Busca
Busca
Tradi

Restaurantes em Paris: 26 opções imperdíveis onde comer e beber na capital francesa

Paris é considerada por muitos a “capital mundial da gastronomia”. Por conta disso, opções gastronômicas não faltam na cidade, e o sonho de muita gente que viaja para a “Cidade-Luz” é ter experiência únicas nos restaurantes em Paris. Para alguns, o grande objetivo é visitar um super restaurante de Chef estrelado. Outros preferem experimentar os pratos típicos dos restaurantes tradicionais. E tem aqueles que procuram o melhor custo-benefício, aquela opção mais em conta na hora de escolher onde comer em Paris.

Claro que essa variedade enorme de bares, bistrôs, brasseries e restaurantes em geral é algo positivo, mas ao mesmo tempo, fica mais difícil escolher os restaurantes da sua viagem. Como normalmente temos menos tempo do que gostaríamos em Paris, ninguém quer “desperdiçar” uma refeição e tornar esse momento especial uma lembrança desagradável, não é mesmo? Além disso, comer fora em Paris não é exatamente algo barato, e é sempre bom sabermos que estamos investindo bem nossos suados euros!

Para facilitar a sua vida, nesse post selecionamos e listamos alguns dos melhores bares, bistrôs, brasseries, cafés e restaurantes em Paris! A lista de lugares onde comer e beber em Paris ficou bem variada, com opções espalhadas por todas as partes da cidade e que vão atender a todos os bolsos e gostos: de restaurantes estrelados até locais com pratos rápidos e simples; de bistrôs tradicionais parisienses até restaurantes que trazem sabores de outras partes da França ou do mundo.

Antes, algumas dicas para você economizar na viagem:

Seguro Viagem: França
AC 35 EUROPA AC 35 EUROPA Assistência médica EUR 35.000 Bagagem extraviada EUR 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 25/dia*
AC 60 MUNDO COVID-19 QUARENTENA (EXCETO EUA) AC 60 MUNDO COVID-19 QUARENTENA (EXCETO EUA) Assistência médica USD 60.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 58/dia*
Affinity 30 EUROPA COVID-19 QUARENTENA Affinity 30 EUROPA COVID-19 QUARENTENA Assistência médica EUR 30.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (SUPLEMENTAR) R$ 64/dia*

Sobre esse guia de restaurantes em Paris

A ideia não é fazer um ranking comparativo entre os restaurantes em Paris, por isso optamos por listá-los em ordem alfabética, indicando também a localização (arrondissement) e o preço médio de cada um deles. Todos são locais que de fato já visitamos e que aprovamos! 🙂

A faixa de preço indicada faz referência ao custo médio de uma refeição completa no local. Isso em geral equivale a entrada(s) + prato(s) + sobremesa com água e vinho da casa, mas há exceções para opções mais sofisticadas como Menu Degustação de restaurantes de Chef ou mais simples como fast food.

Usamos o euro como moeda para minimizar o impacto das variações cambiais do real. Desta forma, a classificação fica assim:

  • $$$$$ – acima de 50 por pessoa
  • $$$$ – entre 40 – 50 por pessoa
  • $$$ – entre €30 – 40 por pessoa
  • $$ – entre €20 – 30 por pessoa
  • $ – abaixo de €20 por pessoa

Sem mais delongas, vamos a lista com as nossas sugestões de bares, bistrôs e restaurantes para comer e beber em Paris, na França.

1) Bouillon Chartier (9º arrondissement | $-$$)

A lista não poderia começar melhor! O Bouillon Chartier é sem dúvidas um dos nossos favoritos de Paris quando se trata de refeição típica com ótimo custo-benefício. Com mais de 100 anos de história, o conceito do restaurante é “oferecer uma refeição digna do nome a um preço modesto, para respeitar os clientes e ganhar sua lealdade”. E isso eles fazem muitíssimo bem. Os preços são de fato um diferencial do local, e se você quer ter uma experiência verdadeiramente parisiense em um restaurante clássico e muita história para contar sem gastar muito, o Bouillon Chartier é definitivamente O lugar.

