Frankfurt - Alemanha

Roteiro de 4 dias em Frankfurt, o coração financeiro da Alemanha

Frankfurt

Nosso roteiro por Frankfurt totalizou 4 dias: o dia de chegada do nosso vôo na Alemanha (que só começou pra valer a partir das 14:30); o dia de saída às 10h da manhã para Nuremberg; 1 dia “full-time” por Frankfurt e 1 dia de bate e volta para Heidelberg.

Dia 1 – Chegada a Frankfurt

Começamos nosso roteiro pela Alemanha justamente por Frankfurt, cidade de destino do nosso vôo vindo do Brasil. O avião aterrissou no aeroporto de Frankfurt um pouco antes do horário previsto, por volta das 13h de uma quinta-feira, e por volta das 14h já estávamos com toda a parte burocrática resolvida (pegar as malas, passar pela imigração, etc).

Logo na saída da área de bagagens, fomos até a loja de Informações Turísticas de Frankfurt para comprar o nosso Frankfurt Card. A compra foi bem tranquila, a atendente falava inglês e tudo era exatamente conforme vimos nas nossas pesquisas.

Bem ao lado fica uma loja da O2, uma das principais empresas de telefonia da Alemanha. Compramos um chip de 1Gb de internet com duração de até 1 mês. O chip + o plano escolhido sairam por cerca de 25 euros. Durante a viagem tivemos bastante problema de sinal (falta de conexão em vários momentos, e internet muito lenta). Não sei se demos azar ou se a O2 não é a melhor opção (na próxima vou experimentar a Vodafone).

Resolvido isso, descemos para pegar o metrô até o hotel Premier Inn. Digo “descemos” porque é exatamente isso, no mesmo saguão em que estávamos, a uns 20 passos de onde compramos o chip e o cartão da cidade, tem uma escada que dá direto na estação de metrô do aeroporto. Como o nosso Frankfurt Card dava direito a utilizar toda a rede de transportes, foi só esperar e embarcar. O legal é que na Alemanha as estações tem um visor mostrando certinho quanto tempo falta para o seu metrô chegar.  🙂

Checkin feito no Premier Inn, foi só o tempo de deixar as malas, tomar um banho rápido e correr pra aproveitar o dia. Eram cerca de 15h e alguns minutos, e queriamos aproveitar o restante do dia claro (nessa época, escurece por volta das 16:30).

Começamos então o roteiro pela estação de metrô KonstablerWache, onde às quintas-feiras e aos domingos acontece a Bauernmarkt Konstablerwache, uma espécie de feira/mercado de agricultores e produtores locais a céu aberto, em uma praça bem na saída do metrô.

Bauernmarkt Konstablerwache, mercado de produtores artesanais em Frankfurt
Bauernmarkt Konstablerwache, mercado de produtores artesanais em Frankfurt

Mas a Bauernmarkt vai muito além de frutas e verduras: o local é uma concentração de produtores de queijos, de frios, embutidos em geral, cervejas artesanais, vinhos, doces, pães, tudo fresquíssimo.

Stand de um dos produtores de queijo
Stand de um dos produtores de queijo

O mais legal de tudo foi ver que os frequentadores eram todos, ou quase todos, locais. A feira estava bem cheia, e confesso que não vi um turista além de nós. Todos comendo, comprando, bebendo apflewein e se divertindo. Outro sinal da quase ausência total de turistas era o fato dos vendedores não falarem uma palavra de inglês. Pra quem curte, não tem jeito melhor de começar uma viagem do que essa imersão total na cultura local. É claro que a gente não aguentou ficar só olhando, e além das muitas provinhas, comemos uma Wurst com mostarda e pão. A fome e a empolgação eram tantas que nem tiramos foto. 🙂

Dali fomos caminhando até o KleinMarkt, o mercado público de Frankfurt. Mais uma infinidade de coisas deliciosas pra provar e olhar, e aquela vontade quase incontrolável de sair comprando tudo!

