O que fazer em Lucca - Chiesa di San Michele in Foro

O que fazer em Lucca, na Toscana: roteiro de 1 dia com bate-volta até Pisa

Planejando sua viagem pela região da Toscana, na Itália? Então não deixe de incluir a encantadora Lucca, cidade que sem dúvidas entrou para a nossa lista de favoritas de toda a Toscana. Com um pequeno e charmoso centro histórico que pode ser inteiramente percorrido a pé, a cidade murada de Lucca preserva a atmosfera medieval em cada cantinho. Há muito o que fazer em Lucca: caminhar pelas antigas muralhas renascentistas; observar os telhados das casas do alto das torres Delle Ore e Guinigi; ou simplesmente se perder pelas belas ruas de paralelepípedos. Lucca é uma cidade de piazzas (praças) e chiesas (igrejas) – não por acaso, recebeu o apelido de “cidade das cem igrejas”.

Nesse artigo, descrevemos um passo a passo completo para você saber tudo o que fazer em Lucca em um dia. E para quem ainda tiver a manhã do dia seguinte livre, saiba que Lucca é o ponto de partida perfeito para uma viagem “bate-volta” até Pisa, onde você poderá conhecer de perto a tão famosa torre inclinada que leva o nome da cidade. Quer saber como fazer tudo isso caber em 24 horas de roteiro? Então segue com a gente! 🙂

O que fazer em Lucca, na Toscana: roteiro de 1 dia com bate-volta até Pisa
O que fazer em Lucca, na Toscana: roteiro de 1 dia com bate-volta até Pisa

Como ir até Lucca: trem ou carro alugado

As melhores formas para ir até Lucca são o trem ou um carro alugado.
De trem: nesse caso, a principal estação de trem da cidade é a Stazioni de Lucca, que fica bem próxima a um dos portões de entrada do centro histórico (Porta San Pietro). Boa parte das cidades italianas tem ligação direta por trem em direção a Lucca (as vezes com trocas em cidades maiores como Firenze ou Siena).
De carro alugado: Se a opção for alugar um carro e dirigir pelas encantadoras estradas da Toscana até chegar a Lucca, a nossa dica é consultar os preços na Rentcars. Um serviço que compara os preços nas melhores locadoras de automóveis e apresenta uma lista com todos os carros disponíveis e valores para a locação.

O que fazer em Lucca: roteiro de 1 dia na cidade murada da Toscana

Antes de iniciar qualquer roteiro por Lucca, não deixe de reservar um tempinho para se ambientar e se encantar com o charme único da cidade. Se estiver hospedado no centro histórico, caminhe um pouco pelas ruelas medievais do centro histórico nos arredores do hotel e comece a desfrutar do que Lucca tem de melhor – sua atmosfera histórica e aconchegante.

Aliás, aqui vai uma dica: se puder, fique hospedado dentro do centro histórico, no interior dos antigos muros da cidade. Essa é a melhor forma de se integrar com o clima de Lucca e otimizar ao máximo o seu tempo, ainda mais em um roteiro de apenas 1 dia. Por experiência própria, recomendamos o incrível Palazzo DiPinto, um hotel de charme super confortável localizado no coração do centro histórico de Lucca. O hotel fica a uma quadra da Piazza Cittadella, que é justamente o ponto inicial desse roteiro de um dia em Lucca.

+ Leia também: onde se hospedar em Lucca – Palazzo DiPinto

Piazza Cittadella: museu e casa de Giacomo Puccini

A Piazza Cittadella seria apenas uma típica praça de Lucca: um pequeno pátio bem iluminado e cercado pelo casario antigo de estilo romano. Entretanto, em uma dessas casas nasceu o grande compositor italiano Giacomo Puccini, um dos personagens mais importantes da história da cidade. Se você não é um grande admirador de música clássica, talvez apenas o nome não signifique muita coisa. Mas experimente buscar pela obra de Giacomo Puccini no seu player de música favorito, e nos primeiros acordes de obras como “O Mio Babbino Caro”, “Che gelida manina” ou especialmente “Nessun dorma” até mesmo quem não conhece nada de música clássica vai perceber que sabe cantarolá-las do início ao fim. Essas e outras de suas obras tornaram-se parte da cultura popular, e por conta disso a Piazza Cittadella é inteiramente dedicada a Giacomo Puccini.