Bouillon Chartier - entradas
Bouillon Chartier – entradas

Destaco o prato símbolo da casa (filé com fritas ao molho de pimenta), o foie gras com o menor preço de um restaurante em Paris e a opção do “vinho do mês”, sempre uma ótima pedida com excelente custo-benefício.

É muito provável que você precise encarar longas filas se chegar nos horários de pico, mas acredite: tudo isso é recompensado com sobras pela boa comida, na forma de pratos típicos e fartos a preços inacreditáveis para a média de Paris. Da entrada até a sobremesa, tivemos uma experiência excelente, com comida simples porém muito bem executada.

+ Leia o post completo sobre o Bouillon Chartier

2) Café Panis (5º arrondissement | $$$ )

A lista ainda está no início e você já deve ter percebido que a gente adora um “clássico”, né? Pois o Café Panis é mais um que se enquadra perfeitamente nessa categoria. De início eu confesso que a gente desconfiou que pudesse se tratar de uma “armadilha para turistas”, já que o restaurante fica de frente para a Catedral de Notre Dame, numa das regiões mais turísticas da cidade. Entretanto, Paris mais uma vez nos mostrou que seus restaurantes podem ser turísticos e igualmente maravilhosos!

O Café Panis é daqueles estabelecimentos que funcionam “quase” 24 horas por dia. O lugar abre de segunda a segunda, e oferece boas opções para todos os momentos do dia: café da manhã, almoço, lanche da tarde ou jantar. O forte mais uma vez são os pratos tipicamente franceses. Destaco a sopa de cebola (eu não sou fã de cebola e achei a sopa sensacional!) ou o camembert gratinado servidos como entrada. Dos pratos principais quase tudo é bom e bem servido.

Café Panis - melhor momento
Café Panis – melhor momento

Para quem gosta de vinho, um diferencial bem interessante no Café Panis é o fato dos vinhos serem servidos em 4 quantidades diferentes (da taça até a garrafa completa). Isso permite que você não gaste tanto e peça o necessário – somente o necessário!

Seja para o almoço ou simplesmente para tomar um café da tarde e descansar as pernas, o Café Panis é uma excelente opção de restaurante tipicamente parisiense. É só sentar, relaxar e curtir a vista para a Catedral! 🙂

+ Leia o post completo sobre o Café Panis

3) David Toutain (7º arrondissement | $$$$$ )

Em Paris, apreciar a alta gastronomia é quase uma obrigação. Para quem procura por uma experiência completa de menu degustação em um restaurante de um grande Chef, uma das nossas indicações é o Restaurant David Toutain. Com 2 estrelas no lendário guia Michelin (um dos maiores reconhecimentos que um restaurante pode alcançar), o destaque inicial vai para a criatividade e o cuidado na apresentação de cada passo servido ao longo da refeição.

Restaurant David Toutain - Aperitivo
Restaurant David Toutain – Aperitivo

“Instigante” seria um bom termo para definir o Restaurant David Toutain. A proposta criativa na apresentação dos pratos e a originalidade na combinação dos ingredientes, sempre frescos, provoca os sentidos de quem está ali ávido por saborear a criação do Chef. Particularmente, achei incrível o cuidado com que cada elemento é preparado na composição final do que é trazido a mesa.

A escolha de um menu com a proposta de surpreender a cada passo definitivamente é para aqueles que estão dispostos e com a mente aberta para experimentar de tudo. Se você gosta de viver experiências gastronômicas e tem curiosidade de conhecer um restaurante de Chef estrelado e com a criatividade aflorada, não pode deixar de ir ao Restaurant David Toutain, em Paris.