Mercado Público de Frankfurt
Mercado Público de Frankfurt

O mercado público não tem o mesmo charme e o mesmo clima da feira de produtores locais, mas vale a visita!

Stand de especiarias no mercado público de Frankfurt
Stand de especiarias no mercado público de Frankfurt

Quando saímos do mercado já estava escurecendo (e esfriando). Estávamos a poucos metros da DOM, a catedral de Frankfurt, e aproveitamos pra caminhar até ela.

Dom de Frankfurt
Dom de Frankfurt

Tiramos algumas fotos e entramos no hall principal, mas descobrimos que a visita propriamente dita custava 3 euros por pessoa. Como estávamos muito mais no clima de continuar passeando e conhecendo a cidade, e ainda veríamos inúmeras igrejas ao longo de toda a viagem, nos contentamos com o exterior da igreja e fomos logo em direção a RömerPlatz conhecer o tão esperado Mercado de Natal!

Já era noite quando chegamos na RömerPlatz, e a experiência de dar de cara com todos aqueles enfeites e luzes e sentir o cheirinho típico das iguarias de Natal é realmente indescritível.

Mercado de Natal na RömerPlatz, em Frankfurt
Mercado de Natal na RömerPlatz, em Frankfurt

Foi o momento de experimentar pela primeira vez o Glühwein, uma espécie de “quentão” que é muito típico dessa época do ano. As bebidas quentes em geral são servidas numa caneca decorada, e cada cidade tem a sua. Claro que já ficamos com a nossa como recordação de Frankfurt (quem quiser saber mais, fizemos um post sobre as canecas das feiras de Natal).

Passeamos mais uma meia hora pelo restante da feira, que é bem grande, e ainda deu tempo de dividirmos uma KäseWurst (uma salsicha recheada com queijo). Pra saber mais sobre as comidas típicas dos mercados de Natal, é só acessar nosso Guia de Mercados de Natal na Alemanha).

Ainda sobrou tempo para um momento “compras”. Fomos até a MyZeil, a principal região de compras de Frankfurt, e passamos pela loja da Lego e pela Primark, onde já compramos um par de luvas para o restante da viagem. 🙂

Já eram cerca de 21h, e fomos jantar num dos restaurantes que havíamos pesquisado a respeito, o excelente Zu den 12 Aposteln. Ele era super bem avaliado no Trip Advisor (entre os 10 melhores de toda a cidade), e era bem pertinho de onde estávamos. Contamos todos os detalhes sobre esse e os demais restaurantes que visitamos por lá no post “Restaurantes em Frankfurt“.  😉

Depois dessa bela experiência gastronômica, voltamos pro hotel. Abaixo tem um resumo de todos os pontos que visitamos nesse roteiro do 1º dia em Frankfurt:

Dia 2 – Passear, passear e passear

Esse seria o único dia “inteiro” que teríamos em Frankfurt, então a ideia era passear bastante e aproveitar pra conhecer o máximo possível da cidade. Escolhemos esse dia também para tomar o café da manhã do hotel Premier Inn, que parecia (e realmente era) muito bom! Comemos tanto que decidimos que nem iríamos parar pra almoçar, só beliscar ao longo do dia e deixar pra jantar bem a noite.

Nesse dia fomos caminhando a pé desde o hotel até a região da Alte Oper Frankfurt. Eram cerca de 25 minutos de caminhada e aproveitamos pra conhecer melhor a cidade em si, as ruas mais residenciais, enfim, viver um pouco como os locais. A Alte Oper é uma construção belíssima, e o chafariz em frente estava todo decorado para o Natal, o que deixava tudo ainda mais bonito.

Alte Oper Frankfurt já decorada para o Natal
Alte Oper Frankfurt já decorada para o Natal

Dali seguimos pela FressGass, uma rua de pedestres repleta de lojas, boa de passear.

Início da FressGass
Início da FressGass

A seguir descemos pela Goethe Platz em direção a Main Tower, o prédio mais alto de Frankfurt. Pra quem quiser, dá pra subir até o terraço com vista panorâmica de toda a cidade (custa 7,50 euros por pessoa). Nesse dia estava bem nublado e não ia dar pra ver muita coisa, então preferimos continuar passeando e otimizar o tempo.