Hoje, a casa em que Puccini nasceu foi transformada em museu. O Puccini Museum – Casa Natale di Giacomo Puccini conta um pouco da história do artista, sua vida e obra a partir de objetos, móveis e documentos originais doados pela família além do piano em que Puccini compôs suas primeiras músicas. Bem em frente a casa / museu fica a estátua de bronze em tamanho natural representando Giacomo Puccini sentado em uma cadeira. No roteiro de apenas um dia em Lucca optamos por não visitar a exposição do Museu, mas de qualquer maneira a praça em si é uma das atrações obrigatórias e que ajudam a contar a história de Lucca.

Puccini Museum – Casa Natale di Giacomo Puccini
Endereço:
Corte S. Lorenzo, 9, 55100 Lucca LU, Itália
Horário: diariamente das 10:00 às 18:00 (fechado às terças)
Entrada: € 9,00 (inteira)
Site: puccinimuseum.org/it/

Piazza San Michele

A uma quadra de distância da Piazza Cittadella está a Piazza San Michele, que leva esse nome justamente por abrigar uma importante igreja: a Chiesa di San Michele in Foro. Dedicada a São Miguel, essa igreja de estilo românico começou a ser construída ainda no século VIII e é uma das responsáveis pela fama de “cidade das cem igrejas”. Localizada em uma posição central da praça, a Igreja de São Miguel sem dúvidas rouba todas as atenções por conta de sua imponência e pela riqueza de detalhes em seu exterior.

Piazza San Michele | O que fazer em Lucca
Piazza San Michele | O que fazer em Lucca

A fachada em mármore remete ao estilo das construções monumentais da cidade vizinha de Pisa. Merece destaque também a estátua bem no topo da fachada representando o arcanjo São Miguel combatendo um dragão (o diabo) sob seus pés com uma lança. Todo o conjunto arquitetônico da Igreja de São Miguel combinado às edificações que circundam a praça e o piso em pedras compõem um verdadeiro cartão postal de Lucca.

Não deixe de aproveitar para visitar também o interior da Igreja – que não é tão exuberante quanto a fachada mas ainda assim reúne belos objetos religiosos e obras de arte de mestres italianos.

Chiesa di San Michele in Foro | O que fazer em Lucca
Chiesa di San Michele in Foro | O que fazer em Lucca

Chiesa di San Michele in Foro
Endereço:
Piazza San Michele
Horário: diariamente das 07:40–12:00 e das 15:00–17:30
Entrada gratuita

Piazza Napoleone

De praça em praça seguimos conhecendo o essencial de Lucca. Na sequência desse roteiro é hora de visitar a Piazza Napoleone, historicamente um importante centro de poder político da cidade. Você pode estar estranhando uma praça homenagear Napoleão Bonaparte em uma cidade italiana. O nome é herança do período em que Lucca foi convertida em um principado napoleônico entre os anos de 1805 e 1815. O então “Principado de Lucca” era chefiado pela irmã de Napoleão, Elisa Bonaparte Baciocchi. Apesar da curta duração, deu tempo de reformular toda a atual Piazza Napoleone que teve sua aparência refeita, com maior importância para o Palácio Ducale – principal edifício da praça.

Por ser a maior praça de Lucca, a Piazza Napoleone costuma ser palco de eventos e celebrações, como por exemplo o Festival de Verão de Lucca que acontece todos os anos no mês de julho. Mas durante o resto do ano de maneira geral é um espaço bem tranquilo.

Piazza del Giglio

Ao lado da Piazza Napoleone está a Piazza del Giglio, que tem como principais atrações a estátua de Giuseppe Garibaldi – sim, o famoso general que participou de guerras no sul do Brasil – e o Teatro del Giglio. No teatro costumam acontecer concertos de música clássica, geralmente com obras do grande nome da cidade, o músico Giacomo Puccini. Infelizmente é necessário reservar com bastante antecedência, e como só “descobrimos” isso durante a viagem, não foi possível assistirmos ao concerto. Quem sabe em uma próxima viagem à Lucca? 🙂

Piazza San Martino

Na sequência é a vez da Piazza San Martino, uma praça que como vocês já devem estar imaginando abriga mais uma das muitas igrejas de Lucca. Mas nesse caso não se trata de uma igreja qualquer, mas sim da Catedral de Lucca, uma das maiores joias da cidade: o Duomo di San Martino. Construída entre os séculos XI e XIII, a Catedral de Lucca tem a fachada em estilo românico, lembrando bastante a Chiesa di San Michele in Foro. Mas um detalhe que chama a atenção é a assimetria da fachada principal, onde o pórtico mais a direita é claramente mais baixo e mais estreito que os demais. A explicação é que a igreja levou tanto tempo para ser construída e teve tantos arquitetos responsáveis pelo projeto que, nesse meio tempo, a torre sineira ficou pronta antes da fachada e ficou faltando espaço para cumprir o projeto original.