+ Leia o post completo sobre o Restaurant David Toutain

4) Divvino Marais (3º arrondissement | $$$$ )

Apesar de não ser exatamente um restaurante, a Divvino Marais é uma mistura de cave/loja de vinhos com bar à vin que realiza seções de degustação e harmonização. Detalhe: a dona é brasileira e o atendimento pode ser todo em português! Além dos mais de 1200 rótulos de vinhos, em sua maioria franceses, nos “Wine Flights” – pequenos cursos com duração de 1 hora – é possível harmonizar pães, queijos e frios locais e aprender mais sobre vinhos de uma maneira bem descontraída.

Nós fizemos (e recomendamos) o “Wine Flight Prestige”, que seria uma opção intermediária e dá direito a 4 taças de 4 diferentes vinhos.

Wine Flight Prestige, na Divvino Paris
Harmonização de queijos e vinhos na Divvino Marais, em Paris

Programa ideal para os apaixonados por vinhos a procura de uma experiência imersiva na cultura gastronômica parisiense.

+ Leia o post completo sobre a Divvino Paris

5) Don Giovanni (4º arrondissement | $$ )

Não é só porque estamos falando de Paris que temos que nos limitar a restaurantes de culinária francesa. Paris é repleta de boas opções gastronômicas com sabores do mundo todo, e um bom exemplo disso é a simpática e legítima cantina italiana Don Giovanni. De estilo simples e tradicional como toda boa cantina, o Don Giovanni oferece no almoço opções de menu bem em conta, daqueles que incluem a entrada, prato do dia e sobremesa a um preço fixo bem acessível.

Don Giovanni - pratos principais
Don Giovanni – pratos principais

Destaque para as massas com frutos do mar e para o incrível tiramisu de sobremesa, além do atendimento à moda italiana, bem expansivo e alegre. Excelente opção para quem ama culinária italiana e não vive sem um belo prato de pasta com toda a tradição da Itália, mesmo estando em Paris. Com boa localização, ainda tem um preço bem em conta para os padrões da cidade.

+ Leia o post completo sobre o Don Giovanni

6) Fauchon (18º arrondissement | $$$ )

Muita gente que vai em Paris conhece a Fauchon como um paraíso das compras gourmet e gastronômicas na cidade. E de fato a proposta da Fauchon é ser uma grande vitrine para clássicos da gastronomia francesa, com ênfase em produtos frescos e de altíssimo padrão. É um local onde especialmente o turista pode chegar e encontrar um pouco de tudo que simboliza Paris e a França em termos de alimentos gourmet. Se quiser, dá pra resolver todas (ou grande parte) das compras de viagem por lá mesmo.

Fauchon – paraíso das compras e da gastronomia em Paris
Fauchon – paraíso das compras e da gastronomia em Paris

Mas o que nem todo mundo sabe é que mais recentemente a Fauchon abriu um espaço para refeições rápidas. Em suas mesas é possível pedir saladas, quiches, sanduíches e até alguns pratos quentes – tudo com o padrão de qualidade Fauchon e preços relativamente acessíveis. É uma chance de juntar o momento compras + almoço ou lanche sem perder muito tempo. E de quebra, ainda dá pra pegar de sobremesa um dos deliciosos doces da confeitaria clássica francesa, onde a Fauchon também é referência.

+ Leia o post completo sobre a Fauchon

7) La Bonne Franquette (18º arrondissement | $$$ )

Montmartre é um daqueles bairros da lista de ‘incontournables’, ou seja, de visita obrigatória para todos que viajam pela primeira vez a Paris. E uma das melhores e mais tradicionais opções gastronômicas do bairro é o La Bonne Franquette. Em uma linda casa do século 16, o restaurante representa muito do estilo arquitetônico da região e também do espírito do bairro, tradicionalmente conhecido pela alegria presente em suas ruas, pela simpatia, pela forma como recebe artistas e acolhe os turistas. A proposta é a de um restaurante familiar, que ao longo dos anos aposta na culinária tradicional francesa a base de produtos frescos de cada estação e em uma bela carta de vinhos com mais de 200 rótulos de produção de vinicultores locais, de diversas regiões do país.

