Por isso, preparamos esse guia com 10 dicas básicas sobre como economizar na Alemanha, mas sem sacrificar a qualidade da viagem nem perder o estilo. Nada de passar fome, ou comer todo dia em fast food. São pequenas mudanças de hábito que não vão prejudicar em nada a diversão da viagem. E ainda vão poupar um bom dinheiro pra gastarmos com o que importa. 🙂 Vamos a elas:

1) Beba água da torneira

Sim, pode parecer “estranho” e polêmico pra gente, mas em todas as cidades alemãs a água é potável (e normalmente gelada, em função do clima). Basta andar com uma garrafinha e reabastecer sempre que necessário. Você economiza de 2 a 3 euros por cada garrafinha de água mineral e ainda é sustentável.

2) Utilize os cartões de descontos para transporte e/ou atrações culturais

Comum em vários países europeus, os cartões que dão direito a transporte ou a atrações culturais (ou a ambos) são ideais para os turistas. Em geral são cartões onde você paga um valor fixo e tem direito a utilizar toda a rede de transportes da cidade e/ou visitar as principais atrações culturais “de graça” (ou com bons descontos) por um determinado período de tempo. Cada cidade vai ter o seu tipo de cartão e suas regras específicas, e nem sempre a economia é garantida (vai depender do roteiro planejado por cada viajante). Dá uma olhada nesses posts que fizemos sobre os city cards de Frankfurt, Munique e Nuremberg. A dica é avaliar e comparar quanto você gastaria COM o cartão e SEM o cartão. Em muitos casos, a economia pode ser enorme!

3) Devolva garrafas pet, vidro ou lata e receba por isso (pfand)

O alemão tem bem enraizada a cultura da reciclagem e da preservação ao meio ambiente. Sempre que comprar em lojas ou supermercados algo em garrafas pet, vidros ou latas, você vai reparar nas etiquetas dos produtos ou na nota fiscal da compra a cobrança de um valor pelo “Pfand”. Esse valor se refere ao preço da embalagem, que você paga no ato da compra e tem direito a receber de volta. Para usufruir desse direito, é só levar a embalagem vazia até um supermercado (nem precisa ser o mesmo da compra, pode ser outro). Por exemplo, uma garrafa de água mineral de 2 litros pode custar o,30 euros pelo líquido e 0,25 pelo “pfand” (a garrafa pet). Se você devolver a garrafa vazia, vai receber os 0,25 de volta (em dinheiro vivo ou em vale compras). Em alguns locais esse processo da devolução é feito automaticamente em máquinas onde você insere a embalagem e recebe o vale, em outros é feito diretamente no caixa. Mais uma dica que gera economia aliada a consciência social.

4) Ande com sua ecobag ou com uma mochila

Eu disse que alemão é preocupado com a preservação do meio ambiente? Rsrs
Praticamente nenhuma loja ou supermercado na Alemanha vai te fornecer sacolas plásticas grátis, nem que você gaste 1 milhão de euros em compras. Cada sacolinha vai te custar na faixa de 0,10 euros (convertendo, dá mais de 40 centavos de real). Em função disso, todo alemão já aprendeu que deve andar com uma ecobag ou uma mochila. Se você quer economizar na Alemanha, faça como o alemão: leve pra sua viagem uma ecobag, ou ande sempre com sua mochila, e poupe alguns euros preciosos.

5) Utilize os cupons/vales das lojas

Em muitas lojas e supermercados é comum receber cupons que dão direito a um crédito em uma próxima compra, ou um desconto em um determinado produto. Na loja de departamento Müller, por exemplo, toda compra que você faz gera um cupom equivalente a 10% do valor consumido (se você gasta 10 euros, recebe um vale de 1 euro). Esses vales normalmente vem no verso do cupom fiscal que a loja entrega, e as vezes pode passar despercebido (eu mesmo só reparei na 3ª ida a Müller). Na dúvida, guarde o cupom. Quem sabe você lembra de mais um presentinho pra comprar, e aproveita o desconto?

