Patagônia Mercado del Puerto

Cerveza Patagônia e seus ‘refúgios’: bares da cervejaria argentina em Montevidéu

Patagônia Mercado del Puerto

Cerveza Patagônia

Cervejaria artesanal mais famosa da Argentina, a Patagônia vem nos últimos anos se tornando mais conhecida também no Brasil por ter sido adquirida pelo grupo Ambev. Por conta disso, as garrafas de Patagônia Weiss, Amber Lager ou Bohemia Pilsener que até um tempo atrás só poderiam ser encontradas nos bares de Buenos Aires e arredores, agora estão presentes em prateleiras de supermercados não só do Brasil como de diversos países da América do Sul.

Além de exportar cerveja boa em garrafa, a cervejaria Patagônia vem expandindo também os seus ‘refúgios’ – um modelo de ‘bar conceito’ da marca que começou na Argentina e que hoje expandiu as fronteiras para os vizinhos Uruguai, Paraguai e até o Brasil (em 2017 foi inaugurado um refúgio da marca em Curitiba).

Bares da Patagônia em Montevidéu, no Uruguai

No Uruguai os bares da Patagônia começaram em 2016, e já são 3 espalhados pela cidade em pontos estratégicos: um em Pocitos, um na Ciudad Vieja e um no Mercado del Puerto.

A gente que é apaixonado por cerveja artesanal aproveitou para tentar conhecer cada um deles, principalmente depois que descobrimos que as cervejas também são servidas on tap (isto é, as torneiras plugadas nos barris), e não somente em garrafa como conhecemos por aqui. Na hora de montar nosso roteiro de 8 dias em Montevidéu demos um jeito de colocar o máximo possível de “paradinhas estratégicas” para conhecer os ‘refúgios’ da Patagônia.

Conseguimos ir a 2 deles: Ciudad Vieja (esse por 2 vezes) e Mercado del Puerto. Ficamos devendo a visita a Patagônia de Pocitos, que infelizmente acabamos não conseguindo encaixar na programação.  🙁

Primeiro, uma impressão geral e algumas informações básicas sobre os bares da Patagônia em Montevidéu: do ponto de vista da decoração do ambiente, todos eram bem similares. O que variava mais era  o tipo da comida que era servida e o tamanho de cada espaço. Todo o projeto de iluminação, mobiliário, objetos e cores do ambiente seguem um mesmo padrão, conferindo uma identidade própria aos bares. Pode-se dizer que esse é um ponto positivo, uma vez que o ambiente é de extremo bom gosto, com ares de ‘pub’ com uma pegada mais esportiva, com balcão de bar alto e as torneiras de ‘cerveza’ com seu lugar central em evidência. A decoração tem muita madeira no mobiliário, como nos bancos altos que estão distribuídos ao longo do balcão e que tem como base um barril de cerveja.

Patagonia Ciudad Vieja

Os bares da Patagônia servem no formato on tap quatro estilos diferentes: Bohemian Pilsener, Amber Lager, Weisse, Pale Ale Küné (esse último não vende nem em garrafa no Brasil). Todas são servidas nos tamanhos padrão, isto é, o clássico pint (ou pinta em espanhol) ou meio pint. A única que tem seu copo especial é a weisse, claro, servida no copão característico de 500ml. Cada pint sai por cerca de R$ 18,00. O meio pint sai por cerca de cerca de R$ 10,00.

Já as cervejas em garrafa estão disponíveis nos tamanhos long neck de 355ml (cerca de R$7,00) e no grande de 740ml ao preço equivalente de R$ 28,00. Os estilos servidos em garrafa são os mesmo do tap, além da Kilometro 24.7 (Session IPA con Sauco) que só encontramos em garrafa.

