O que fazer no Lago Constança (Bodensee): roteiro de 4 dias em 4 cidades de Alemanha, Áustria e Suíça

Na linda região dos arredores do Lago Constança (Bodensee), são muitas as cidades pitorescas e encantadoras margeando o lago. Essa é uma região que reúne características únicas para quem está planejando um roteiro pela Europa. Isso porque o terceiro maior lago da Europa faz fronteira ao mesmo tempo com Alemanha, Áustria e Suíça, a chamada “tríplice fronteira”. Ou seja: em uma mesma viagem, em um período curto de poucos dias, é possível conhecer não apenas diferentes cidades mas diferentes países e culturas. Ao mesmo tempo, todas as cidades dessa região tem em comum a atmosfera medieval de seus centros históricos e as paisagens incríveis proporcionadas pelo encontro do lago com as cadeias de alpes. Nesse artigo vamos te ajudar a planejar o que fazer no Lago Constança (Bodensee), sugerindo um roteiro de 4 dias em 4 cidades de Alemanha, Áustria e Suíça.

Do lado alemão, a pequena cidade-ilha de Lindau é uma das que não podem ficar de fora de nenhum roteiro por essa região. O mesmo acontece com Konstanz, maior e mais importante cidade à beira do lago e que reúne todas as características que fazem dessa região uma das mais encantadoras do país. Pelo lado austríaco, a pequena Bregenz, cidade vizinha à Lindau, pode ser facilmente visitada em um único dia. E a representante da Suíça é St. Gallen, outra joia do Lago Constança (Bodensee) com sua bela história preservada. A melhor sequência para visitar essas 4 cidades em uma mesma viagem é a seguinte:

Roteiro de 4 dias pelo Lago Constança (Bodensee)
Dia 1: Lindau (Alemanha)
Dia 2: Bregenz (Áustria)
Dia 3: St. Gallen (Suíça)
Dia 4: Konstanz (Alemanha)

Todas essas cidades possuem estação de trem, o que facilita bastante no deslocamento entre elas. Outra possibilidade é utilizar um carro alugado – a dica nesse caso é reservar antecipadamente com a Rentcars, um serviço de comparação de preços de aluguel de carros.

Essa é uma região que pode ser visitada em qualquer época do ano, mas especialmente nos meses de novembro e dezembro a viagem é ainda mais fascinante por conta dos belos Mercados de Natal europeus. Essas 4 cidades que indicamos possuem mercados de Natal incríveis – contaremos um pouco sobre eles ao detalhar o que fazer em cada cidade. Mas a maior parte das sugestões servem para qualquer época do ano, com dicas do que visitar, principais atrações, onde ficar, onde comer e muito mais!

A seguir, confira o que fazer no Lago Constança (Bodensee) em um roteiro de 4 dias por Lindau, Bregenz, St. Gallen e Konstanz.

Dia 1 – Lindau, na Alemanha: a cidade ilha do Lago Constança (Bodensee)

Nosso roteiro pela região do Lago Constança (Bodensee) começa por Lindau, cidade mais a sudoeste da região da Baviera, na Alemanha. A cidade tem menos de 30 mil habitantes no total, sendo que aproximadamente 90% da população vive na parte continental e apenas 10% vivem na ilha.

Vista aérea de Lindau | Foto: © Hari Pulko | Lindau Tourismus
Vista aérea de Lindau | Foto: © Hari Pulko | Lindau Tourismus

Mas é justamente na ilha que fica o centro histórico de Lindau e a principal estação de trem da cidade, a Lindau Hauptbahnhof – porta de entrada para a maioria dos visitantes. Na ilha também estão concentradas as principais atrações turísticas de Lindau, o que torna a cidade ideal para conhecer a pé em um roteiro de 1 dia.

Porto de Lindau | O que fazer em Lindau

Como costuma acontecer em cidades à beira da água, todos os caminhos levam ao Porto de Lindau, de onde se tem vistas fascinantes das cadeias de Alpes e do próprio Lago Constança. A melhor forma de começar o dia em Lindau é justamente explorando a região do porto e as margens do lago Constança (Bodense).

É lá que estão o antigo farol e torre de proteção e vigilância de Lindau, o Mangturm, que permanece como um ícone da cidade e uma referência ao passado.