O Duomo di San Martino é aberto para visitação gratuita e tem um dos interiores mais ricos e interessantes entre as igrejas de Lucca. São muitas as referências a São Martinho e uma grande variedade de pinturas que representam bem a arte sacra dos séculos XV e XVI dessa região da Itália. Merece destaque também o túmulo de Ilaria del Carretto (1405), esposa do “Senhor” de Lucca (Paolo Guinigi) que faleceu após o parto de seu segundo filho. Além de ser uma belíssima escultura, a obra traz como curiosidade a figura de um cachorro aos pés da falecida esposa. Apesar de muita gente imaginar que seja uma homenagem ao cãozinho de estimação de Ilaria, trata-se apenas de um símbolo para representar sua fidelidade ao marido.

Mas a maior história envolvendo o Duomo di San Martino talvez seja a do “Volto Santo”, uma incrível relíquia que ao longo dos séculos se tornou objeto de peregrinação. Trata-se de uma grande escultura em madeira escura (4,34 x 2,65 m) que representa a figura de Cristo na Cruz e que supostamente teria sido feita por Nicodemo, um dos discípulos de Cristo responsáveis por seu sepultamento. Apenas no século VIII a cruz teria sido transportada de Jerusalém até Lucca cumprindo uma “vontade divina”. A partir de então muitos milagres passaram a ser atribuídos a essa relíquia, que hoje encontra-se bem preservada no Duomo di San Martino.

Independente da crença de cada um, o fato é que ainda hoje, todos os anos, o dia 13 de Setembro é dedicado a uma procissão em homenagem ao Volto Santo. Na Luminara di Santa Croce o Volto Santo é retirado da Catedral e conduzido pelas ruas iluminadas por velas, em uma cerimônia que parece ser belíssima – ainda não tivemos a sorte de estar em Lucca nessa ocasião.

Além da visita ao Duomo, existem outras atividades cobradas separadamente, como a visita ao museu da Catedral e a subida a torre sineira de onde se tem uma vista superior de toda a cidade. Em um roteiro de apenas um dia pode ficar apertado fazer tudo isso, então a dica é priorizar o que for de seu maior interesse.

Duomo di San Martino
Endereço:
Piazza Antelminelli / Piazza San Martino
Horário: diariamente das 07:40–12:00 e das 15:00–17:30
Entrada: € 3,00 (duomo)

Via Fillungo e Torre delle Ore

Saindo do Duomo di San Martino, siga pela Via Fillungo, a principal rua do centro histórico de Lucca. A rua corta praticamente todo o centro da cidade e concentra boa parte do comércio local: geralmente as lojas ocupam o andar térreo dos edifícios enquanto os andares superiores funcionam como residências dos moradores locais. A maior parte dos edifícios são construções históricas e super antigas, que fazem parte da história da cidade e atribuem uma atmosfera ainda mais agradável para a caminhada ao longo da via.

Ainda na Via Fillungo está a Torre delle Ore (Torre do Relógio), que com 50 metros de altura é o edifício mais alto da cidade com 50 metros de altura. Como é comum na maioria das cidades da Europa, a torre é aberta ao público para visitação e oferece uma vista panorâmica incrível para quem estiver disposto a subir seus 270 degraus. Em Lucca ainda há outra torre quase da mesma altura e igualmente famosa, a Torre Guinigi – essa tem como grande atrativo além da vista um jardim com árvores na parte mais alta da plataforma. O indicado é você escolher uma delas para fazer a subida e admirar a paisagem lá do alto. A que nós escolhemos foi a Torre delle Ore.

Como de costume, a subida é indicada para quem estiver com o preparo físico em dia, já que não há elevadores. Mas a escada nem foi das mais apertadas e claustrofóbicas que já utilizamos, e a vista lá do alto compensa o esforço.

É possível circular por toda a plataforma do alto da Torre delle Ore e ter uma visão panorâmica 360º de toda a cidade de Lucca. E caso o dia esteja bem aberto, dá para enxergar até algumas colinas da Toscana mais ao fundo. Reserve aproximadamente 30 minutos para essa atividade imperdível em Lucca.

Torre delle Ore
Endereço:
Via Arancio, 1
Horário: diariamente das 09:30 até as 16:30 (pode se estender ao longo do verão)
Entrada: € 3,00

Piazza dell’Anfiteatro

Seguindo mais alguns metros pela Via Fillungo você chegará até a Piazza dell’Anfiteatro. O nome se deve ao fato do local no passado ser um anfiteatro romano – a exemplo do Coliseu romano – daqueles que recebiam diversos espetáculos e as tradicionais batalhas de gladiadores. Construído ainda no século I, o anfiteatro teve diferentes funções ao longo dos séculos, até que no século XVIII foi convertido em uma praça pelo arquiteto Lorenzo Nottolini.