Logo ali pertinho fica a Euro Tower, com seu famoso monumento: o símbolo do Euro. Paramos pra tirar aquela foto clássica! 🙂

Foto clássica no simbolo do Euro
Foto clássica no simbolo do Euro

Dali descemos até a margem do rio Meno, na altura da ponte Untermainbrücke. Foi um momento em que o sol resolveu abrir e dar o ar da graça, então paramos um tempo pra descansar, observar as pessoas e admirar a paisagem.

Vista da ponte (não parece, mas tava até ameaçando um solzinho)
Vista da ponte (não parece, mas tava até ameaçando um solzinho)

Caminhamos mais um pouco de volta a GoethePlatz para conhecer a fachada da Goethe-Haus, e seguimos em direção a região da bolsa de valores de Frankfurt, a Börsenplatz.

Touro e Urso, símbolos das bolsas de valores
Touro e Urso, símbolos das bolsas de valores

Não sei se por coincidência, mas nesse dia estava rolando uma grande feira de produtos locais pela praça e pelas ruas ao redor. Aproveitamos para experimentar o apfelwein, vinho de maça tradicionalíssimo da região, servido gelado.

Apflewein!
Apflewein!

Ainda deu tempo de comprar um pedaço de “küche” de baunilha, uma espécie de cuca que provamos e levamos pra tomar de café da manhã de tão boa que estava. Hmmmm

Bem ali perto ficava a Galeria Kaufhof, uma tradicional loja de departamento alemã. Além da galeria em si ser muito legal (apesar de um pouco cara), o mais interessante é que todas as Kaufhofs tem a estrutura muito parecida, e quase sempre o último andar é um terraço com vista para a cidade. Nessa de Frankfurt não foi diferente, e deu pra contemplar a região central e tirar algumas boas fotos.

Vista da galeria Kaufhof de Frankfurt
Vista da galeria Kaufhof de Frankfurt

Em uma das praças próximas a Kaufhof, enquanto caminhávamos em direção ao mercado de Natal, fomos hipnotizados por uma série de canções clássicas da Alemanha “tocadas” por esse senhorzinho (não sei nem o nome desse instrumento/dispositivo/caixa de música, quem souber, dá uma dica aí nos comentários do post). A cena toda era tão fofa e incrível que fomos obrigados a registrar uma parte da música pra tentar “capturar” o momento. Na mesma hora enviei o vídeo para o meu pai, que é apaixonado por essas músicas alemãs. Demais! 🙂

Na sequência, mais mercado de Natal, mas agora de dia. Atravessamos toda a RömerPlatz e Dom Platz em direção a Paulaner am Dom, uma das filiais da famosa cervejaria Paulaner! Queriamos experimentar o chope diretamente da fonte (veja nossas impressões sobre o Paulaner am Dom no post “Restaurantes em Frankfurt“).

De lá seguimos o planejamento em direção ao Deutsches FilmMuseum, não sem antes passar pela bela Eiserner Steg, a mais famosa ponte de cadeados de FrankFurt.

Eiserner Steg (ponte dos cadeados)
Eiserner Steg (ponte dos cadeados)

No museu, utilizamos o Frankfurt Card e pagamos meia entrada para a exposição principal (redução de 6 euros para 3 euros por pessoa). Tínhamos apenas 40 minutos para conhecer o museu, mas foi tempo suficiente. O Deutsches FilmMuseum não é muito grande, e é bem interessante pra quem se interessa pela história do cinema de maneira geral.