6) Pergunte sempre pelo “Tax Free”

Essa dica é comum em muitos países pelo mundo, mas vale reforçar. Sempre que fizer compras em lojas, pergunte pelo “Tax Free”. O Tax Free é uma isenção de impostos para turistas, e na Alemanha é algo em torno de 10% do valor da compra. Não demora nada pedir o formulário do tax free, e depois você consegue um bom dinheiro de volta, dependendo do quanto você gastou em compras.

7) Coma nas feiras de rua

Essa dica também é daquelas que vale para muitos lugares do mundo, mas em especial na Alemanha, vale experimentar as iguarias tipicamente alemãs em uma das inúmeras feiras de rua. Em primeiro lugar, a própria experiência de passear pelas feiras e vivenciar a cultura alemã já é deliciosa. Em segundo lugar, as condições de higiene e a qualidade dos alimentos é excelente – pode ir sem medo. E pra completar, pratos típicos e simples como Wursts (salsichas) em geral são mais baratos nas feiras do que em restaurantes. Substituir uma refeição em um restaurante pela comida de rua pode poupar tempo e dinheiro, além de garantir uma experiência única.

8) Peça o prato do tamanho da sua fome

Quando a escolha for por uma boa refeição em um restaurante, avalie bem o nível da sua fome antes de fazer o pedido. Em toda a Alemanha, e principalmente nos restaurantes de comida típica, você pode ter uma certeza: a comida é farta. Os pratos em geral são individuais mas MUITO bem servidos. Sendo assim, uma dica que fomos aprendendo ao longo da viagem é: peça algo no tamanho da sua fome. Se estiver com muita fome, peça um prato principal normal e seja feliz. Se estiver com fome razoável, eles tem os chamados “klein” ou “small dishes” (que de “small” a maioria das vezes não tem nada). Um desses pode ser o suficiente se você não estiver faminto. E caso esteja com pouca fome, muitas vezes uma sopa do dia ou um prato de entrada já pode resolver. Estando em casal, vale muito a pena pedir 1 prato principal + 1 prato menor (ou sopa) e dividir.

9) Compre cerveja gelada nos supermercados

Se você gosta de cerveja, provavelmente você não vai passar um único dia sem beber na Alemanha. O país é um paraíso para os cervejeiros, e são inúmeras marcas e estilos a disposição pra degustar em tão pouco tempo. Nos bares, pubs e restaurantes, dificilmente você vai encontrar uma cerveja por menos de 3 euros, mas nos supermercados elas são vendidas geladas a menos de 1 euro! Veja bem, a dica não é “deixe de beber nos bares e só beba no supermercado”. Mas dá pra fazer um pouco das duas coisas e experimentar um número maior de cervejas, sem gastar tanto por isso.

10) Aproveite os banheiros grátis

Ué, como assim “banheiro grátis”? Em geral os banheiros públicos ou de lojas na Alemanha são pagos (vimos de 0,50 até 2 euros), a não ser quando estamos consumindo algo (em um restaurante, por exemplo) ou em grandes lojas de departamento. Sendo assim, a dica é simples: aproveite os momentos das refeições ou das compras e garanta aquela ida profilática ao banheiro.

É isso. E você, tem mais alguma dica de como um viajante pode economizar na Alemanha? Conta pra gente! 🙂


Já sabe onde se hospedar na Alemanha?

Não deixe para a última hora! Que tal pesquisar agora pelo hotel ou apartamento ideal na Alemanha? Faça agora mesmo uma pesquisa com descontos incríveis pelo Booking, o maior site de hospedagem em todo o mundo!


E não esqueça de garantir seu seguro viagem:

O seguro viagem é OBRIGATÓRIO para quem viaja pela Europa. A empresa de seguros que a gente sempre usa e recomenda é a Seguros Promo. É um buscador que compara o preço das principais companhias de seguro viagem e apresenta sempre a opção com melhor custo-benefício para a sua viagem!

Ah, e agora vem a melhor parte: leitor do Viajar é Demais tem desconto, basta clicar aqui ou no banner abaixo e utilizar o cupom para fazer seu seguro pelo menor preço possível.

 

Compartilhar:FacebookTwitter
Augusto
Escrito por
Augusto
Envie sua pergunta ou comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

2 comentários
Viajar é Demais