O que fazer em Lucerna: roteiro de 2 dias na cidade Suíça à beira do lago e das montanhas

Conhecida como o ponto de partida para a região central da Suíça, Lucerna é uma pequena cidade de ares medievais à beira do lago e inserida num incrível panorama de montanhas. Com tantos atrativos naturais e históricos, planejar com antecedência o que fazer em Lucerna é essencial para não deixar nada importante de fora do roteiro.

Da idade média, restam as obras construídas pelos homens, ainda hoje preservadas. Por lá encontramos as ruas de pedra, uma parte da muralha que circundava a cidade, inúmeros edifícios antigos com afrescos centenários e uma quantidade de igrejas históricas lindas. Não à toa, a cidade tem pontos turísticos mundialmente famosos, como a Ponte da Capela com a Torre de Água Octogonal, a Igreja Jesuíta, o Monumento do Leão e o KKL Luzern (Centro de Cultura e Convenções de Lucerna).

Mas a natureza também se encarregou de fazer bonito: a paisagem do lago circundado pelas montanhas é de tirar o fôlego. O que, por sinal, pode ser feito na prática, já que uma das atrações de Lucerna é fazer os famosos passeios até as montanhas. E é isso que reservamos para o segundo dia deste roteiro: um passeio até o Monte Rigi – a rainha das montanhas. Mas você pode optar por conhecer também os montes Pilatus e Stanserhorn, ambos com boa estrutura para o turismo como o Rigi.

Além de oferecer boas opções de passeios e atividades, Lucerna merece destaque pela excelente rede hoteleira e pela intensa vida cultural. O que combina com a ótima gastronomia que reúne os famosos pratos à base de queijos e os deliciosos chocolates dos ateliês artesanais.

Contudo, é verdade que assim como em toda a Suíça, Lucerna tem um custo de vida elevado — o que de certa forma se reflete também na realidade dos gastos que temos como turistas. Justamente por isso, é ainda mais importante pesquisar cada detalhe para planejar o melhor roteiro com o menor investimento possível. Então caro leitor, vamos ao que interessa: neste artigo apresentamos o que fazer em Lucerna a partir de um roteiro de 2 dias. Tem dicas de atividades, passeios, restaurantes, hospedagem e muito mais!Lembrando que a nossa viagem por Lucerna foi realizada no mês de dezembro, no início do inverno Europeu, e pegamos abertos os Mercados de Natal de Lucerna.

Antes, algumas dicas para você economizar na viagem:

O que fazer em Lucerna: roteiro de 2 dias

Dia 1  | O que fazer em Lucerna, na Suíça

Para desbravar as principais atrações de Lucerna, nossa recomendação é reservar um dia inteiro. Por ser uma cidade pequena e ter as principais atrações concentradas no centro histórico e imediações, quase tudo pode ser feito à pé. Mas para visitar as atrações mais distantes, a boa infraestrutura de transporte público de Lucerna é uma ótima opção. Ainda mais porque temos uma informação prática super importante: toda pessoa que se hospeda em hotel ou hostel em Lucerna recebe gratuitamente um Cartão de Transporte válido pelo número de dias da sua hospedagem.

Cartão de Transporte de Lucerna: turista que se hospeda em hotel ou hostel recebe gratuitamente

Independente da sua escolha de hotel, o cartão dá direito ao uso de transporte público gratuitamente que contempla ônibus e trens (2ª classe) que fazem parte da zona tarifária 10 da cidade (onde estão as principais atrações). Ou seja, na prática, é como dizer que transporte público em Lucerna é grátis para o turista.

E falando em transporte público, a nossa sugestão de partida para o roteiro pela cidade é pela histórica Hauptbahnhof, a Estação de Trem de Lucerna. 

Hauptbahnhof – Estação de Trem de Lucerna

Um pouco de história: a primeira estação de Lucerna de 1856 foi construída em madeira e usada como terminal de uma linha principal que conduziu o tráfego ferroviário da França e Alemanha via Basiléia, já na Suíça, para Lucerna. Em 1896, com a expansão do transporte ferroviário, o prédio foi reconstruído no mesmo local, mas com uma impressionante cúpula de vidro e ajustes de estrutura nos trilhos e plataformas. Porém, um incêndio em 1971 destruiu o prédio, que teve apenas o portão de entrada preservado, agora no centro da praça em frente ao prédio novo.