La Bonne Franquette - sobremesas e o vinho de sobremesa
La Bonne Franquette – sobremesas e o vinho de sobremesa

Para comer, escolha alguns dos muitos clássicos pratos franceses da carta, como a especialidade da casa: Estouffade de bœuf au Beaujolais, carottes au miel, um guisado de carne com cenouras e mel, acompanhado de purê de batatas. Outra bela sugestão é o Parfait du Charolais au foie gras de canard – Effiloché de charolais & foie gras. O prato consiste em um corte de gado “Charolês” típico da França, cuja carne é extremamente macia. Aliás, uma das mais macias que já provei na vida. Em cima da carne vinha uma porção de Foie Gras, acompanhado também de purê de batatas e uma saladinha. Hummmm, melhor parar por aqui porque já começou a dar fome!

+ Leia o post completo sobre o La Bonne Franquette

8) La Demoiselle (5º arrondissement | $$-$$$ )

Chegamos no Bar à Vins La Demoiselle no final de uma tarde de verão em Paris, com aquele clima típico que exige um casaquinho mesmo depois de um dia de muito calor — clima ideal para uma degustação de vinhos, eu diria. O local oferece uma carta de vinhos cuidadosamente elaborada pela dona e sommelier Fanny Papelier, uma francesa apaixonada pela enologia e que tem prazer em explicar cada vinho, suas origens, características e harmonizações. Além disso, a atmosfera do Bar a Vins La Demoiselle é especial, com uma decoração intimista e bem aconchegante com opções para todos os gostos, desde o balcão alto onde ficamos, até mesas baixas e sofás confortáveis.

La Demoiselle Bar a Vins - degustação
La Demoiselle Bar a Vins – degustação

Para acompanhar os vinhos, é possível escolher entre opções de tapas, charcuteries, queijos e os deliciosos patês “home made”. Ótimo lugar para perder a noção do tempo e ter uma experiência tipicamente parisiense.

+ Leia o post completo sobre o La Demoiselle

9) L’Alsacien Bar à Flammekueche (4º arrondissement | $-$$ )

A Alsácia é a região da França que faz fronteira com a Alemanha, e por conta disso tem uma mistura bem interessante da cultura e da gastronomia desses 2 países. Essa aliás foi uma das nossas regiões favoritas de toda a França, e recomendamos fortemente a visita! Mas se você vai ficar somente por Paris, uma boa maneira de experimentar um pouco da Alsácia é indo até o L’Alsacien Bar à Flammekueche.

Você deve estar se perguntando “o que é Flammekueche“? O Flammekueche ou ‘tarté flambée’ é uma torta flambada original da Alsácia, que parece uma espécie de pizza! A principal diferença é que não leva molho de tomate. Reza a lenda que esta delícia nasceu nas regiões rurais onde era costume fazer pão em quantidade suficiente para abastecer todas as famílias da fazenda por uma semana. Como era preciso testar a temperatura do forno à lenha, uma pedaço da massa era aberto bem fino e levado ao forno. Para não desperdiçar a massa crocante recém assada, cobriam com queijo fresco, bacon e fatias de cebola. Ainda hoje essa é a cobertura clássica do Flammekueche, a grande especialidade do lugar.

L'Alsacien Bar à Flammekueche
L’Alsacien Bar à Flammekueche: a salgada e a doce

Aproveite para pedir a sua Flammekueche acompanhada de uma bela cerveja francesa, e curta o clima animadíssimo do bar. O custo-benefício é ótimo, já que os preços são super convidativos, principalmente se tratando de Paris. 🙂

+ Leia o post completo sobre o L’Alsacien

10) L’Ardoise du XV (15º arrondissement | $$$ )

Apesar de relativamente próximo a Torre Eiffel, o L’Ardoise du XV é um bistrô gastronômico de bairro, daqueles frequentados pelos locais que a gente adora “descobrir”. O simpático restaurante segue a linha de trabalhar sempre com ingredientes frescos e pratos adequados (e adaptados) a cada estação do ano. A ideia é oferecer opções enxutas porém equilibradas, na forma de pratos que flertam com a alta gastronômica em sua apresentação e preparo, mas que se mantém dentro de um orçamento acessível. No jantar, o L’Ardoise oferece um menu fixo composto por entrada + prato principal + sobremesa por um convidativo valor fixo por pessoa.