Sol se pondo no canto inferior esquerdo refletindo na água do pier onde no centro da foto se vê a torre alta e antiga de telhados coloridos, um barco pequeno ancorado e os demais prédios do porto
Mangturm: com suas telhas coloridas, foi construído junto das fortificações da cidade e serviu de proteção e farol

Se há um “velho” farol (a Mangturm), é claro que há também o Novo Farol de Lindau. Aberto a visitação, a subida até o alto de seus 36 metros e 139 degraus reserva vistas únicas da cidade de Lindau. De um lado, o Lago Constança e a cadeia de Alpes; do outro, a cidade-ilha de Lindau com seu centro histórico medieval e o porto sendo vigiado pela estátua do Leão da Baviera.

Centro histórico de Lindau | O que fazer em Lindau

Com suas construções antigaspraças movimentadas e ruas estreitas, o centro histórico de Lindau tem aquela atmosfera medieval quase palpável. Dois dos edifícios históricos de Lindau ficam praticamente lado a lado: a Altes Rathaus (Antiga Prefeitura) e a Neues Rathaus (Nova Prefeitura).

Outra atração imperdível no centro histórico é uma igreja com mais de 1000 anos de história: a Peterskirche (Igreja de São Pedro). Dedicada ao santo padroeiro dos pescadores, a Peterskirche se destaca em seu exterior por conta da enorme torre sem janelas e em seu interior pelos belos afrescos bem preservados.

Mercado de Natal de Lindau | O que fazer em Lindau

Para quem tem a viagem programada para os meses de novembro ou dezembro, vai ser impossível cumprir qualquer roteiro pela cidade sem passar pelo Mercado de Natal de Lindau. Nessa época as ruas ficam repletas de estandes com produtos locais, entre comidas típicas, bebidas e artesanato. O maior mercado fica na região do porto, bem às margens do Lago Constança. Nessa época a cidade fica ainda mais linda e repleta de gente!

Mercado de Natal de Lindau visto do alto da janela do hotel
Mercado de Natal de Lindau visto do alto da janela do hotel: as luzes são um espetáculo a parte

Entre as iguaria típicas dos mercados de Natal, não deixe de experimentar em Lindau o Laugenstangen – um sanduíche feito de pretzel com recheios variados. Além é claro das bratwursts (as salsichas alemãs típicas) e de bebidas para manter o corpo aquecido como o Whisky Punsch e o tradicional Glühwein (vinho quente com especiarias).

Onde ficar em Lindau:
YachtHotel Helvetia

Onde comer em Lindau:
– Gasthaus zum Sünfzen

Leia mais:
O que fazer em Lindau, na Alemanha: roteiro completo de 1 dia

Dia 2 – Bregenz, na Áustria: o encontro da montanha com o Lago Constança (Bodensee)

O segundo dia do roteiro pela região do Lago Constança (Bodensee) é inteiramente dedicado a pequena Bregenz, na Áustria. Apesar da mudança de país, Bregenz está a aproximadamente 30 minutos de trem ou barco a partir de Lindau e é perfeita para visitar na sequência. Bregenz é uma cidade que combina cultura e natureza com a modernidade e a tradição de maneira única. Entre a características naturais, a mais marcante é o encontro do Lago Constança (Bodensee) com a montanha Pfänder. Essa combinação proporciona um passeio de teleférico com algumas das vistas mais espetaculares das paisagens dessa região.

Pfänderbahn, o teleférico da montanha Pfänder | O que fazer em Bregenz

Se o tempo estiver bom, comece sua programação por Bregenz com o passeio de teleférico até o alto da montanha Pfänder. Andar no Pfänderbahn por si só já é um programa divertido para pessoas de qualquer idade. Silencioso e sustentável, o bondinho desliza levando os passageiros em direção à montanha com suas janelas panorâmicas que vão até próximo do piso, garantindo uma vista privilegiada da região.

Passeio à beira do Lago Constança – Bodensee | O que fazer em Bregenz

Um dos programas mais agradáveis de Bregrenz é caminhar pela extensa margem do Lago Constança. Uma atividade que, além de gratuita, é relaxante. Se conectar com a natureza e admirar as águas calmas do lago, as estruturas do pier, as gaivotas e outras surpresas como o palco flutuante do Bregenzer Festspiele (Festival de Bregenz).

Bregenzer Festspiele – Festival de Bregenz | O que fazer em Bregenz

O Bregenzer Festspiele ou Festival de Bregenz é o evento cultural mais famoso da cidade. Desde 1946, todos os anos no verão (julho/agosto) o maior palco flutuante do mundo montado sobre o Lago Constança recebe um espetáculo de ópera que é encenado sob céu aberto. E por que um evento que só ocorre em dois meses do ano está nesse roteiro? Porque o palco com os belíssimos cenários fica montado e aberto ao público durante o ano todo. Mesmo fora da temporada de espetáculo, o local é um ponto turístico gratuito da cidade!