O prédio novo, por sua vez, inaugurado em 1991, foi idealizado pelo famoso engenheiro e artista Santiago Calatrava (o mesmo do Museu do Amanhã, no Rio), que trabalhava para o escritório vencedor do concurso de arquitetura lançado pelo governo de Lucerna em 1980. 

Hauptbahnhof – Estação de Trem de Lucerna
Endereço: Zentralstrasse 1, 6003 Luzern
Site: www.sbb.ch/de/bahnhof-services/bahnhoefe/bahnhof-luzern

Agora que você já sabe um pouquinho da história da Estação e da importância dela para a cidade, a sequência do roteiro é caminhar alguns passos e cruzar a via em direção ao cais.

Cais ou pier de Lucerna, em frente ao KKL
Pier de Lucerna em frente ao KKL

É ali, à beira do lago, que está o KKL, uma das mais modernas construções da cidade – coração da vida cultural de Lucerna.

KKL – Kultur und Kongresszentrum Luzern – Centro de Convenções e Cultura

O acrônimo KKL vem do nome em alemão Kultur und Kongresszentrum Luzern, que em português significa Centro de Convenções e Cultura de Lucerna. Este prédio enorme abriga um complexo cultural contemporâneo que conta com sala de concertos, museu de arte, restaurantes e espaço para realização de congressos e eventos em geral. Uma construção futurista com infraestrutura e que é aberta ao público. Nossa sugestão é dar um pulo terraço e aproveitar a linda vista do cais de Lucerna com a cidade alta ao fundo e as montanhas. Os restaurantes e bares do local são de alto padrão e servem bebidas e drinks deliciosos, ótimo para um happy hour no final de tarde, mas é bom preparar o bolso, afinal estamos na Suíça!

KKL – Kultur und Kongresszentrum Luzern – Centro de Convenções e Cultura
Endereço: Europaplatz 1, 6005 Luzern

Do KKL, volte à Hauptbahnhof e siga para o terminal de ônibus, no ponto onde passa a linha número 4. Aproveite o Cartão de Transporte que recebeu no hotel, pois a próxima atração – o Monumento ao Leão –  fica na parte mais alta da cidade e um pouco distante do centro histórico.  

Löwendenkmal – Monumento do Leão

O Löwendenkmal, que pode ser traduzido como Monumento do Leão, mostra a figura de um leão moribundo, talhada na rocha. Como dizem na cidade, a figura é esculpida em pedra, mas aparentemente real. Embora leões não sejam encontrados na região do Lago Lucerna, ele carrega uma história de fundo tão comovente quanto o próprio animal majestoso. O monumento foi criado em memória à morte heróica dos guardas suíços mortos durante um ataque às Tulherias em 1792. Por isso, a obra se tornou um dos monumentos mais conhecidos da Suíça e um dos pontos turísticos da cidade.

O acesso ao local é gratuito e conta com uma plataforma ampla para observação de onde dá pra tirar ótimas fotos. Importante também mencionar que a estrutura é acessível para pessoas com deficiência e com mobilidade reduzida.

Löwendenkmal – Monumento do Leão
Endereço: Denkmalstrasse 4, 6002 Luzern
Ingresso: gratuito e local totalmente acessível à pessoas com deficiência

Próximo ao Löwendenkmal, fica a Hofkirche St. Leodegar, uma das igrejas católicas mais icônicas da cidade. É aquela cujas torres podem ser vistas do cais, próximo à estação de trem. Para chegar até ela, partindo do Monumento do Leão, basta descer a pé pela via principal, caminhando por 7 min. 

