Doce de Leite Uruguaio

Doce de Leite Uruguaio: Ranking dos melhores dulces de leche do Uruguai

Se você é do time dos loucos por essa iguaria dos deuses chamada doce de leite (ou ‘dulce de leche’), certamente vai passar por bons momentos em uma viagem pelo Uruguai. Extremamente popular por lá, o doce de leite está presente em praticamente todas as refeições do uruguaio. É comum no café da manhã ou no lanche da tarde onde come-se o doce com pão e, principalmente, nas sobremesas do almoço ou do jantar. A mais popular dessas sobremesas é sem dúvida o flan con dulce, um pudim acompanhado de doce de leite que eu faço questão de comer simplesmente TODOS os dias. Sim, o uruguaio come muito doce, e grande parte da “culpa” é do doce de leite. 🙂

Doce de Leite Uruguaio
Doce de Leite Uruguaio

Se não bastasse toda essa comilança de doce de leite ao longos dos dias de viagem, é evidente que a gente aproveita para encher as malas e montar um verdadeiro estoque na volta ao Brasil. Até mesmo quem não gosta de doce de leite (quem são? onde habitam? o que comem?) é impossível fugir e certamente vai acabar comprando para trazer de presente de viagem. Sim, o doce de leite é um dos itens top 3 da lista de sugestões de presente para trazer do Uruguai, e é uma escolha certa que vai agradar a todo mundo. Ou quase, né? 🙂

Além de deliciosos, os doces de leite são muito tradicionais no país, baratos e relativamente fáceis de trazer para o Brasil. O problema é o peso da mala despachada, o que necessita de um certo cuidado para não exceder o limite permitido pela companhia aérea.  Eu trouxe comigo alguns quilos que duraram bons e saudosos 6 meses sendo degustados diariamente.

Justamente em função de toda essa experiência gastronômica devorando quilos e mais quilos do legítimo doce de leite Uruguaio, preparamos esse artigo com um ranking dos melhores doces de leite uruguaios e algumas dicas e informações sobre as principais marcas dessa maravilha que os uruguaios inventaram. Aliás, foram eles mesmo?

Você também vai gostar de ler:
O que fazer em Montevidéu: roteiro completo na capital do Uruguai

Onde ficar em Montevidéu: dicas de hotéis e melhores bairros
Onde comer em Montevidéu: 10 restaurantes e cafés imperdíveis
Alfajor Uruguaio: Ranking das melhores marcas

Antes, algumas dicas para você economizar na viagem:

Dulce de Leche: um pouco de história

O Uruguai divide com a vizinha Argentina a fama de ter inventado e popularizado o doce, mas definitivamente não entraremos na eterna polêmica sobre quem produz os melhores dulces de leche do mundo (sem falar no doce de leite mineiro, porque aí rende outro artigo só de discussão, rsrsrs).

Reza a lenda (provavelmente uruguaia) que o doce de leite foi criado pelos escravos no Uruguai e que sua receita foi passada para famílias de colonizadores. A partir daí teria se popularizado por toda a América Latina (e depois pelo mundo). Como o artigo é sobre o doce de leite uruguaio, aceitaremos essa explicação como verdadeira! Fato é que o dulce de leche uruguaio é simplesmente espetacular.

Principais marcas do doce de leite uruguaio

Nos surpreendeu o fato de não serem taaaaantas marcas assim quanto nós pensávamos. Ao longo de toda a viagem, caçando doce de leite em cada lojinha e supermercado, encontramos somente 7 no total. Mas cada uma delas conta com várias versões diferentes, que vão desde o tamanho do pote (de poucos gramas a potes de 3 kg!) até opções sem lactose, sem açúcar, etc. As marcas mais populares do país são:  Los Nietitos que é a mais vendida de todas e que incrivelmente não é conhecida aqui no Brasil; Conaprole e  Lapataia, que podem ser encontradas na região Sul do Brasil. Além delas, encontramos e experimentamos o doce de leite das marcas: Narbona, Colonial, La Paila e Principe Humberto.

Mas e aí, qual é a melhor marca de doce de leite uruguaio? Qual dulce de leche comprar no Uruguai? Para ajudar a responder a essas perguntas, montamos um ranking dos melhores doces de leite do Uruguai.

Ranking das melhores marcas de doce de leite uruguaio

Primeiro, uma breve explicação dos critérios e metodologias utilizados para chegarmos a esse ranking. Até porque doce de leite é coisa séria e isso aqui é um estudo com base em uma investigação criteriosa seríssima! 🙂

Compramos e experimentamos potes desde 250 gramas até 1 kg (o de 3kg faltou coragem…) de cada marca de doce de leite que encontramos. Algumas delas compramos na versão “embalagem de vidro” e “embalagem de plástico” para comparar, mas vimos que é mais uma questão estética e que o conteúdo em si era o mesmo.