Cidade Alta | O que fazer em Bregenz

Um verdadeiro mergulho no passado medieval Bregenz é conhecer Cidade Alta. A subida é compensada pela beleza das construções históricas muito bem conservadas. São fortificações, torres e conjuntos de casas em estilo enxaimel que fascinam os visitantes da Cidade Alta de Bregenz desde a chegada pelo histórico portão de entrada.

Entre os destaques do bairro mais antigo da cidade estão a Martinsturm – torre de vigilância que foi o primeiro edifício barroco do Lago Constança – e a Martinskapelle – capela anexa à torre cujo interior é adornado com afrescos góticos dos séculos XIV e XV muito bem conservados.

Mercado de Natal de Bregenz | O que fazer em Bregenz

No período que antecede o Natal, o Mercado de Natal de Bregenz é um dos mais longos e bonitos da Áustria. Concentrado na região da Kornmarktplatz (praça do centro histórico), o Bregenzer Weihnacht traz estandes com produtos locais, entre comidas típicas saborosas e artesanato.

Onde ficar em Bregenz:
Hotel Weisses Kreuz

Leia mais: O que fazer em Bregenz, na Áustria: roteiro completo de 1 dia

Dia 3: St. Gallen, na Suíça: a ‘cidade das estrelas’ à beira do Lago Constança (Bodensee)

No 3º dia de viagem, nova mudança de país: dessa vez a sugestão é ir até a Suíça para um dia em St. Gallen. Situada entre a cadeia de montanhas Appenzell e o lago Constança, a cidade possui um centro histórico daqueles que pode ser facilmente percorrido a pé e onde estão concentradas as principais atrações da cidade. Um dos maiores destaques é o Distrito da Abadia com sua catedral barroca e a exclusiva biblioteca que desde o século V abriga milhares de obras e manuscritos antigos.

Distrito da Abadia de St. Gallen | O que fazer em St. Gallen

Esta é a área com as atrações mais famosas da cidade, pois é historicamente a região mais importante de St. Gallen. Com construções originais e muito bem conservadas, seus marcos históricos seculares – especialmente a Catedral e a Biblioteca – foram declarados Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO em 1983.

A Stiftsbibliothek St. Gallen (Biblioteca da Abadia de St. Gallen) é a biblioteca mais antiga da Suíça. É também uma das maiores e mais antigas bibliotecas de mosteiros do mundo, já que resistiu à incêndios e guerras mundiais sem sofrer danos.

Salão de estilo rococó da Biblioteca da Abadia de St. Gallen | Fotos: © Stiftsbibliothek St.Gallen
Salão de estilo rococó da Biblioteca da Abadia de St. Gallen | Fotos: © Stiftsbibliothek St.Gallen

O conteúdo é outro destaque da Stiftsbibliothek St.Gallen. O coração do acervo da Biblioteca da Abadia é composto por 2.100 documentos manuscritos originais da Idade Média onde pelo menos 500 têm mais de mil anos. Além dos manuscritos raros, a biblioteca também tem um acervo com mais de 160.000 obras compondo a maior coleção de livros do início da Idade Média da região germânica da Europa.

Mas o grande marco de St. Gallen é, sem dúvida, a sua magnífica catedral católica barroca com duas torres proeminentes localizada no centro do Distrito da Abadia: a Catedral de St. Gallen (St. Gallen Stiftsbezirk). Para observar a beleza das torres é preciso ir para a parte de trás da igreja no jardim da Abadia. Esta é a fachada oriental onde estão as duas torres barrocas de 68 metros de altura que foram totalmente finalizadas somente em 1577.

É possível ainda visitar a Catedral de St. Gallen por dentro. O acesso aos visitantes, que é gratuito por sinal, fica na fachada oposta às torres próximo a Gallusplatz e ao Centro de informações ao turista. Em seu interior, chama atenção a riqueza de detalhes decorativos por todos os lados – destaque para o teto da rotunda (a parte central em formato redondo) onde as pinturas e esculturas dos mestres alemães mostra a chegada de Deus com cerca de 60 anjos sentados sobre nuvens.

Centro histórico: casas burguesas antigas com janelas ‘Oriel’ | O que fazer em St. Gallen

Uma característica marcante do centro histórico de St. Gallen são as muitas casas burguesas construídas entre os séculos XVI e XVIII. São casas com uma característica especial – as janelas oriel. São aquelas sacadas proeminentes e minuciosamente ornamentadas, legado arquitetônico dos casarios da burguesia do século XV – época de grande prosperidade por conta dos famosos ‘bordados de St. Gallen’. Ainda hoje existem exatos 111 oriéis preservados, esculpidos e ricamente decorados adornando as fachadas dos edifícios do centro histórico.