Hofkirche St. Leodegar – Igreja Hof São Léger

A Hofkirche é a igreja renascentista mais importante da Suíça atualmente. Uma igreja católica monumental que tem uma história impressionante, longa e movimentada. O edifício foi inicialmente fundado pelos aristocratas do sul da Alemanha como um pequeno monastério, por volta do ano 735. Em 1135, o mosteiro independente se tornou a abadia Murbach (Alsácia) mas foi vendida aos Habsburgos em 1291, tornando-se um mosteiro beneditino. Quando Lucerna se juntou à Confederação em 1332, os Habsburgos perderam os direitos. Em 1455/56, o mosteiro beneditino foi convertido em mosteiro canônico, mantendo-se até hoje como o centro espiritual dos Cânones de São Leodegar e Maurício. Outro marco foi um incêndio em 1633, que destruiu quase tudo, restando apenas as duas torres da igreja, que ainda hoje apresentam elementos de construção românica. 

Mas a maior atração da igreja é mesmo o seu interior. O altar-mor é feito de mármore preto Unterwalden. Os relevos centrais do altar do Fim de Maria e da Descida da Cruz são do gótico tardio. Vários objetos raros são parte do acervo, localizados na Sala do Tesouro que tem pintura em estilo art déco única na Suíça. Um exemplo raro da ourivesaria medieval é um cálice do saque da Borgonha dos Confederados, capturado na Batalha de Murten em 1476. E não deixe de observar também o imponente órgão da corte foi construído em 1640 e ampliado em 1862.

Hofkirche St. Leodegar – Igreja Hof São Léger
Endereço: St. Leodegarstrasse 6, 6006. Aberto todos os dias das 7h às 19h.
Entrada gratuita.

Depois de contemplar a famosa igreja, nossa dica é conhecer o Altstadt, o centro antigo de Lucerna. E se já estiver na hora do almoço, melhor ainda! Essa região é repleta de restaurantes clássicos que servem pratos tradicionais da típica culinária suíça, embora também seja uma ótima opção experimentar o “menu do dia”, com opções sazonais que geralmente têm preços mais em conta. Nossa recomendação é o aconchegante Pfistern (Kornmarkt 4, 6004, ao lado da Prefeitura) que tem um menu bem típico e saboroso, com aquela vista linda à beira do rio. 

Para chegar até o centro antigo partindo da Hofkirsche, siga a pé até a via principal e vá andando até a Schwanenplatz e então, até a Kappelplatz. 

Altstadt Luzern – Principais pontos do Centro Antigo | O que fazer em Lucerna

Ao iniciar a visita ao centro antigo de Lucerna, experimente aguçar seu olhar e observar livremente os inúmeros e coloridos edifícios históricos, caminhando com calma pelas estreitas ruas de pedra. Muitos deles têm fachadas com afrescos conservados que expressam um pedacinho do passado da cidade. Aqui nós vamos apontar as principais construções dessa região, em uma sequência que pode ser feita seguindo o Google Maps.

Chegando à Kappelplatz, você estará nos fundos da Peterskapelle, aquela da famosa Ponte da Capela que está logo mais abaixo no roteiro.

Peterskapelle – Capela de São Pedro

A Peterskapelle é a igreja mais antiga da cidade. Ela costumava ser a igreja dos moradores de Lucerna, já que no passado, conforme mencionamos antes, a Hofkirche servia principalmente como uma igreja de mosteiro. Com sua localização privilegiada – bem no meio da cidade, a Capela de São Pedro é um local de sossego, voltado à contemplação e que se tornou um lugar para o encontro dos moradores e turistas.

Peterskapelle – Capela de São Pedro
Endereço: Kapellpl. 1a, 6004. Aberto todos os dias, das 8h às 18h30.
Entrada gratuita.

Da capela, a dica é seguir o caminho pelas ruas de pedra da cidade antiga pela Kappelgasse até Kornmarkt, onde fica a, Rathaus (prefeitura). 

Rathaus Stadt Luzern – Prefeitura de Lucerna

A Rathaus ou Prefeitura de Lucerna fica em um prédio histórico construído entre 1602 e 1606, de estilo renascentista italiano. O fato do edifício ter tal referência é explicado por conta do arquiteto e da sua equipe de construtores, oriundos do norte da Itália. No elegante prédio, destacam-se a sala dos retratos onde são realizados casamentos civis, e as imponentes: (i) torre da prefeitura com sua lanterna vermelha e, (ii) a Kornschütte ou torre do relógio que também servia de torre de vigia e torre de observação.

