Viajar de trem na França

7 razões para usar o trem na França como meio de transporte das suas viagens

Tudo bem que Paris é incrível, mas nem só de Paris vive a França. Longe disso, na verdade! Uma das coisas que a gente mais gostou de fazer na França foi conhecer os vilarejos e as rotas dos vinhos das regiões da Alsácia e da Borgonha, além do charme e da gastronomia de Lyon. Pra fazer todos esses deslocamentos internos a gente acabou optando pelo trem como meio de transporte principal – usamos um Eurail France Pass.

Para viajar de trem na França, a SNCF (Société Nationale des Chemins de fer Français) é a principal empresa responsável pelo transporte ferroviário em todo o país. Como em toda Europa, o transporte ferroviário na França é muito forte e bastante utilizado por turistas e principalmente pelos locais.

Atualmente, são 4 os principais tipos de trem da SNCF em circulação no país:

  1. TER: Trem regional de velocidade média, o mais comum e que atende a maior parte das cidades francesas;
  2. Intercités: Também de velocidade média, atende a algumas poucas linhas específicas, principalmente ligando Paris a cidades em seus arredores;
  3. Ouigo: Trens de alta velocidade e tarifas mais baixas, a nova aposta da SNFC, mas que ainda atende a poucas linhas;
  4. TGV: Mais famoso deles, o TGV é a sigla para os trens de altíssima velocidade, que podem atingir mais de 300 km/h. Em geral, esses trens fazem tanto a ligação interna entre as grandes cidades francesas como também as viagens internacionais para as capitais e grandes cidades dos países vizinhos. São obviamente os mais rápidos, mais confortáveis, e com a tarifa mais cara.

Em nossa viagem, fizemos ao todo 4 deslocamentos internos pela França de trem. De Paris para Estrasburgo e de Colmar para Lyon, viajamos no ultra-rápido TGV. Já nos trechos de Lyon para Dijon e de Dijon até Paris, viajamos no TER, o trem regional. A partir dessa nossa experiência, listamos as 7 principais razões pelas quais você deve escolher o trem como meio de transporte para suas viagens na França.

1) A maioria das cidades tem estação de trem

A malha ferroviária européia é motivo de inveja para 10 de cada 10 viajantes brasileiros. Não tem quem não pense “Porque no Brasil não temos um sistema de trens como o europeu?”. Na França não é diferente. Com 32 mil quilômetros de trilhos, o país tem uma das maiores malhas ferroviárias do mundo! Isso pra um país que nem é tão grande em extensão territorial. Só com esses números, você já deve ser capaz de imaginar que dá pra viajar de trem na França para praticamente qualquer destino interno, e esse mapa aí de baixo não me deixa mentir.

Mapa dos trilhos de trem na França
Mapa dos trilhos de trem na França

Mesmo as pequenas cidades costumam contar com suas estações próprias (com menos frequência de trens, é verdade). Sendo assim, uma das razões para viajar de trem na França é que para a maior parte dos destinos que você escolher, haverá a possibilidade de ir de trem.

Você também vai gostar de ler:
– O que fazer em Paris: roteiro completo de 5 dias
– Onde comer em Paris: dicas de restaurantes
– Onde se hospedar em Paris: melhores bairros e dicas de hotéis

2) É fácil e prático

Viajar de trem na França é relativamente simples, não é nenhum bicho de sete cabeças. Primeiro que você já pode pesquisar e comprar as passagens ainda do Brasil, pagando com seu cartão de crédito e recebendo todas as informações sobre o trajeto. Segundo que existem aplicativos da própria SNCF que te dão informações atualizadas e enviam notificações sobre a sua viagem. Outra funcionalidade bem legal do app e do site é que você pode ver em tempo real um mapa mostrando aonde está um determinado trem, e com uma estimativa do tempo previsto para a chegada até a estação. E por último, as estações de trem na França são quase sempre bem próximas da região central das cidades, são bem sinalizadas, e os monitores espalhados avisam sobre a chegada dos trens, sobre o número correto da plataforma ou sobre possíveis atrasos. Ao contrário de uma viagem de avião, dá pra chegar na estação de trem uns 15 ou 20 minutos antes do horário sem maiores problemas. Nós achamos a experiência como um todo bem tranquila, até mesmo para alguém que não fale francês (e olha que passamos por algo raro – um atraso – como falaremos na sequência).