Mercado de Natal de St. Gallen | O que fazer em St. Gallen

E se esses motivos já não fossem suficientes para incluir St. Gallen em seu roteiro pelo lago Constança, que tal saber que durante o período que antecede o Natal a cidade encanta seus visitantes e moradores com as mais belas luzes de Natal da Suíça? A decoração do centro histórico na época dos Mercados de Natal rendeu a St. Gallen a alcunha de “Sternerstadt”, ou “cidade das estrelas” da Suíça.

Ao todo, 700 estrelas iluminadas brilham sobre o Mercado de Natal, as praças e as ruas principais. O destaque especial é percorrer a Marktgasse até a Abadia onde na Klosterplatz ao lado da Catedral fica localizada uma grande Árvore de Natal com 18.000 luzes.

Os comerciantes locais e da região vendem produtos natalinos como presépios completos, figuras avulsas de presépio, enfeites de árvore de Natal, presentes, velas, jóias ou brinquedos. Mas o melhor de tudo no St. Gallen Weihnachtsmarkt são os produtos da culinária típica de Natal: o gluhwein (vinho quente com especiarias), o Feuerzangenbowle (bebida de alto teor alcoólico servido em uma caneca pegando fogo) e comidas como bratwurst (típico pão com linguiça assada), pretzel e, claro, muito queijo já que estamos na Suíça. Além dos tradicionais Biber (um biscoito natalino de mel e especiarias) e Magenbrot (a base de gengibre, noz moscada e outras especiarias), que são bem típicos de St. Gallen.

Onde ficar em St. Gallen:
Lista de hotéis em St. Gallen

Onde comer em St. Gallen:
Gaststuben Zum Schlössli

Leia mais: O que fazer em St. Gallen, na Suíça: roteiro completo de 1 dia

Dia 4: Konstanz, na Alemanha: a maior cidade do Lago Constança (Bodensee)

No 4º e último dia do roteiro pela região do Lago Constança (Bodensee) é hora de voltar para a Alemanha, mais especificamente para a maior e mais importante cidade à beira do lago: Konstanz (Constança). A localização estratégica ao sul da Alemanha, próxima às fronteiras com Suíça e Áustria, faz de Konstanz um destino obrigatório em qualquer roteiro de viagem por essa região.

Konstanz - encontro do rio com o lago | Foto: Dagmar Schwelle - Turismo Konstanz
Konstanz – encontro do rio com o lago | Foto: Dagmar Schwelle – Turismo Konstanz

Além da localização estratégica, Konstanz é uma cidade que combina tradição e modernidade, reunindo atrações culturais, históricas e até belezas naturais capazes de atender às mais altas expectativas dos diferentes perfis de viajantes. A começar pelo bairro antigo de Niederburg e seus arredores, região que concentra as principais atrações do bem conservado centro histórico de Konstanz. 

Niederburg | O que fazer em Konstanz

Niederburg é o bairro mais antigo da cidade, o verdadeiro “coração” do centro histórico de Konstanz. Repleto de vielas e fachadas pitorescas, edifícios antigos, bares e restaurantes tradicionais, o bairro é um convite para quem gosta de flanar sem rumo, observando cada detalhe.

Centro Histórico de Konstanz
Niederburg | Bairro histórico mais antigo de Konstanz
(Konradigasse 29-1, 78462 Konstanz)

Entre as joias arquitetônicas de Niederburg, sem dúvidas o maior destaque fica por conta da imponente Konstanzer Münster, a Catedral de Nossa Senhora de Konstanz. A principal igreja da cidade domina a paisagem na Münsterplatz (ou ‘Praça da Catedral’) e é uma das atrações obrigatórias de Konstanz.

Nos limites do bairro, a bela ponte Alte Rheinbrücke Konstanz – que liga o bairro antigo à zona mais moderna da cidade – e a Rheintorturm (torre do Reno) remetem ao passado medieval de Konstanz.

Konstanz Hafen | O que fazer em Konstanz

A proximidade com as águas do Lago de Constança e do Reno deram a Konstanz papel de destaque nas atividades portuárias. Ainda hoje a região do Konstanz Hafen (Porto de Konstanz) é uma das mais atraentes para o turismo pela cidade.