Também na área externa do entorno, as escadas são um atrativo, bem de frente para o Rio Reuss, assim como os grandes arcos da fachada e suas passagens pavimentadas que ainda hoje abrigam o mercado de produtos frescos e artesanais da cidade.  

Rathaus Stadt Luzern
Endereço: Kornmarkt 3, 6004

Seguindo pela pela via Kornmarktgasse, vá até o Weinmarkt, hoje uma praça mas que no passado abrigava o Mercado do Vinho

Weinmarkt

O Weinmarkt é uma das praças mais bonitas da cidade, cercado de construções antigas repletas de afrescos. As fachadas rebuscadas e coloridas adornadas com as pinturas históricas dão um charme todo especial para esta região do centro antigo.

Embora seja possível encontrar restaurantes e uma variedade de lojas nesses prédios, o grande destaque é mesmo a beleza externa do conjunto de fachadas. 

Weinmarkt
Endereço: Weinmarkt, 6004

Para dar continuidade ao passeio pelos principais pontos, nossa sugestão é fazer o percurso de volta pela mesma rua até a Prefeitura e, então, descer a escadaria em direção ao rio, chegando até a beira rio, na Rathausquai. 

Rathausquai 

Na Rathausquai, siga caminhando pela margem do rio Reuss e aproveite para tirar fotos e curtir a linda vista. A proposta é chegar na Kapellbrücke, a famosa ponte de madeira que é cartão postal da cidade.

Kapellbrücke – Ponte da Capela e a Torre de Água

Se fosse preciso escolher um único ponto turístico de Lucerna para visitar, certamente a Ponte da Capela seria a opção mais votada. Além da beleza natural no coração da paisagem urbana da cidade, que faz da Kapellbrüke o cartão postal de Lucerna, a ponte é famosa também pela história marcante, seu acervo de pinturas e por ser considerada uma das mais antigas pontes de madeira cobertas da Europa. Ela conecta a Rathausquai, na cidade antiga, à cidade nova, na margem sul do Reuss, em um desenho que vai ziguezagueando pelo rio, passando pela impressionante Torre de Água.

Ao caminhar pela ponte, olhe para o alto, nas traves de madeira. É nessa estrutura que estão 112 pinturas datadas do início do século XVII. Elas apresentam as cenas da história da Suíça, bem como da história de Lucerna, incluindo as biografias dos santos padroeiros da cidade, São Leodegar e São Maurício.

Falando em história, dois pontos importantes que valem saber: 

  1. A ponte era o acesso dos viajantes e peregrinos que chegavam à Lucerna, uma cidade fortificada no período medieval. As pinturas foram adicionadas pelos líderes católicos à época da reforma protestante como uma espécie de propaganda do catolicismo que era apresentada aos visitantes logo que chegavam à cidade. Não à toa, boa parte dos moradores de Lucerna se manteve católica durante o período reformista.
  2. Um incêndio destruiu uma grande parte da ponte nos anos 1990. Em uma noite de agosto de 1993, possivelmente por conta de uma ponta de cigarro, a ponte estava em chamas. Embora apenas um terço da ponte e a torre de água tenham se salvado, a parte queimada foi reconstruída em um tempo recorde de oito meses, sendo reaberta em 14 de abril de 1994. O incêndio gerou comoção mundial, afinal é o símbolo de um país inteiro e tem incríveis 650 anos. 

Próximo a cabeceira sul da ponte, na margem do Rio Reuss que fica na chamada Cidade Nova, está a impressionante Torre de Água. Esta é uma construção marcante na paisagem, porém atraente por conta de seu formato octogonal.  São pelo menos 34 metros de altura de uma obra construída por volta do ano 1300 como parte da muralha da cidade. Já foi usada como arquivo, cofre para o tesouro, prisão e até câmara de tortura. Atualmente, abriga no andar intermediário a sede da Associação de Artilharia de Lucerna. Mas certamente sua função mais nobre é dar pouso para a colônia de andorinhões alpinos que fica empoleirada sob o telhado há décadas. 

Kapellbrücke
Endereço: Kapellbrücke, 6002. Aberta 24h todos os dias com acesso gratuito.