As informações sobre as cervejas disponíveis on tap, além das opções de petiscos e comidas ficam descritas na parede com giz, outro elemento sempre presente nos bares do estilo. Como um legítimo pub, tinha sempre uma televisão ligada em local estratégico sintonizada no canal de esportes. Se tem jogo de futebol acontecendo pode ter certeza que a TV estará sintonizada nele. 🙂

A trilha sonora também era uma característica comum entre eles: nos 3 bares da Patagônia, o som seguia uma linha mais reggae & rock, em um volume que compunha bem o ambiente mas não atrapalhava nas conversas.

Vamos contar um pouquinho da nossa experiência em cada um deles:

Refúgio Patagônia – Ciudad Vieja

Patagonia Ciudad Vieja: em frente ao Teatro Solis
Patagonia Ciudad Vieja: localizada em frente ao Teatro Solis

Localização privilegiada, com vista para o Teatro Solis e ao lado da Plaza Independência (privilegiada particularmente para nós também que estávamos hospedados no Palácio Salvo, a menos de 100 metros do local).

Era sem dúvida a mais animada, com muita gente e até um DJ fazendo um som. Nesse primeiro dia demos azar que eles estavam com um problema no tubo de gás carbônico, e a cerveja on tap não estava sendo servida. Tá, não chegou a ser tão problemático assim porque a gente aproveitou para experimentar a Kilometro 24.7 (uma session IPA con Sauco) de 740ml em garrafa. 🙂

No cardápio da Patagônia da Ciudad Vieja, eles tem pizzas feitas na hora. Saboreamos duas belas fatias de pizza feitas na hora por cerca de R$ 8,00 a fatia, cada uma de um sabor diferente. Eu escolhi a favorita de sempre: 3 Queijos! A Chai tava na dúvida e foi na sugestão da Maitê, uma das animadas funcionárias do local, que indicou a de Cebola caramelizada com rúcula fresca. Essa última era para harmonizar com a cerveja de estilo Kilometro 24.7 (e funcionou muito bem a combinação, diga-se de passagem). A pizza inteira sairia cerca de R$ 42,00. Preço justo pela qualidade e tamanho das pizzas.

Patagonia Ciudad Vieja - Pizza de cebola caramelizada com rúcula que harmoniza com a 24.7 Session IPA - Pizza de queijo (porque é sempre uma boa pedida)
Patagonia Ciudad Vieja
– Pizza de cebola caramelizada com rúcula que harmoniza com a 24.7 Session IPA
– Pizza de queijo (porque é sempre uma boa pedida)

Um destaque vai também para o atendimento. Toda a equipe de lá era muito simpática, do ‘pizzaiolo’ a todo mundo que interagiu conosco em algum momento. A atmosfera do bar da Patagônia da Ciudad Vieja era muito legal, a ponto da gente comentar que seria um bar que frequentaríamos sempre se fosse aqui no Rio de Janeiro.

Tava tudo tão bom que voltamos no dia seguinte, dessa vez para aproveitar as cervejas on tap, que estavam a todo vapor. Além das cervejas da Patagônia, eles ainda tinham nesse dia uma stout da Davok (uma cervejaria artesanal uruguaia). Achei bem legal eles estarem integrados também com a cultura cervejeira local, promovendo o consumo das marcas de lá. Ponto pra eles! 🙂

Patagonia Ciudad Vieja 1- Kilometro 24.7 Session IPA con Sauco 2 - Weisse 3 - Amber
Patagonia Ciudad Vieja
1- Kilometro 24.7 Session IPA con Sauco
2 – Weisse
3 – Amber

Endereço: Buenos Aires, 11000 Montevideo, Uruguai

Refúgio Patagônia – Mercado del Puerto

Patagonia Mercado del Puerto: detalhes do ambiente
Patagônia Mercado del Puerto: detalhes do ambiente

Mais um refúgio da Patagônia com ótima localização para os turistas, dentro da área coberta do Mercado del Puerto, parada obrigatória para quem vai a Montevidéu. Nessa nós fomos só pra tomar um chopinho pós-almoço. Era um dia de jogo decisivo no campeonato uruguaio de futebol, e tinha uma galera super concentrada na TV. 🙂

Patagonia Mercado del Puerto
Patagonia Mercado del Puerto

Quem nos atendeu foi o Luis, um venezuelano tão gente boa que virou até amigo de facebook. Rsrs  Na meia hora que ficamos por lá, falamos de futebol, política, Venezuela, das questões culturais de se mudar para um outro país, etc. Tudo regado a 2 pints da Patagônia Amber Lager e da IPA.