Konstanz Hafen | Porto de Konstanz no Lago Constança (Bodensee)
Konstanz Hafen | O que fazer em Konstanz

Além do visual exuberante das águas e dos barcos com os alpes suíços ao fundo, os arredores da zona portuária possuem desde monumentos (como a estátua Imperia) até edifícios com mais de 600 anos de história, como o Konzil Konstanz que já abrigou o Concílio de Constança e hoje funciona como um restaurante.

Stadtgarten | O que fazer em Konstanz

O parque público Stadtgarten é um dos lugares mais lindos da cidade em termos de beleza natural. Se no verão o parque é movimentado por eventos e atividades de lazer e esportivas por parte dos moradores, no inverno o clima é bucólico e contemplativo. O local é ideal para caminhar em contato com a natureza – quando estivemos por lá, o ‘tapete’ formado pelas folhas avermelhadas que despencaram das árvores secas deixavam a atmosfera ainda mais mágica.

Rathaus Konstanz | O que fazer em Konstanz

O centro histórico de Konstanz é famoso entre tantas coisas pelas fachadas pintadas dos edifícios históricos da cidade. Um dos destaques é o edifício da prefeitura (Rathaus Konstanz), praticamente um museu a céu aberto na rua Kanzleistrasse. As pinturas datam de 1864 e apresentam cenas importantes da história da cidade.

Mercados de Natal de Konstanz | O que fazer em Konstanz

O Konstanzer Weihnachtsmarkt am See é o maior mercado de Natal da região do Lago Constança e já foi escolhido inúmeras vezes como um dos dez melhores de toda a Alemanha. Não por acaso, o evento atrai cerca de 500 mil visitantes todos os anos. São mais de 100 mil luzes e quase 200 estandes que vão da Markstätte até o porto de Konstanz, onde os comerciantes oferecem todo tipo de produto natalino e muitas iguarias locais. A maioria dos vendedores é da própria região e oferecem uma seleção muito diversificada de mercadorias locais.

Além da proximidade com o lago que atribui uma atmosfera especial ao evento, outra característica marcante do mercado de Natal de Konstanz é o Weihnachtsschiff ou “Navio de Natal”. O barco fica atracado próximo ao porto e oferece a bordo um bar e diversos expositores de especialidades gastronômicas típicas dessa época, levando um pouco da magia natalina para as águas do Lago Constança.

Weihnachtsschiff ou “Navio de Natal”

Primavera em Konstanz: Ilha Mainau, a “ilha das flores”

Já para quem estiver fazendo esse roteiro em uma época mais quente, especialmente no período da primavera, uma atração que não pode ficar de fora do é a Ilha Mainau, ou como ela é mais conhecida, “Ilha das Flores”. Apesar de estar aberta a visitação durante todo o ano, é nessa época que seu maior atrativo ganha ainda mais brilho e suas flores exuberantes justificam o apelido do local.

É possível visitar a vizinha Ilha Mainau de barco ou de ônibus (cerca de 30 minutos de trajeto) e os ingressos podem ser adquiridos antecipadamente no site da atração.

Onde ficar em Konstanz:
Hotel Viva Sky

Onde comer em Konstanz:
Konzil Konstanz

Leia mais: O que fazer em Konstanz, na Alemanha: roteiro completo de 1 dia


Assim termina a nossa sugestão de roteiro de 4 dias na encantadora região do Lago Constança (Bodensee). Se gostou das dicas, deixe seu comentário aqui no site! 🙂


E não esqueça de garantir seu seguro viagem:

O seguro viagem é OBRIGATÓRIO para quem viaja pela Europa. A empresa de seguros que a gente sempre usa e recomenda é a Seguros Promo. É um buscador que compara o preço das principais companhias de seguro viagem e apresenta sempre a opção com melhor custo-benefício para a sua viagem!

Ah, e agora vem a melhor parte: leitor do Viajar é Demais tem desconto, basta clicar aqui ou no banner abaixo e utilizar o cupom para fazer seu seguro pelo menor preço possível.

Uma imagem com texto informando a promoção do seguro viagem com 15% desconto onde se vê também a ilustração de um homem e uma mulher com mochilas nas costas

Alugue um carro na Alemanha

A nossa dica para quem pretende alugar carro na Alemanha é a Rentcars. Um serviço que compara os preços nas melhores locadoras de automóveis e apresenta uma lista com todos os carros disponíveis e valores para a locação. Já utilizamos a Rentcars para aluguel de carro tanto no Brasil como no exterior, sempre conseguindo os menores preços e as melhores condições. Aproveita para consultar agora as opções para o seu próximo destino! 🙂  

Compartilhar:FacebookTwitter
Augusto
Escrito por
Augusto
Envie sua pergunta ou comentário

Viajar é Demais