Primuseum

Primuseum: mistura de museu e restaurante ao som de clássicos do tango em Montevidéu

 

Com as reservas feitas ainda no Brasil, chegamos ao Primuseum em uma noite de quarta-feira por volta das 21h30, cerca de 30 minutos atrasados em relação ao horário marcado. A entrada do restaurante é bem discreta, em uma rua como outra qualquer da Ciudad Vieja, bairro mais antigo de Montevidéu. Se não fosse pela placa na porta indicando o local, poderíamos ter passado batido. Ao tocar a campainha, um dos garçons abriu a porta e nos conduziu até a mesa enquanto pudemos ouvir os primeiros acordes do show de tango que já estava a pleno vapor.

Primuseum: fachada
Primuseum: fachada

Nesse momento a gente ainda não sabia exatamente como funcionava, mas aqui vai a primeira dica: chegue na hora marcada. O Primuseum funciona apenas por reserva, em um modelo de jantar + show ao vivo, com degustação de comidas típicas servidas em seis passos e com preço fechado (o investimento nessa experiência completa sai por U$70 por pessoa.). O horário de início é definido justamente para que todas as mesas sejam servidas na sequência correta, passando por cada um dos “passos”. Todas as mesas começam a ser servidas por volta das 21h, e por sorte mesmo com o atraso a gente ainda conseguiu cumprir todos os passos com uma ajudinha do garçom e aproveitar a experiência completa. Ufa! 🙂

Primuseum: um pouco da história uruguaia

Bom, mas antes de contar da comida e do show, é fundamental mencionar um pouco da história do local. O Primuseum funciona em um casarão do século XIX, que durante mais de 3 décadas vinha servindo de espaço particular para o armazenamento de uma gigantesca coleção de itens de seu proprietário, Aldo Mazzoni, e de seus filhos Florencia e Santiago.

Há poucos anos a família resolveu abrir esse acervo de mais de 3000 peças ao público, com uma proposta de unir a isso aspectos culturais, gastronômicos e musicais uruguaios, representados pelo tango, o vinho tannat e a culinária criolla. Assim surgiu o conceito do “Primuseum”, cujo nome vem justamente de um dos destaques do acervo: “Primus” foi uma marca/empresa que em 1891 patenteou e desenvolveu fogareiros a querosene utilizados para cozinhar e que ficou muito conhecida no Uruguai. O “museum” é obviamente por conta da enorme coleção, não só dos fogareiros mas de diversos itens que ajudam a contar um pouco da história uruguaia, como eles mesmos detalham no site oficial:

“Além de cerca de 300 Primus, dentro do museu você pode ver uma variedade de itens que foram usados diariamente em nossas casas, bares, lojas, cafés, entre outros. Alguns dos itens que podemos observar são móveis diferentes locais de reunião, tais como cadeiras e mesas do lendário Café Sorocabana, garrafas de leite, refrigerante, cerveja, refrigeradores, lanternas, lâmpadas, abridores de garrafa, copos, louças, cartazes, anúncios, entre outros.”

site do primuseum
Primuseum: acervo do local
Primuseum: acervo do local – mais de 300 primus | Créditos da imagem: http://primuseum.com/restaurant
Primuseum: publicidade da empresa Primus
Primuseum: publicidade da empresa Primus | Créditos da imagem: http://primuseum.com/restaurant

De fato, a simplicidade da fachada não representava o universo de objetos garimpados por pai e filhos ao longo dos anos. Ao entrar pela porta, além dos acordes do tango, se descortina um verdadeiro resgate histórico a medida que se avança pelo salão. Artefatos e objetos de todo tipo e época, desde latas de bebidas e erva-mate, passando pelas lamparinas Primus, até uma vending machine antiquíssima da Coca-cola que ainda funciona! 🙂

Primuseum: máquina de Coca-Cola
Primuseum: máquina de Coca-Cola | Créditos da imagem: http://primuseum.com/restaurant
Primuseum: acervo do museu
Primuseum: acervo do museu
Primuseum: acervo do museu
Primuseum: acervo do museu

Você também vai gostar de ler:
O que fazer em Montevidéu: roteiro completo na capital do Uruguai

Onde ficar em Montevidéu: dicas de hotéis e melhores bairros
Onde comer em Montevidéu: 10 restaurantes e cafés imperdíveis
Doce de leite uruguaio: ranking das melhores marcas

Um passeio pela culinária tradicional uruguaia

O primeiro dos 6 passos do jantar foi uma entradinha com ares de menu degustação, e sem dúvidas o mais “gourmet” em sua apresentação. Em um prato que inicialmente é servido apenas com uma espuma, um pequeno crouton e uma redução de temperinhos, o garçom serve uma concha de sopa de abóbora.

Primuseum: entradinhas
Primuseum: entradinhas

Esse primeiro passo pode até gerar uma falsa impressão de que a sequência toda será no mesmo estilo, com sofisticação em pequenas porções. Mas a verdade é que a medida em cada etapa vai sendo servida, vamos cada vez mais caminhando justamente para a essência da culinária uruguaia, com uso de ingredientes típicos em porções bem servidas. Os 2 passos seguintes foram uma ‘picada’ com linguiças e morcillas, e brusquetas com tomate cereja, rúcula e tutano.