Ao chegar ao outro lado da ponte, na cidade nova, o nosso olhar é logo atraído para a imponente Igreja Jesuíta

Jesuitenkirche – Igreja Jesuíta

Atraídos para Lucerna pelos ricos da cidade, os Jesuítas trouxeram consigo a Contra-Reforma no século XVII. Construíram então, a grandiosa Jesuitenkirche, a Igreja Jesuíta que é considerada o primeiro edifício barroco sagrado da Suíça. Ela foi erguida com um duplo propósito: como igreja-escola e como igreja para a pastoral geral dos Jesuítas. Em seu apogeu, a escola era frequentada por 300-400 alunos em uma cidade com menos de 4.000 habitantes.

Por essa razão, fazia sentido que a igreja fosse uma obra bastante elaborada, projetada por arquitetos da Itália e da Áustria, ganhando até mesmo o título de mais bela igreja barroca da Suíça.

Percebe-se que só a fachada já justificaria que ela seja um ponto turístico importante. Porém, é entrando no imponente prédio e observando o trabalho em gesso rosa e branco que caracteriza o seu interior, que se entende os motivos dela ser considerada a igreja mais bonita da Suíça. São belos murais no teto principal e também nas capelas laterais, além de detalhes sacros em toda sua extensão.

Além do suntuoso trabalho artístico em gesso, também merece destaque o grande órgão que ainda hoje é utilizado em concertos culturais e atividades religiosas. A Jesuitenkirche também tem um significado especial para a prática da música sacra da Escola de Música de Lucerna.

Jesuitenkirche
Endereço: Bahnhofstrasse 11a, 6003. A igreja está aberta todos os dias do ano, das 6h30 às 18h30, exceto às segundas e quintas-feiras (horário de abertura às 9h30).

Perto da Jesuitenkirche, fica outra igreja famosa de Lucerna, a Franziskanerkirche

Franziskanerkirche – Igreja Franciscana 

A Franziskanerkirche St. Maria in der Au, que em português podemos chamar de Igreja Franciscana de St. Maria Mãe de Deus, é uma das poucas igrejas originalmente góticas na Suíça Central e uma das mais antigas da cidade de Lucerna. Embora tenha sido fundada no século XIII, a Igreja Franciscana está em constante construção ou reforma, desde sua primeira etapa, a partir de 1270. Um marco nesse processo é a mistura de estilos arquitetônicos. As porções da igreja do século XIII foram construídas em estilo gótico e estão preservadas mantendo a essência. Já os estilos renascentista e barroco estão presentes nas áreas construídas posteriormente.

Franziskanerkirche - Igreja Franciscana
Franziskanerkirche – Igreja Franciscana

Porém, nós visitamos Lucerna em Dezembro e a área externa da Franziskanerkirche abriga o principal Mercado de Natal da cidade. Ou seja, estava tudo tomado de estandes com artesanatos, comidinhas deliciosas e o necessário vinho quente, o Gluhwein. Ficou curioso sobre o Mercado de Natal? Então confere aqui nesse artigo todos os detalhes dessa encantadora tradição da região.

Mas voltando à Igreja, seu interior também reserva belezas históricas. O teto simples em madeira, por exemplo, no período barroco foi removido e substituído por outro feito de gesso com pinturas. Já o púlpito construído entre o Renascimento e o Barroco (século XV), é considerado o aparato do gênero mais ornamentado da Suíça. Da riqueza de detalhes do interior, cabe o destaque para a pintura do teto na nave central que mostra São Francisco ascendendo ao céu. Outro detalhe marcante são as bandeiras que podem ser vistas nas pinturas das paredes laterais. Originalmente, eram as bandeiras que foram tiradas dos inimigos em batalhas e ficavam penduradas ali. Provavelmente elas não resistiram a ação do tempo e apodreceram, sendo substituídas por pinturas no século XVIII.

Franziskanerkirche 
Endereço: Franziskanerpl. 1 6000, 7

No percurso histórico cabe incluir uma passadinha em frente à Antiga Farmácia, ali do ladinho da Igreja Franciscana. Basta seguir pela via Franziskanerplatz em direção a Bahnhofstrasse no sentido sul.