Além disso, como já falamos, existem várias versões de cada marca de doce de leite (dietético, sem lactose, orgânico, etc). Para esse ranking estamos considerando a versão “clássica” de cada marca, o doce de leite tradicional mesmo.

Para o processo de degustação, experimentamos uma marca de cada vez. Depois de abrir a embalagem, íamos consumindo todo o pote de doce ao longo dos dias até acabar, para só então abrir o próximo de outra marca e seguir o processo. Dessa forma, comemos o mesmo doce em diversos contextos e situações, e o resultado final da avaliação não é baseado em uma única colherada, mas na média dessas percepções e experiências. 🙂

Quanto aos critérios, avaliamos especialmente a cor, o sabor e a textura de cada doce. Levamos em conta ainda o preço médio de cada marca, os padrões de embalagem disponíveis e a facilidade para encontrar e comprar cada um dos doces de leite. Vamos ao ranking das 7 marcas de doce de leite uruguaio!

7º) La Paila

Quando encontramos uma marca diferente em um pequeno supermercado de Colônia do Sacramento, é claro que a gente não pensou 2 vezes e comprou (mesmo se tratando no caso de um pote de 1kg, única opção disponível). Foi assim que conseguimos um “exemplar” da marca La Paila, que só é encontrada justamente em Colônia do Sacramento e que quase ninguém conhece. Arrisco a dizer que nem os uruguaios conhecem, já que nem na internet encontramos informações sobre a marca (nem fotos, e por isso vai uma foto do nosso acervo pessoal tirada sem nenhuma preocupação estética). 🙂

Doce de leite uruguaio: La Paila
Doce de leite uruguaio: La Paila

“Mas o doce era ruim”? Na verdade não tem doce de leite ruim no Uruguai, mas esse definitivamente foi o que a gente menos gostou. Principalmente por conta da textura, bem arenosa (dava pra sentir o açúcar, como se tivesse cristalizado durante o processo). Além disso, o sabor dele era um dos mais parecidos com os doces de leite brasileiros. Não puxa para o toffee, para baunilha nem para o caramelo. É doce de leite raiz. Rsrsrs.

A embalagem única que encontramos era de plástico, bem “simplona”, com uma vaquinha lambendo os lábios. Bem roots e sem tanta originalidade. O problema é que depois de aberta não dava pra fechar mais direito. Um ponto muito positivo era o preço, absurdamente barato (cerca de R$12 pelo potão de 1 kg).

Por conta de tudo isso, ficou no 7º lugar na nossa lista. Bom pelo custo-benefício e para comer no dia a dia, mas não foi nada de especial.

Doce de leite uruguaio: La Paila
Doce de leite uruguaio: La Paila

 

6º) Colonial (Juan Lacaze)

Por alguma razão a gente olhou para o pote do doce de leite Colonial e achou que se tratava daquelas opções do tipo “marca própria do mercado” (nada contra, que fique claro). Acho que muito por conta da embalagem simples e sem muitas versões disponíveis. Em função disso a gente comprou um pote pequeno para provar no primeiro supermercado que encontramos, mas depois vimos que ele é relativamente comum de encontrar.

Doce de leite uruguaio: Colonial
Doce de leite uruguaio: Colonial

Confesso que o doce não foi “memorável”, mas a textura cremosa e o leve sabor de caramelo já são suficientes para remeter ao legítimo doce de leite uruguaio, o que por si só já garantiu a ele uma melhor posição no ranking.

Não sei se a marca ainda é nova no mercado (também achamos pouquíssima informação pela internet), mas os preços são bem em conta. A versão com embalagem em vidro de 440g “faz uma vista” e, por cerca de R$7, pode ser uma boa opção de presente.

Doce de leite uruguaio: Colonial
Doce de leite uruguaio: Colonial

 

5º) Principe Humberto

Esse aqui eu tenho que confessar que nós sequer conseguimos encontrar para comprar (se alguém souber onde vende, nos conte, por favor!). O doce de leite Principe Humberto só entrou no nosso ranking porque uma vez nós ganhamos um pote de presente de viagem. Falando em pote, esse é o principal diferencial da marca: o doce é vendido nessa embalagem bonitinha que lembra uma miniatura daqueles galões de leite de antigamente, das fazendas, sabe? Olha só que legal!

Doce de leite uruguaio: Principe Humberto
Doce de leite uruguaio: Principe Humberto

No sabor, na aparência e na textura, a lembrança que temos é de um doce de leite bem parecido com o nosso 6º colocado. A melhor posição no ranking se deve a bela embalagem, o que faz dele uma excelente opção de presente. Se você achar pra comprar, é claro!

