Le Cercle des Aromes: bar de vinhos em Colmar, na Alsácia
Le Cercle des Aromes: Tábua de queijos e frios da região

Le Cercle des Aromes: bar de vinhos em Colmar, na Alsácia

Bar à vin, ou em português, “bar de vinhos”. Um tipo de estabelecimento bem característico da França, onde o foco está obviamente na degustação de vinhos. E quando se trata de vinhos, a cidade de Colmar é uma bela representante da Alsácia, região francesa reconhecida pela qualidade de seus vinhos. Que tal incluir no seu roteiro por Colmar a experiência de conhecer um local que reúne as duas coisas: um autêntico ‘bar à vin’ à moda francesa com uma carta de vinhos recheada de rótulos da Alsácia? Essa é justamente a proposta do Le Cercle des Aromes, um bar de vinhos em Colmar que tivemos o prazer de conhecer em nossas viagens pela região.

Você também vai gostar de ler:
O que fazer em Colmar?
Onde se hospedar em Colmar: Chez Cécile et Myriam
Onde comer em Colmar: dicas de restaurantes

Le Cercle des Aromes

Escondido na pequena Rue Schongauer no centro de Colmar, o Le Cercle des Aromes é daqueles locais capazes de passarem despercebidos se você não souber previamente de sua existência. Apesar de estar completamente inserida na zona mais turística de Colmar, a rua em si não possui grandes atrativos e a maior parte dos turistas prefere seguir pela famosa Rue des Marchands. Mal sabem eles que em uma das casas da Rue Schongauer está uma pequena joia para os amantes do bom vinho.

Le Cercle des Aromes: Fachada
Le Cercle des Aromes: Fachada

O Le Cercle des Aromes se propõe a ser um autêntico “bar à vin” para conhecedores, e para isso dispõe em sua carta de vinhos de mais de 200 diferentes rótulos franceses. A maior parte deles produzidos na própria Alsácia, é claro. Nessa região se destacam especialmente os vinhos brancos, que são maioria na produção (com exceção do Pinot Noir, que é rosa ou vermelho). Alguns dos vinhos típicos da Alsácia são: Sylvaner (vinho fresco e leve, com um frutado discreto); Riesling (seco, elegante, frutado, com um buquê de grande fineza); Muscat d’Alsace (fresco e frutado); Pinot Blanc (vinho delicado e bem versátil); Pinot Gris (vinho robusto, redondo e equilibrado); Gewurztraminer (vinho é encorpado e robusto, com aromas de frutas, flores ou especiarias) e o Pinot noir (vermelho ou rosé).

Mas o bar é também um ótimo refúgio mesmo para aqueles que tem pouco ou até nenhum conhecimento mais aprofundado sobre vinhos. O Le Cercle des Aromes preza pela informalidade, em um ambiente onde até na decoração os vinhos são o grande destaque. Seu interior bem ao estilo “cave de vinhos” conta com algumas mesas e um balcão principal de onde Antoine Castillon – o dono – e sua equipe coordenam o atendimento personalizado para cada cliente.

Le Cercle des Aromes: ambiente interior
Le Cercle des Aromes: ambiente interior

Evidentemente que apesar de ser um “bar de vinhos”, o Le Cercle des Aromes possui no cardápio alguns petiscos e acompanhamentos para harmonização, afinal não dá para beber de estômago vazio, certo? As opções são limitadas porém certeiras – tudo que é oferecido no cardápio vem das mãos de produtores locais dos arredores de Colmar. O resultado: produtos típicos da região, frescos e de altíssima qualidade.

O que pedir no Le Cercle des Aromes?

Além do fato de contar com mais de 200 rótulos, o mais incrível é que todos os vinhos podem ser pedidos tanto em garrafa como em taça, o que facilita bastante a tarefa de degustar vários vinhos em uma mesma noite. Os preços de quase todos os vinhos em taça variam em uma faixa entre 5€ e 10€ – com exceções, é claro.

Com tantas opções, talvez o mais difícil seja justamente decidir quais deles experimentar. Se esse for o caso, nada melhor do que receber recomendações da boca do próprio dono, o entusiasmado Antoine Castillon. Além de dono, ele é um profundo conhecedor e sommelier responsável por selecionar os vinhos da casa a partir de um intenso trabalho de garimpo pelos domaines (vinícolas) da Alsácia. Ou seja, ele conhece cada vinho do cardápio como a palma da mão. Independente do seu estilo favorito de vinho – frutados, florais, amadeirados, picantes, minerais – o Antoine certamente saberá conduzir para a melhor escolha.

Foi exatamente o que fizemos: deixar a sequência de sugestões a cargo do Antoine e sua competente equipe. Na noite que estivemos por lá, havia até uma atendente de Portugal, a simpática Andréa, outra ‘craque’ no universo dos vinhos. Convenhamos que ter informações sobre vinhos em português torna tudo mais fácil. 🙂

Pedimos para que fossem servidos apenas vinhos da Alsácia e sempre dois diferentes rótulos a cada “rodada” – assim poderíamos compartilhar as taças e experimentar uma maior quantidade de vinhos.

Crémant D’Alsace

Começamos pelo aperitivo, degustando o Crémant D’Alsace – é o espumante típico da região, equivalente ao “champagne” da Alsácia. São feitos geralmente à partir da mistura de diversas variedades de uva (principalmente Pinot Blanc, Pinot Gris, Pinot Noir, Riesling e Chardonnay). Experimentamos o Crémant D’Alsace da vinícola Jean Claude Buecher nas versões blanc e rosé.