Patagonia Mercado del Puerto: Luis, nosso amigo venezuelano tirando a cerveja on tap
Patagonia Mercado del Puerto: Luis, nosso amigo venezuelano tirando a cerveja on tap

Para a parte gastronômica, eles tem uma parceria com o El Palenque (talvez a mais famosa parrilla do Mercado del Puerto), e servem alguns petiscos que são feitos por lá em parceria, como por exemplo o sanduíche de linguiça. Mas a gente foi sem fome e ficou só nas cervejas mesmo. 🙂

Endereço: Mercado del Puerto (em frente ao El Palenque), Montevideo, Uruguai

Avaliação Final:

Os bares da Patagônia em Montevidéu são uma ótima pedida pra quem curte cerveja boa. Com 3 ‘refúgios’ em localizações estratégicas e privilegiadas pela cidade, é quase certo que onde você estiver, exista uma Patagônia por perto. Com preços justos e um cardápio enxuto mas bem executado, nosso maior destaque vai pra atmosfera do local, que é realmente muito agradável. Com um espaço físico muito bem aproveitado e decorado (mesmo quando não é amplo) e atendimento sempre muito caloroso e simpático, aliados a uma potente trilha sonora e, é claro, muita cerveja boa, os bares da Patagônia tem aquele clima de “bar que eu gostaria de frequentar”.

Serviço:
www.cervezapatagonia.com.ar/refugios
instagram.com/cervezapatagonia.uy


Já reservou seu hotel no Uruguai?

Se você ainda não garantiu seu hotel para a próxima viagem, a dica é CLICAR AQUI e reservar um hotel pela Booking.com. Além de conseguir os melhores preços e ter toda a segurança que a Booking oferece, você ainda vai estar ajudando o nosso blog.

Ué, mas como assim? Simples: é que cada vez que você acessa o site da Booking.com através desse link e faz uma reserva de hotel ou apartamento, eles nos repassam uma pequena comissão. E isso não vai custar 1 centavo a mais pra você. Os preços são os mesmos para quem acessa por aqui ou de qualquer outra maneira. Não é demais? 🙂

#dicaviajaredemais: Se quiser uma dica pessoal para hospedagem em Montevidéu, dá uma lida no nosso post sobre o Salvo Suítes. Já para Colônia do Sacramento, a dica é o La Mision, bem no centrinho histórico da cidade e com ótimo custo-benefício.


Ah, e não esqueça do seguro viagem!

Geralmente a gente faz seguro torcendo pra não precisar usar, né? Mas na única ocasião em que precisei de fato do seguro viagem a experiência com a Seguros Promo foi muito positiva. Em uma viagem para a Argentina meu pai apresentou um problema de saúde e foi preciso levá-lo para exames mais detalhados em um hospital. Bastou ligar para o número de telefone indicado (atendimento rápido e todo em português) que conseguimos a liberação para a internação e os exames, tudo sem pagar nada e sem maiores burocracias. Além disso, o site deles é muito fácil de usar, e o preço é imbatível. Hoje em dia já nem perco tempo comparando com outras seguradoras.

Ah, e agora vem a melhor parte: para quem é leitor do Viajar é Demais, acessando por ESSE LINK ou pelo banner aí embaixo e utilizando o cupom ainda rola um desconto no preço final.

Compartilhar:FacebookTwitter
Augusto
Escrito por
Augusto
Envie sua pergunta ou comentário

1 comentário
Viajar é Demais