Alte Apotheke – Antiga Farmácia

A Alte Suidtersche Apotheke é a farmácia mais antiga (1833) de Lucerna e está localizada no coração da cidade. O prédio é muito bem preservado e ainda abriga uma farmácia, que segundo o site oficial, “é sinônimo de produtos e serviços excepcionais no setor de saúde desde 1833”. Não entramos para comprovar se é verdade, mas a construção vale os 10 minutos de observação e fotos! 

Alte Apotheke – Antiga Farmácia
Bahnhofstrasse 21, 6003 

Depois da paradinha rápida na Apotheke, siga em direção à margem do rio, no sentido sul. É hora de conhecer a famosa Nadelwehr Luzern, ou em português, Barragem de Agulha de Lucerna. Nessa região fica também uma ponte mais moderna chamada Rathaussteg, ou caminho para a prefeitura. Dessa ponte é possível fazer fotos lindas de vários ângulos da cidade.

E por fim, siga para conhecer mais uma ponte de madeira coberta da cidade: a Spreuerbrücke, que fica na região chamada de Mühlenplatz, ou Praça do Moinho

Nadelwehr Luzern – Barragem de agulha

Essa represa ou barragem de agulha foi construída no século XIX, usando postes de madeira para controlar o fluxo de água do Lago Lucerna. Ainda hoje, o nível da água no Lago Lucerna é controlado manualmente, removendo ou inserindo as chamadas agulhas – pranchas de madeira. Graças à regulamentação, o nível da água do lago pode ser mantido em uma altura ideal para a temporada, independentemente do clima. Assim, é possível evitar inundações, entre outras situações naturais. Mas além da utilidade no manejo da água, a barragem se torna um ponto de atração especial pela beleza da composição na paisagem com o rio e as pontes de Lucerna.

Nadelwehr Luzern – Barragem de agulha
Endereço: Reusssteg, 6003 

Mühlenplatz (Praça do Moinho) e a Spreuerbrücke (Ponte de Palha) 

A Spreuerbrücke (Ponte de Palha) é outra ponte de madeira coberta de Lucerna remanescente do período medieval. Ela fica na Mühlenplatz, a Praça do Moinho e por isso também é chamada de Ponte do Moinho. Construída no século XV, seus frontões também contêm pinturas nas molduras triangulares internas que é uma característica única das pontes de madeira de Lucerna, embora estas sejam alusivas à morte, diferente da Ponte da Capela que conta a história da cidade. As pinturas formam a “dança da morte”, conhecida como Totentanz em alemão. Das 67 pinturas originais, 45 ainda existem e nelas podem ser observadas características como o brasão do doador no canto esquerdo inferior e, à direita, o brasão da esposa do doador. 

Mühlenplatz (Praça do Moinho) e a Spreuerbrücke (Ponte de Palha) 
Endereço: Spreuerbrücke, 6004 

E se você quiser substituir ou adicionar outros pontos de interesse para visitar, além das atrações que apresentamos acima, vamos deixar aqui mais algumas opções:

Atrações adicionais para o dia 1 ou dia extra |  O que fazer em Lucerna, na Suíça

Museggmauer – Muralha medieval da cidade e as 9 torres 

Partindo tanto do Weinmarkt quanto da Spreuerbrücke, é possível seguir até o Museggmauer, a icônica muralha da cidade. É o marco medieval de Lucerna e foi construído no século XII como uma fortificação da cidade. Originalmente, era um anel interno e um externo que protegiam a cidade de ataques inimigos. Embora exista apenas uma parte dela, seus 870 m de comprimento, cerca de 9 m de altura e 1,5 m de largura, a tornam a mais longa muralha preservada inteira na Suíça. E mais bacana é que das 30 torres originais, nove estão preservadas: Nölliturm, Männliturm, Luegisland, Torre de Vigia, Zytturm, Torre Schirmer, Torre da Pólvora, Allenwindenturm e Dächliturm. 

A dica é visitar a mais próxima e acessível – a Männliturm, uma torre de guarda que conta com um relógio. Ela é aberta a visitação, oferecendo as vistas mais pitorescas da cidade, apesar do acesso feito por meio de uma escadaria bastante inclinada. Lembrando que é sempre bom verificar as regras de funcionamento e os horários disponíveis.