Doce de leite uruguaio: Principe Humberto
Doce de leite uruguaio: Principe Humberto

 

4º) Los Nietitos

Essa é a marca de doce de leite mais vendida do Uruguai, e uma das favoritas dos locais (várias pessoas que fomos conhecendo ao longo da viagem nos recomendavam “Los Nietitos”). Está a venda em praticamente todos os locais que vendem doce de leite, então não precisa nem se preocupar em procurar muito porque se você não achar um pote de Los Nietitos, ele te acha. Rsrsrs

Essa também é a marca com mais variedade de tamanhos e versões que encontramos: plástico ou vidro; pequenos ou grandes; tradicionais ou sem açúcar. O que você precisar em termos de doce de leite, a “Los Nietitos” terá uma versão a venda.

Doce de leite uruguaio: Los Nietitos
Doce de leite uruguaio: Los Nietitos

Outra grande vantagem da marca é o preço, bem em conta e compatível com as demais marcas populares do país como a Conaprole e a Lapataia. O pote de 500g que trouxemos saiu por cerca de R$11.

A principal diferença do doce de leite Los Nietitos está justamente no sabor e na textura: achamos ele um pouco mais doce do que a média, e com um sabor bem puxado para o caramelo/toffee. Além disso, ele é um pouco menos consistente do que seus concorrentes. Nada disso é exatamente ruim, são apenas características do doce. Como a gente prefere um gosto menos puxado no caramelo, ele ficou na nossa 4ª posição.

Doce de leite uruguaio: Los Nietitos
Doce de leite uruguaio: Los Nietitos

 

3º) Lapataia

Diretamente de Punta del Este vem o nosso 3º colocado do ranking, o doce de leite Lapataia. Apesar de ser produzido na cidade favorita do Amaury Júnior, é mais um que entra na lista dos “fáceis de achar” e estão a venda por todo o Uruguai. E os preços? Bem em conta também. Encontramos potes de 1kg por R$20, só pra dar um exemplo.

Doce de leite uruguaio: Lapataia
Doce de leite uruguaio: Lapataia

É fácil entender porque a marca é tão popular. O doce é consistente, tem uma coloração caramelo bem intensa e um brilho que é difícil de resistir. Poderia facilmente estar ocupando a 2ª ou até a 1ª posição do nosso ranking, e você pode comprar vários potes sem medo de ser feliz. A gente trouxe dois (pote de vidro e de plástico), e o doce nos acompanhou em muitos cafés pós almoço. <3

Doce de leite uruguaio: Lapataia
Doce de leite uruguaio: Lapataia

 

2º) Narbona

Produzido na pequena cidade de Carmelo, o Narbona é a versão “gourmetizada” dos doces de leite uruguaios. A embalagem é elegante, o rótulo é o mais bonito, as vacas que produzem o leite são super bem cuidadas, enfim, o produto se vende muito bem como sendo de origem artesanal e familiar. Por tudo isso, o doce de leite Narbona é o mais caro entre os doces uruguaios (mas nada absurdo, é uma diferença pequena, diga-se de passagem). A gente trouxe esse pote de vidro bonitão, com quase 1kg, e custou cerca de R$25 (e nem foi em mercado, mas numa lojinha especializada de Montevidéu).

Doce de leite uruguaio: Narbona
Doce de leite uruguaio: Narbona

Mas é importante destacar que o Narbona é mesmo uma delícia. O tom caramelo um pouco mais claro e todo o processo mais artesanal confere um sabor único, e assim que você prova a vontade é sair comendo às colheradas, diretamente do pote. Se esse ranking fosse do “melhor doce de leite para trazer de presente”, o Narbona certamente seria o nosso nº 1 da lista.

Doce de leite uruguaio: Colonial
Doce de leite uruguaio: Colonial

1º) Conaprole

Ok, o rótulo é um pouco brega, um pouco clichê, mas é inegável que a Conaprole sabe como fazer um excelente doce de leite. A empresa é a maior cooperativa produtora de laticínios do Uruguai, e uma das mais populares no país (ou mesmo fora, já que o doce da Conaprole já pode ser comprado em alguns mercados do sul do Brasil).

Doce de leite uruguaio: Conaprole
Doce de leite uruguaio: Conaprole

Cremoso e de cor bem escura, o doce tem a consistência um nível acima dos demais, quase pastoso, mas ainda um creme. A colherada exige um certo esforço, principalmente se o doce estiver conservado em geladeira. O sabor é espetacular, juntando o doce e o sabor do caramelo na medida certa.

Para melhorar, o nosso nº 1 da lista pode ser facilmente encontrado em qualquer supermercado ou loja especializada no Uruguai, e com preços bem em conta. O potinho em plástico com 250g custa cerca de R$5,00.