3) Pontualidade

O trem é um meio de transporte que sofre pouca influência de fatores externos (não tem “trânsito” e acidentes são incomuns). Por conta disso, viajar de trem na França costuma ser garantia de pontualidade. Eu disse “costuma” porque comparando com a nossa experiência com os trens na Alemanha, os trens franceses não são tãããão pontuais assim. Atrasos entre 5 e 10 minutos são bem normais (aconteceram em todas as nossas viagens). E em uma das viagens, um problema com trilhos na Alemanha (!!!) fez o nosso trem que ia de Colmar para Lyon atrasar em 1 hora. Mas aparentemente isso é exceção à regra – o próprio site da SNCF orgulha-se de destacar que 88,2% das viagens são realizadas “on time”, ou seja, sem atrasos. E não é por conta disso que você pode chegar atrasado: lembre-se de respeitar os 15 a 20 minutos de antecedência para não correr riscos.

4) Tempo de duração da viagem

Em geral, viajar de trem na França é uma das formas mais rápidas de chegar ao seu destino. Lembra do TGV, o trem de altíssima velocidade? Essas maravilhas podem chegar a incríveis 320 km/h de velocidade em parte do trajeto. Mas mesmo os demais trens são bem velozes e a duração da viagem não será um problema.

Junte-se a isso o fato de, ao contrário dos aeroportos – onde em geral você precisa chegar com pelo menos 2 horas de antecedência do horário do voo – nas viagens de trem você pode chegar nos tais 15 a 20 minutos antes do horário previsto. O resultado é que viajar de trem na França pode ser uma ótima forma de otimizar seu tempo, já que todo o processo costuma ser extremamente rápido e dinâmico. Grandes distâncias acabam sendo percorridas em poucas horas. Seu tempo total de viagem fica mais curto e você consegue aproveitar melhor o seu dia.

5) Passes promocionais

Os valores das passagens de trem na França costumam oscilar bastante. O ideal é pesquisar e comprar com ao menos 3 meses de antecedência para conseguir os melhores preços e algumas tarifas promocionais. Nos bilhetes mais baratos, em geral não será permitido efetuar qualquer tipo de troca (data, horário, etc). Para isso, será necessário pagar mais taxas. Em resumo, viajar de trem na França não é barato, e é necessário se programar com bastante antecedência para conseguir bons preços.

Por conta disso, os passes promocionais podem ser de grande ajuda. Existem diversos tipos de passes promocionais: por idade (jovens e idosos pagando mais barato); passes para utilizar somente em finais de semana; passes por região do país; passes para viajar livremente durante X dias no período de 1 mês, etc. São muitas as variações, e evidentemente cada caso é um caso, e cada pessoa deve procurar o passe mais adequado para o seu cenário.

Na nossa viagem estavam previstos 4 deslocamentos de trem entre cidades francesas, todas acontecendo dentro do período de 1 mês. No nosso caso, a melhor solução encontrada foi o passe promocional Eurail France Pass.

Em resumo, esse passe nos permitia por um preço fixo fazer 4 deslocamentos de trem entre cidades francesas (em dias não consecutivos) dentro do período de 1 mês a partir da primeira utilização. Dentro desses dias, a gente poderia escolher qualquer trem do tipo TER (trens regionais) ou mesmo o TGV (nesse era necessário fazer reserva de assento, e em alguns casos poderia não haver disponibilidade). Ou seja, se a gente perdesse um trem, ou se a gente na última hora decidisse que não iria pegar o trem das 11:00 da manhã e preferia pegar o das 15:00, poderíamos simplesmente pegar o novo trem sem nenhum custo adicional. Legal, né? A gente escreveu um post bem completo contando sobre o Eurail France Pass, e no final mostramos na ponta do lápis que foi possível economizar e ter mais flexibilidade na programação.

+ Leia mais sobre a nossa experiência com o Eurail France Pass

6) Curtir a paisagem com menos stress

Tem gente que sente prazer em dirigir (não é o meu caso, mas sei que existem essas pessoas). Pois bem, mesmo que seja o seu caso, imagine a seguinte situação: você sai do Brasil, viaja por 12 horas ou mais de avião. Aí viaja mais um pouco e vai parar em uma incrível vinícola em meio a um vilarejo medieval do interior da França, onde o vinho é fabricado em um processo artesanal secular que passou de geração em geração de uma família de vinicultores. De repente eles pegam do fundo da adega uma garrafa de uma edição especial, única, servem de acordo com o ritual, na taça correta, te oferecem… e você não pode aceitar porque está dirigindo e tem que pegar a estrada daqui há pouco.