Lojas / Ateliês de chocolates

Leia também Chocolates na Suíça: 11 melhores marcas e dicas de onde comprar o autêntico chocolate suíço

Max Chocolatier | Loja de Chocolate em Lucerna

Antes de falar sobre os chocolates, vale contar a história por trás da Max Chocolatier que é uma das mais bonitinhas. Tudo surgiu de uma homenagem do proprietário a seu filho chamado Max, que é portador da síndrome de down e tem como uma das grandes paixões da vida o chocolate. O sonho de ser dono da própria fábrica de chocolates passou de Max para toda a família. Então, em 2009 se tornou realidade com a inauguração da primeira loja da Max Chocolatier em Lucerna (Schweizerhofquai 2).

Tudo é feito à mão por uma equipe com quatro chocolatiers em um pequeno atelier. Entre os ingredientes não há nada de aditivos ou conservantes – tudo é 100% natural. Nossa recomendação pessoal são as trufas, em especial as que têm acima de 60% de cacau na receita. Mas há também chocolates em barra e muitas edições especiais que variam de acordo com a época do ano. Nós visitamos a filial de Zurique, mas a loja original fica em Lucerna.

Max Chocolatier | Loja de Chocolate em Lucerna
Endereço: Schweizerhofquai 2, 6004 Luzern, Suíça

Läderach | Loja de Chocolate em Lucerna

Entre os chocolates artesanais, a premiada Läderach é uma das mais importantes marcas da Suíça. Visitamos a Läderach – Luzern Weggisgasse, no centro histórico da cidade (Weggisgasse 1, 6000). Foi lá que tivemos a oportunidade de experimentar o delicioso Läderach FrischSchoggi ™, marca registrada que se tornou o carro chefe da empresa.

Apesar de ter em suas lojas uma grande variedade em sua linha de produtos (trufas, pralinés ou mesmo chocolates em barra), o imperdível mesmo são essas grandes placas de chocolate fresco – o tal ‘FrischSchoggi’, que são vendidas aos pedaços em embalagens pequenas (250g), médias (500g) ou grandes (1kg).

Läderach | Loja de Chocolate em Lucerna
Endereço: Weggisgasse 1, 6000 Luzern, Suíça

Dia 2 | O que fazer em Lucerna | Passeio até o Monte Rigi

Já falamos que Lucerna tem a seu favor a natureza privilegiada como um dos principais atrativos. Por isso, um roteiro na cidade merece que seja incluído um dia dedicado aos passeios pelo Lago Lucerna ou pelas montanhas cobertas de neve nos arredores, que estão entre os mais procurados entre os turistas. E entre tantas opções, nossa recomendação é o Rigi, conhecida como a “Rainha das Montanhas”, uma das montanhas mais visitadas. A subida até o topo do Monte Rigi | Rigi Mountain (1.798 metros de altitude) proporciona ao longo da experiência um conjunto de paisagens exuberantes e muito contato com a natureza. 

Monte Rigi
Monte Rigi

Embora o Monte Rigi também seja de fácil acesso a partir de diversas outras cidades, como Zurique por exemplo, é de Lucerna que parte um dos passeios mais tradicionais e interessantes, o Classic Rigi Round Trip. E por que esse passeio é a melhor opção? Porque ele combina justamente o passeio pelo Lago Lucerna e o passeio de montanha em um único “pacote”. No Classic Rigi Round Trip você irá utilizar barco, trem e bondinho no trajeto de ida e volta ao topo do Monte Rigi, tudo em um mesmo dia. 

E é por isso também que esse passeio tem um artigo completo explicando cada passo aqui no site. E como a beleza do local é um negócio incrível, tem também um vídeo mostrando tudo. 

Confira todos os detalhes no artigo Monte Rigi: como é o passeio até a ‘rainha das montanhas’ partindo de Lucerna, na Suíça

Onde fica Lucerna

Lucerna está localizada entre a capital Berna e a famosa metrópole Zurique, na parte alemã da Suíça. Já mencionei que a cidade é a porta de entrada para a região central da Suíça e tem como características marcantes o fato de estar situada à beira do Lago Lucerna, além de ser cortada pelo rio Reuss. Essas características naturais foram fundamentais para a cidade. Lucerna surgiu à beira do lago como uma vila de pescadores, mas a localização estratégica e a facilidade de acesso pelo rio e pelo lago, logo a transformou em uma importante rota comercial. Além da riqueza com o aumento do trânsito de embarcações e do comércio, mais tarde a cidade se tornou o destino de férias dos ricos da idade média, colocando-a historicamente no mapa do turismo. 