L’Assiette Mixte (tábua de queijos e frios)

Para acompanhar, pedimos a tábua de queijos e frios (são 4 variedades de queijos e 4 de charcuterie local): a L’Assiette Mixte (17€). A tábua acompanha a cesta de pães e é uma excelente pedida para iniciar a noite.

Riesling

Na sequência, foram servidas duas taças de Riesling, vinho branco cuja uva é típica dessa região (Alsácia, Alemanha e Áustria). Essa variedade de uva produz vinhos brancos de ótima qualidade, com aromas finos, elegantes e intensos e de sabor fresco. Experimentamos o Alsace Riesling Lieu-Dit Harth da vinícola Schoffit (mais seco, ácido e frutado) e o Riesling Heissenberg da Domaine Philippe Sohler, um vinho de grande frescor.

Foie Gras

Outra iguaria típica da Alsácia presente no cardápio é o Foie Gras, servido em uma generosa porção acompanhado de torradas e geleia de frutas da estação. Um dos melhores que experimentamos em toda a viagem.

Gewurztraminer e Pinot Gris

Para harmonizar com o foie gras, dois vinhos brancos um pouco mais doces, o Gewurztraminer Rosemberg Bio (2017) da vinícola Stentz-Buecher e o Pinot Gris Grand Cru Eichberg da vinícola A. Stoffel. Combinação perfeita!

Pinot Noir

Na sequência, dois tintos da região – sim, na Alsácia também se produz vinho tinto! Experimentamos o Eric Rominger Strangenberg Pinot Noir (2016) e o René Muré Côte de Rouffach Pinot Noir (2016). Vinhos frescos, frutados e com notas de frutas vermelhas.

Riesling e Pinot Gris

E para encerrar a noite com chave de ouro, dois vinhos ‘grand cru’ da região que estão entre os melhores da carta: Riesling Zinnkoepfle Grand Cru (2007), bem frutado e adocicado, e um Bott-Geyl Pinot Gris Furstentum Grand Cru (2010), de corpo denso e muito saboroso.

Avaliação Final: Le Cercle des Aromes

Um autêntico “bar à vin” para conhecedores, escondido na pequena Rue Schongauer em Colmar. Mas é também um ótimo refúgio mesmo para aqueles em busca da primeira experiência de imersão nos vinhos da Alsácia. São mais de 200 diferentes vinhos garimpados nos mais diversos recantos da Alsácia – e todos eles podem ser servidos em garrafa ou em taça. A ótima seleção de rótulos fica a cargo de Antoine Castillon, dono e sommelier do Le Cercle des Aromes, que demonstra não apenas seu total domínio sobre o tema, mas sobretudo sua paixão pelos vinhos, por seu bar, por sua cidade e pela cultura da região. Entregue-se às suas recomendações e seja conduzido pelo “Círculo dos Aromas” nesse imperdível bar de vinhos em Colmar.

Le Cercle des Aromes
Endereço: 3 Rue Schongauer, 68000 Colmar, França
Horário: De terça à sábado, das 18:00 até as 01:00 (aberto aos domingos no período do Natal)
Telefone: +33 9 87 40 47 08
Site: lecercledesaromes.fr
Reservas: [email protected]


Onde ficar em Colmar?

Nossa dica pessoal de um local incrível para se hospedar no coração da cidade de Colmar é a Maison Martin JUND – Chez Cécile, Myriam et Martin, um aconchegante “chambre d’hôte” (o equivalente francês do bed and breakfast). A casa histórica de estilo alsaciano pertence a uma família de produtores de vinhos do centro de Colmar! O local dispõe de quartos confortáveis e café da manhã com produtos locais, com preços inferiores aos hotéis da região. O que faz toda a diferença é forma acolhedora como a Cécile e sua família recebem cada hóspede. Gostamos tanto da hospedagem que a “Casa da Cécile” (Chez Cécile) já virou também a nossa casa em Colmar. 🙂

+ Leia mais: Maison Martin Jund – Chez Cécile, Myriam et Martin

Se ainda estiver em dúvida, pesquise agora mesmo e faça sua reserva antecipadamente com as melhores ofertas de hotéis ou apartamentos em Colmar.

Booking.com Booking.com

Mais atividades em Colmar

Reserve agora mesmo passeios e atrações na Get Your Guide, uma das maiores e mais confiáveis plataformas de ofertas turísticas do mundo. Eles estão presentes nas maiores cidades e reúnem profissionais e empresas qualificadas que oferecem os mais variados tipos de passeios e serviços turísticos. Nós já usamos e recomendamos. Dá só uma olhada: 

Aluguel de carro em Colmar e na Alsácia

A nossa dica para quem pretende alugar carro em Colmar ou em outra cidade da Alsácia é a Rentcars. Um serviço que compara os preços nas melhores locadoras de automóveis e apresenta uma lista com todos os carros disponíveis e valores para a locação. Já utilizamos a Rentcars para aluguel de carro tanto no Brasil como no exterior, sempre conseguindo os menores preços e as melhores condições. Aproveita para consultar agora as opções para o seu próximo destino! 🙂  

Não esqueça de garantir seu seguro viagem na França

O seguro viagem é OBRIGATÓRIO para quem viaja pela França. A empresa de seguros que a gente sempre usa e recomenda é a Seguros Promo. É um serviço que compara os preços das principais companhias de seguro viagem do mercado e apresenta as melhores opções para a sua viagem!

Compartilhar:FacebookTwitter
Augusto
Escrito por
Augusto
Envie sua pergunta ou comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Viajar é Demais