Imaginou? Pois bem, só esse motivo já seria suficiente para dizer que viajar de trem na França é a melhor coisa que você pode fazer para evitar qualquer tipo de stress. Viajando de trem, o seu único compromisso será chegar na estação na hora certa e encontrar a plataforma correta.

De trem, além de poder aproveitar ao máximo os vinhos franceses, você não precisará se preocupar com: alugar o carro; rodar por estradas que você não conhece, com placas de sinalização que não te dizem nada; devolver o carro na hora certa; abastecer o carro antes de devolver para não pagar taxas altíssimas; isso tudo sem contar o stress de se envolver em algum acidente, por menor que seja.

Ufa. Por favor, sempre que possível, vá de trem. E ainda aproveite para dar aquela dormidinha, checar os emails ou pesquisar sobre o seu próximo destino pelo celular. Em geral, os trens tem até rede wifi disponível. Não é lá muito veloz mas quebra um galho.  🙂

7) O “charme”

Por último – mas não menos importante – uma das razões para fazer suas viagens de trem na França é que andar de trem é charmoso, concorda? Não sei se é porque não temos esse tipo de serviço no Brasil, ou se é por conta dos filmes antigos que “glamourizaram” essa experiência no imaginário popular, o fato é que andar de trem já é por si só uma “experiência” no mais amplo sentido. Não sei vocês, mas eu quando ando de trem tenho uma sensação maior de imersão na cultura local, de me sentir menos como turista e mais como um “local”. Concordam ou é muita viagem da minha parte? ?


Pra não dizer que “tudo são flores”, viajar de trem não é algo exatamente barato. Toda essa qualidade tem o seu preço, e mesmo no caso dos tickets promocionais a viagem de trem pode não ser “O” jeito mais barato de se deslocar pela França. No caso de optar por comprar passagens por trecho, ressaltamos que o ideal é pesquisar NO MÍNIMO com 3 meses de antecedência. Por conta disso, quem deixa pra se programar em cima da hora pode acabar tomando um susto com as tarifas praticadas se não optar por um passe promocional.

E você, já fez viagens de trem na França? Conta aí pra gente como foi. ?


Já reservou seu hotel em Paris?

Não deixe para reservar na última hora e pagar uma fortuna de hospedagem! Que tal pesquisar agora mesmo e fazer sua reserva antecipadamente com as melhores ofertas de hotéis ou apartamentos em Paris?

Booking.com Booking.com

Reserve agora passeios e atrações em Paris

Você conhece o ônibus vermelho de turismo de Paris? Saiba tudo sobre o Big Bus Tours Paris

A Big Bus Tours Paris é a maior operadora da modalidade de passeios turísticos abertos em todo o mundo, aquela do ônibus vermelho. O serviço de ônibus hop-on hop-off é modelo que permite ao passageiro embarcar e desembarcar a vontade durante o período de validade do seu ticket. A rota clássica do Big Bus Paris passa pelas principais atrações de Paris, como a Torre Eiffel, o Arco do Triunfo e o Museu do Louvre. São 10 pontos para embarque e desembarque de passageiros.

A forma mais prática é adquirir o seu ticket diretamente no site da Big Bus Paris. Comprando pelo nosso link, você ainda terá direito a 10% de desconto no valor e todo o conforto e comodidade de já viajar com tudo planejado. Mesmo se você não souber o dia exato em que pretende utilizar os serviços da Big Bus Paris, não tem problema! O mais legal é que todos os bilhetes comprados online são “abertos”, o que significa que você poderá utilizar dentro de 6 meses após a data da compra.

E não esqueça de garantir seu seguro viagem:

O seguro viagem é OBRIGATÓRIO para quem viaja pela Europa. A empresa de seguros que a gente sempre usa e recomenda é a Seguros Promo. É um buscador que compara o preço das principais companhias de seguro viagem e apresenta sempre a opção com melhor custo-benefício para a sua viagem!

Ah, e agora vem a melhor parte: quem é leitor do Viajar é Demais tem desconto exclusivo: basta clicar aqui ou no banner abaixo e utilizar o cupom para fazer seu seguro pelo menor preço possível.

Seguro Viagem
Compartilhar:FacebookTwitter
Augusto
Escrito por
Augusto
Envie sua pergunta ou comentário

1 comentário
Viajar é Demais