Linguiças, morcilla e a brusqueta com tutano do osso
Linguiças, morcilla e a brusqueta com tutano do osso

Para o prato principal haviam 3 opções de escolha. Pedimos duas diferentes para poder experimentar o máximo possível. Eu fui no assado de Cerdo com papas dulces e uma redução de alho, e a Chai pediu esse super baby beef com mini salada e uma redução de beterraba que veio no ponto perfeito e foi o nosso prato favorito da noite!  Aliás, uma curiosidade que viemos a descobrir mais tarde: o ‘parrilleiro’ da noite era o próprio dono, o Santiago!

Primuseum: pratos principais
Primuseum: pratos principais

Ao longo de todo o jantar, as bebidas são à vontade! Um detalhe interessante é que eles servem um vinho da casa de nome ‘Primuseum’, fabricado artesanalmente por uma vinícola de Colônia del Sacramento e rotulado especialmente para o restaurante. Fomos de tinto Tannat ao longo de toda a noite, e a qualidade do vinho é compatível com os vinhos uruguaios que experimentamos nos demais restaurantes.

Primuseum: desfrutando de um bom vinho da casa
Primuseum: desfrutando de um bom vinho da casa

De sobremesa, duas opções que também agradam a todos os gostos: o tradicionalíssimo ‘flan con dulce de leche’ (o nosso pudim com doce de leite), acompanhado de um crocante de caramelo, e uma torta de maça com sorvete desconstruída, igualmente saborosa.

Para acompanhar a sobremesa e encerrar a noite, ainda tomamos café e um limoncello que é receita do pai do dono. 🙂

Primuseum: sobremesa, café e limoncello
Primuseum: sobremesa, café e limoncello

Show com clássicos do tango

Preciso confessar que a gente sempre foge de programas muito “turistada” e a primeira vista um jantar com show parecia mais uma dessas atrações. Nossa preferência sempre é por ficar mais no circuito “descobrindo como vive o povo local”. Mas já começamos a nos surpreender quando vimos as avaliações super positivas do TripAdvisor e da página do Facebook, a maioria bastante elogiosa em relação ao Primuseum. Isso nos ajudou a tomar a decisão de viver essa experiência, e não nos arrependemos. Pelo contrário! A combinação de um jantar gostoso com o excelente repertório e interpretação de canções clássicas de tango fez a gente aplaudir e gravar vários vídeos para enviar para nossa família em tempo real!

Primuseum: pianista - parte da orquestra de Tango
Primuseum: pianista – parte da orquestra de Tango | Créditos da imagem: http://primuseum.com/restaurant

O show é intimista, com voz, piano, sanfona e rabecão. O repertório é lindo, repleto de tangos clássicos e muito bem executado pelos músicos. Veja no vídeo abaixo o que nós conseguimos captar do momento. E na página do restaurante também tem um vídeo mostrando todo o ambiente ao som do tango! <3

Avaliação Final: Primuseum

Sim, ir ao Primuseum é essencialmente um programa turístico, e nem mesmo os donos tentar negar ou fugir desse rótulo. Mas está longe de ser a “turistada” que a gente imaginava, e por uma série de razões o programa encanta e emociona na medida certa. Seja pelo amor que os donos (pai e filhos) nutrem pela casa; seja pelos objetos ali expostos e suas histórias; seja pela boa qualidade da comida que remete a essência da culinária uruguaia; seja pela apresentação crua e impactante dos músicos, sem firulas, dançarinos ou uma super produção por trás. Fato é que o saldo é bastante positivo, e saímos de lá com a sensação de ter vivido uma ótima experiência, uma excelente noite. Definitivamente, o Primuseum é um lugar com alma.

Primuseum
Endereço: Calle Perez Castellano 1389, 11000 Montevideo, Uruguai
Horários: de quarta a domingo, das 20h às 02h
É necessário fazer reserva através do hotel no qual você está hospedado ou por telefone 099 217645 ou pelo e-mail: [email protected]
www.primuseum.com
facebook.com/PrimuseumRestaurant
instagram.com/primuseum


Onde ficar em Montevidéu

Não deixe para reservar na última hora e pagar uma fortuna de hospedagem! Que tal pesquisar agora mesmo e fazer sua reserva antecipadamente com as melhores ofertas de hotéis ou apartamentos em Montevidéu, no Uruguai?

#dicaviajaredemais: Se quiser uma dica pessoal para hospedagem em Montevidéu, dá uma lida no nosso post sobre o Salvo Suítes. Já para Colônia do Sacramento, a dica é o La Mision, bem no centrinho histórico da cidade e com ótimo custo-benefício.

Booking.com Booking.com

Mais atividades em Montevidéu

Consulte e reserve passeios e entradas de atrações na Get Your Guide, uma das maiores e mais confiáveis plataformas de ofertas turísticas do mundo. Eles estão presentes nas maiores cidades e reúnem profissionais e empresas qualificadas que oferecem os mais variados tipos de passeios e serviços turísticos. Nós já usamos e recomendamos. Dá só uma olhada: 

E não esqueça de garantir seu seguro viagem no Uruguai:

Na hora de contratar o seguro viagem a gente sempre usa e recomenda a Seguros Promo. É um comparador de preços entre as principais companhias de seguro viagem do mercado que apresenta as opções com melhor custo-benefício para a sua viagem!

E agora vem a melhor parte: quem é leitor do Viajar é Demais tem desconto exclusivo: basta clicar aqui ou no banner abaixo e utilizar o cupom para fazer seu seguro pelo menor preço possível.

Compartilhar:FacebookTwitter
Augusto
Escrito por
Augusto
Envie sua pergunta ou comentário

2 comentários
Viajar é Demais