O local ainda preserva alguns vestígios do anfiteatro romano incorporados aos edifícios construídos nos arredores da atual praça. A forma elíptica típica das arenas também foi mantida e corresponde em grande parte à área original do anfiteatro. No perímetro externo, ao longo da Via dell’Anfiteatro, ainda é possível observar algumas das paredes originais em pedra, especialmente em frente à Piazza Scalpellini.

Basilica di San Frediano

No caminho para a Mura di Lucca (as antigas muralhas medievais), não deixe de conhecer ao menos por fora a Basilica di San Frediano. Essa belíssima igreja de estilo românico tem como principal destaque em sua fachada um mosaico dourado e reluzente. Para a visita ao interior da basílica é necessário adquirir ingressos no próprio local.

Basilica di San Frediano
Endereço:
Piazza S. Frediano, 55100 Lucca LU, Itália
Horário: aberta diariamente das 09:00 às 18:00
Entrada: € 3,00

Mura di Lucca: caminhada pela antiga muralha medieval

Se até esse momento Lucca já se apresentou como uma cidade de atrativos impressionantes e inesquecíveis, a melhor forma de fechar com chave de ouro o dia de atividades é reservando para o pôr do sol um momento de caminhada sobre a Mura di Luca. Construídas entre meados de 1600 e início de 1800, as antigas muralhas medievais de Lucca permaneceram intactas em boa parte de sua extensão, representando um valioso patrimônio cultural para a cidade e toda a região.

Ao todo a Mura di Lucca conta com cerca de 4 km de extensão, e a parte superior dos muros foi convertida no século XIX em uma área pública com muito verde e até uma pista de caminhada. Um dos pontos de acesso está justamente na rua atrás da Basilica di San Frediano – da entrada ainda se vê a torre da Igreja.

Se no passado os muros tinham a função de proteger a cidade de ataques, sua transformação foi capaz de manter a Mura di Lucca integrada ao dia a dia dos moradores de Lucca. Hoje o espaço é utilizado como um parque público para caminhadas, práticas esportivas, atividades com crianças, ou simplesmente para curtir o visual incrível que se tem do centro histórico de Lucca.

São diversos pontos de acesso ao longo de toda a extensão da Mura di Lucca, e obviamente não é necessário percorrer todo o trajeto – cada pessoa decide onde começar e terminar a caminhada, ou se prefere simplesmente sentar em um banco para admirar a beleza do visual e o sol se pondo nas colinas da Toscana.

Onde comer em Lucca: jantar no “Il Mecenate”

Para a noite, nada melhor do que descansar do dia cheio de atividades em um tradicional restaurante de comida local, certo? Quando se trata de onde comer em Lucca, nenhum lugar é capaz de reunir história, cultura, hospitalidade e a autêntica cozinha local tão bem quanto a Osteria Verciani “il Mecenate a Lucca” – ou simplesmente “Il Mecenate“. É um daqueles restaurantes emblemáticos, cuja história se confunde com a de seu proprietário. Boa parte da atmosfera hospitaleira do Il Mecenate se deve a maneira com que o agitado e falante Stefano recebe carinhosamente cada um de seus clientes, circulando pelas mesas e trazendo as melhores especialidades locais com aquele brilho nos olhos de quem ainda se mantém um apaixonado pelo que faz.

Onde comer em Lucca: Il Mecenate
Onde comer em Lucca: Il Mecenate (foto: site oficial)

Aberto diariamente para almoço e jantar, o Il Mecenate tem como proposta gastronômica oferecer pratos típicos da culinária regional. No cardápio, a maioria das opções são baseadas em receitas centenárias. Pratos que passaram de geração em geração e que fazem parte da tradição culinária de Lucca. O foco do Il Mecenate está sem dúvidas na autenticidade dos pratos, no sabor e na qualidade. Absolutamente todos os ingredientes de cada prato servido no restaurante são de origem controlada, provenientes de fazendeiros e produtores artesanais da região. O resultado é uma comida local de altíssima qualidade ao melhor estilo confort food, uma refeição que aquece a alma e repõe as energias para seguir viagem.

Não importa se você pretende passar apenas um dia em Lucca ou se vai ficar por mais tempo na cidade, o fato é que o histórico “Il Mecenate” é um restaurante que não pode ficar de fora da sua lista de onde comer em Lucca. É o tipo de local que preenche os principais requisitos para uma experiência completa e marcante: é aconchegante, acolhedor, com uma equipe hospitaleira e apaixonada pelo que faz, oferecendo o melhor da culinária típica de Lucca com muita qualidade e preços acessíveis. 