Acervo do Deutsches FilmMuseum
Acervo do Deutsches FilmMuseum

De lá a ideia era emendar a programação cultural diretamente no Städel Museum, talvez o principal museu de Frankfurt. Chegamos lá faltando cerca de 1 hora para fechar, e tivemos a “surpresa” de descobrir que o Frankfurt Card não dava direito ao desconto, e sim o City Card, que é um cartão diferente. O.o

Foi bem frustrante, uma vez que a entrada desse museu era bem cara (cerca de 15 euros por pessoa), e acabamos desanimando e optando por conhecer mais um pouco da cidade. Aproveitamos que estávamos na região de Sachsehausen (bairro boêmio de Frankfurt) e nos perdemos pelas ruas, esperando dar umas 21h para irmos jantar.

Nesse passeio despretensioso, encontramos  uma lojinha de mostarda incrível, a Frankfurter Senfgalerie. A dona é uma senhora que produz a maioria das mostardas a venda e fala inglês fluentemente. Nós experimentamos várias (nem sabia que existiam tantos tipos de mostarda!), e compramos uma de lembrança.

Frankfurter SenfGalerie - loja de mostardas artesanais
Frankfurter SenfGalerie – loja de mostardas artesanais

Para o jantar, já tínhamos mapeado pelo Trip Advisor o Atschel e o Ebbelwoi Unser. Queríamos algo bem local, de comida alemã. Acabamos encontrando primeiro o Atschel e de cara curtimos e optamos por ele. Contamos tudo sobre o jantar no post “Restaurantes em Frankfurt“. Valeu muito a pena, e voltamos satisfeitos (e exaustos) pro hotel.

Segue um mapa com os principais pontos descritos no roteiro desse dia em Frankfurt:

Dia 3 – Bate e volta em Heidelberg

O 3º dia nós tiramos pra fazer um bate e volta a cidade de Heidelberg, que fica a cerca de 1:45h de ônibus a partir de Frankfurt. Apesar da distância, indicamos muito o passeio, como vocês podem ler no post “1 dia em Heidelberg”, onde contamos todos os detalhes.  🙂

Dia 4 – Seguindo viagem de Frankfurt até Nuremberg

No 4º e último dia tínhamos passagem de trem comprada para Nuremberg logo pela manhã, onde daríamos sequência a nossa viagem pela Alemanha. Só deu tempo de ajeitar as coisas, tomar um café correndo no próprio quarto de hotel, fazer o checkout e partir com as malas pra Hauptbanhof de Frankfurt (a pé, já que o Frankfurt Card só valia pelos 2 primeiros dias). Quer saber como continua a viagem? A gente conta tudo no post 5 dias em Nuremberg. 🙂

Até breve, Frankfurt!
Até breve, Frankfurt!

Onde ficar em Frankfurt?

Ficar bem localizado em Frankfurt é fundamental para aproveitar a cidade ao máximo. Faça uma pesquisa agora mesmo e reserve seu hotel ou apartamento em Frankfurt pelo menor preço com a Booking:

Booking.com Booking.com

Mais atividades em Frankfurt

Reserve agora mesmo passeios e atrações na Get Your Guide, uma das maiores e mais confiáveis plataformas de ofertas turísticas do mundo. Eles estão presentes nas maiores cidades e reúnem profissionais e empresas qualificadas que oferecem os mais variados tipos de passeios e serviços turísticos. Nós já usamos e recomendamos. Dá só uma olhada: 

Alugue um carro na Alemanha

A nossa dica para quem pretende alugar carro na Alemanha é a Rentcars. Um serviço que compara os preços nas melhores locadoras de automóveis e apresenta uma lista com todos os carros disponíveis e valores para a locação. Já utilizamos a Rentcars para aluguel de carro tanto no Brasil como no exterior, sempre conseguindo os menores preços e as melhores condições. Aproveita para consultar agora as opções para o seu próximo destino! 🙂  

Contrate agora seu seguro viagem para a Alemanha

O seguro viagem é OBRIGATÓRIO para quem viaja pela Alemanha. A empresa de seguros que a gente sempre usa e recomenda é a Seguros Promo. Um serviço que compara os preços das principais companhias de seguro viagem e apresenta as melhores opções para a sua viagem!

Compartilhar:FacebookTwitter
Augusto
Escrito por
Augusto
Envie sua pergunta ou comentário

Viajar é Demais