Onde se hospedar em Lucerna

Nossa recomendação pessoal é o hotel Cascada Boutique Hotel, localizado na parte nova da cidade, pertinho da Hauptbahnhof, a Estação de Trem de Lucerna. Quartos com sacada e super aconchegantes, além de servir um café da manhã super gostoso.

Para ver essa e outras opções de hotéis e apartamentos em Lucerna, faça agora mesmo uma pesquisa com descontos incríveis pelo Booking, o maior site de hospedagem do mundo!

Booking.com Booking.com

Lucerna no Inverno: Montanhas nevadas e Mercados de Natal

Lucerna, a porta de entrada para os Alpes, é o ponto de partida para este destino tão especial do mundo. A cidade está situada entre as áreas de esqui mais bonitas da região – todas acessíveis em apenas uma hora de viagem. São 21 áreas tradicionais para esportes de inverno mais atraentes do país que podem ser encontradas ao redor do Lago Lucerna. E Se a sua viagem acontece entre os meses de novembro e dezembro (como foi o nosso caso), não deixe de separar um tempinho do roteiro pela cidade, principalmente à noite, para curtir os Mercados de Natal de Lucerna. Os dois principais ficam localizados: Lözaner, ao redor da Franziskanerkirche e o outro, Rudolf Weihnachtsmarkt, situado atrás do KKL, à beira do lago.

Lözaner, o principal mercado de Natal de Lucerna
Lözaner, o principal mercado de Natal de Lucerna
Rudolf Weihnachtsmarkt: mercado de Natal com foco em comidas e bebidas típicas de diferentes partes do mundo
Rudolf Weihnachtsmarkt: mercado de Natal com foco em comidas e bebidas típicas de diferentes partes do mundo

Leia também: Mercados de Natal na Suíça: as 8 cidades mais natalinas para uma viagem de trem pelo inverno suíço


Como chegar em Lucerna

Se o avião chega por Genebra ou Zurique, o trem é o melhor meio de transporte para viajar até Lucerna. É recomendável sempre adquirir os passes de trem com antecedência para conseguir os melhores preços!

+ Consulte os preços de passagens de trem até Basel ou passes de trem pela Suíça com a Eurail

Já para quem prefere viajar de carro, a dica para alugar carro em Lucerna é a Rentcars. Um serviço que compara os preços nas melhores locadoras de automóveis e apresenta uma lista com todos os carros disponíveis e valores para a locação. Aproveita para consultar agora as opções para o seu próximo destino! 🙂  

Aproveite e já faça as reservas dos passeios e atrações pelo menor preço. Não perca tempo em filas!

Consulte e reserve passeios e entradas de atrações na Get Your Guide, uma das maiores e mais confiáveis plataformas de ofertas turísticas do mundo. Eles estão presentes nas maiores cidades e reúnem profissionais e empresas qualificadas que oferecem os mais variados tipos de passeios e serviços turísticos. Nós já usamos e recomendamos. Dá só uma olhada: 

E não esqueça de garantir seu seguro viagem:

O seguro viagem é OBRIGATÓRIO para quem viaja por toda a Europa. E mesmo que não fosse obrigatório, não dá nem pra pensar em viajar sem seguro, né? Na hora de contratar o seguro viagem a gente sempre usa e recomenda a Seguros Promo. É um buscador que compara o preço das principais companhias de seguro viagem do mercado e apresenta as opções com melhor custo-benefício para a sua viagem!

Ah, e agora vem a melhor parte: quem é leitor do Viajar é Demais tem desconto exclusivo: basta clicar aqui ou no banner abaixo e utilizar o cupom para fazer seu seguro pelo menor preço possível.

Compartilhar:FacebookTwitter
Escrito por
Chai
Envie sua pergunta ou comentário