Osteria Verciani “il Mecenate a Lucca”
Endereço: Via del Fosso, 94
Horário: todos os dias para almoço (12:00 às 15:00) e jantar (19:00 às 22:30). Recomendável fazer reserva.
+ Leia mais: Nossa experiência no Il Mecenate

Bate-volta até Pisa

Se no dia seguinte você ainda tiver ao menos o período da manhã livre, aproveite para incluir no roteiro uma visita à famosa Torre di Pisa, um dos monumentos mais famosos de toda a Itália! Sim, Lucca é um excelente ponto de partida para uma viagem de bate-volta até a cidade de Pisa, e com 2 ou 3 horas por lá já é possível conhecer as principais atrações.

Para ir de Lucca até Pisa, as melhores opções são o carro alugado ou trem – nesse caso, a estação de trem mais próxima da Torre de Pisa é a Pisa S. Rossore que fica a 5 minutos de caminhada. Em ambos os casos, o trajeto de cerca de 23 km entre Lucca e Pisa tem duração de aproximadamente 30 minutos.

+ Consulte agora preços de aluguel de carro na Toscana com a Rentcars

A principal atração de Pisa evidentemente é a sua torre inclinada, que inclusive já pode ser vista pelo lado de fora das muralhas da cidade. Mas Pisa tem muito mais do que a famosa torre. Ao adentrar por qualquer um dos portões principais, você imediatamente dá de cara com a Piazza dei Miracoli. A “Praça dos Milagres” concentra as maiores atrações de Pisa e sem dúvidas é uma das mais incríveis praças que já visitamos ao vivo. Um verdadeiro complexo de construções monumentais, com destaque para a própria Torre di Pisa, a Catedral de Pisa (Duomo di Pisa), o Batistério, o Camposanto (cemitério).

A dobradinha Lucca + Pisa funcionou muito bem no nosso roteiro. Para quem não tem um dia inteiro para dedicar a Pisa, essa é uma ótima opção para utilizar apenas uma manhã e conhecer o essencial da cidade. Para saber como conhecer o essencial de Pisa em poucas horas, leia o nosso artigo completo sobre o bate-volta de Lucca até Pisa:

Leia mais em: o que fazer em um bate-volta até Pisa


Onde ficar em Lucca?

Ainda não reservou seu hotel em Lucca? A nossa dica pessoal é o Palazzo DiPinto, um hotel com muito conforto e alto padrão no coração do centro histórico de Lucca. Além da hospitalidade elevada ao máximo nível, o hotel ainda oferece a facilidade de estar a uma curta distância dos principais pontos turísticos da cidade. 

Leia mais: como é se hospedar no hotel Palazzo DiPinto em Lucca

Outra opção para quem preferir economizar um pouco e ainda assim ficar bem localizado – bem pertinho da estação de trem – é o Al Porto Di Lucca B&B. Uma hospedagem super agradável em uma casa de família a poucos passos da Porta San Pietro, uma das entradas para a cidade murada de Lucca.

Para consultar preços desse ou de outros hotéis e apartamentos em Lucca, na Itália, faça agora mesmo uma pesquisa com descontos incríveis pelo Booking, o maior site de hospedagem em todo o mundo!

Booking.com Booking.com

Aluguel de carro na Toscana

A nossa dica para quem pretende alugar carro nas cidades da Toscana é a Rentcars. Um serviço que compara os preços nas melhores locadoras de automóveis e apresenta uma lista com todos os carros disponíveis e valores para a locação. Já utilizamos a Rentcars para aluguel de carro tanto no Brasil como no exterior, sempre conseguindo os menores preços e as melhores condições. Aproveita para consultar agora as opções para o seu próximo destino!

Contrate agora o seguro viagem obrigatório na Itália

Você sabia que seguro viagem é OBRIGATÓRIO para quem viaja para a Itália? E mesmo se não fosse obrigatório, não dá nem para pensar em viajar sem seguro, não é mesmo? Na hora de contratar o seguro viagem a gente sempre usa e recomenda a Seguros Promo. É um buscador que compara o preço das principais companhias de seguro viagem do mercado e apresenta as opções com melhor custo-benefício para a sua viagem!

Ah, e agora vem a melhor parte: quem é leitor do Viajar é Demais tem desconto exclusivo: basta clicar aqui ou no banner abaixo e utilizar o cupom para fazer seu seguro pelo menor preço possível.

Compartilhar:FacebookTwitter
Escrito por
Augusto
Envie sua pergunta ou comentário