Com seu tom caramelo escuro e sua consistência únicas, e com ótimo custo-benefício, o doce de leite Conaprole foi o que mais se destacou na nossa avaliação. 🙂

Doce de leite uruguaio: Conaprole
Doce de leite uruguaio: Conaprole

Onde comprar doce de leite no Uruguai?

Em geral, o lugar mais em conta para comprar doce de leite será nos supermercados do Uruguai. Em todos eles você vai encontrar ao menos uma prateleira inteiramente dedicada ao doce de leite, principalmente das marcas mais comuns.

Na capital Montevidéu existem ainda lojas especializadas, principalmente na Ciudad Vieja (destaque para a Essencia Uruguay) ou no Mercado del Puerto (a Alfajores del Uruguay tem uma variedade grande de doces e alfajores, e os preços nem são tão mais caros).

Algumas últimas dicas básicas sobre compras de doce de leite:

  1. Fique atento a validade, que costuma não ser muito longa (principalmente os mais artesanais);
  2. As versões em embalagens de plástico são sempre mais baratas que nas embalagens de vidro, e o conteúdo é exatamente o mesmo. Já as de vidro são mais bonitas, ideal para dar de presente.
  3. Quanto maior o pote, mais barato proporcionalmente é o doce de leite. Os potes de 1kg ou mais compensam muito financeiramente falando, mas logicamente são mais complicados de trazer.

Certamente alguma marca de doce de leite uruguaio ficou de fora dessa nossa degustação, e é claro que podemos estar cometendo algumas injustiças. Se você sentiu falta de algum doce de leite do Uruguai nessa lista, deixe seu comentário aí embaixo! E melhor ainda, envia pra gente uns potes do doce de leite citado para que a gente possa avaliar e fazer justiça ao ranking dos melhores doces de leite do Uruguai. 🙂


Onde ficar em Montevidéu

Não deixe para reservar na última hora e pagar uma fortuna de hospedagem! Que tal pesquisar agora mesmo e fazer sua reserva antecipadamente com as melhores ofertas de hotéis ou apartamentos em Montevidéu, no Uruguai?

#dicaviajaredemais: Se quiser uma dica pessoal para hospedagem em Montevidéu, dá uma lida no nosso post sobre o Salvo Suítes. Já para Colônia do Sacramento, a dica é o La Mision, bem no centrinho histórico da cidade e com ótimo custo-benefício.

Booking.com Booking.com

Mais atividades em Montevidéu

Consulte e reserve passeios e entradas de atrações na Get Your Guide, uma das maiores e mais confiáveis plataformas de ofertas turísticas do mundo. Eles estão presentes nas maiores cidades e reúnem profissionais e empresas qualificadas que oferecem os mais variados tipos de passeios e serviços turísticos. Nós já usamos e recomendamos. Dá só uma olhada: 

E não esqueça de garantir seu seguro viagem no Uruguai:

Na hora de contratar o seguro viagem a gente sempre usa e recomenda a Seguros Promo. É um comparador de preços entre as principais companhias de seguro viagem do mercado que apresenta as opções com melhor custo-benefício para a sua viagem!

E agora vem a melhor parte: quem é leitor do Viajar é Demais tem desconto exclusivo: basta clicar aqui ou no banner abaixo e utilizar o cupom para fazer seu seguro pelo menor preço possível.

Compartilhar:FacebookTwitter
Augusto
Escrito por
Augusto
Envie sua pergunta ou comentário

4 comentários
  • Faltou simplesmente o melhor: Calcar. É difícil de encontrar, e não dá para comprar muitos, porque não tem conservantes e o prazo de validade é só de 180 dias após a fabricação. É vendido como “Dulce de peche con crema”, é provar e pirar com ele.

  • Acabei de experimentar o Narbona. Achei com um gosto esquisito, tipo vencido, mas está dentro da validade. Fui procurar algo sobre ele e me deparei com este post. Bem interessante, tenho certa “fissura” com doce de leite e acho legal experimentar novas marcas, mas apoio totalmente: Conaprole é o melhor! Só não tenho certeza ainda se prefiro o tradicional ou o “crema”, mais suave. No ano passado comprei o Punta Ballena, da mesma marca do (melhor, no meu entendimento) alfajor. É bastante bom, acho que fica entre o Lapataia e o Conaprole em termos de sabor e textura. Abraço!

    • Oi Pat! Muito legal seu relato super completo sobre a sua experiência com o ‘dulce de leche” do Uruguai. A gente também ama doce de leite e quanto mais relatos como esses, melhor para quem chega aqui em busca de informação. Um abraço! 🙂

Viajar é Demais