L’Ardoise du XV - pratos principais e respectivos vinhos para harmonizar
L’Ardoise du XV – pratos principais e respectivos vinhos para harmonizar

Recomendo especialmente o Entrecôte de Boeuf, sauce marchard de vin, ou seja, um corte de carne acompanhado de purê de batatas e um molho reduzido de vinho. Eu adoro ser surpreendido por pratos teoricamente simples (como um filé com purê de batata) mas que trazem um paladar e uma perfeição na execução raros de se encontrar em qualquer lugar. Das melhores carnes que já comi na vida!

+ Leia o post completo sobre o L’Ardoise du XV

11) L’Atypic (15º arrondissement | $$$ )

O L’Atypic tem como proposta a abordagem da cozinha francesa tradicional trabalhada com produtos frescos e da estação. Fica em um belo prédio antigo de esquina na região próxima à Torre Eiffel – mas afastado das ruas do entorno da torre e da ‘muvuca’ turística. Logo que chegamos já fomos encaminhados à nossa mesa (sempre faça reserva na França), com o atendimento cordial e super atencioso que seguiu até o fim do jantar.

L’Atypic

Pudemos experimentar o ótimo Foie Gras da casa acompanhado de torradas doces como entrada. Em seguida, com nossos pratos principais nos esbaldamos na proposta bem elaborada e apresentada pelo Chef: um Filet de Canette au miel e o Tournedos Rossini façon L’ATYPIC. Dois pratos bem marcantes e deliciosos em suas combinações. O L’Atypic tem um ambiente acolhedor, tranquilo e até mesmo informal embora tenha pratos de apresentação sofisticada. Nas mesas ao nosso redor, pudemos perceber a presença de turistas de várias regiões do mundo mas também uma mesa grande com uma família de moradores locais, possivelmente clientes frequentes.

+ Leia o post completo sobre o L’Atypic

12) Le Chanard (4º arrondissement | $$-$$$ )

O Le Chanard é um típico bistrô de bairro parisiense. Nossas pesquisas já indicavam a qualidade do lugar, mas não imaginávamos que encontraríamos tamanha alegria e satisfação em receber os clientes por parte do casal de donos. Uma atmosfera simples e tranquila coroada com a comida saborosa que pudemos experimentar. Desde a entrada, um tanto exótica com o espetinho de coração de pato até a taça de morangos com chantilly de sobremesa, passando pelo entrecôte enorme com molho de pimenta e batata frita! Detalhe: a carne estava de fato espetacular e muito macia, no ponto corretíssimo.

Le Chanard

Terminamos a noite com drinks e um agradável bate papo com os donos, quase como se fossem um casal de amigos de longa data! Uma experiência feliz e aconchegante, ideal para fechar um dia de programação intensa por Paris.

+ Leia o post completo sobre o Le Chanard

13) Le Comptoir du Relais (6º arrondissement | $$$$ )

No coração do icônico bairro de Saint-Germain-des-Prés, o Le Comptoir du Relais atrai diariamente muitos turistas e também moradores locais, que formam filas enormes na porta do restaurante. Fama atribuída à boa comida servida na casa, a atmosfera única e histórica do local e ao carisma do Chef Yves Camdeborde (que já foi jurado do jurado do programa televisivo Masterchef França).  Com sua decoração única, o local é um dos símbolos da história do bairro, e durante os anos recebeu dezenas de figuras ilustres da cidade em suas mesas.

Le Comptoir du Relais - pratos principais e o vinho
Le Comptoir du Relais – pratos principais e o vinho

Na hora do almoço o restaurante segue um estilo “Bar-Brasserie”, com pratos que priorizam os ingredientes locais e pratos típicos da culinária francesa. Daí é só pedir uma bela garrafa de vinho para harmonizar com as suas escolhas e curtir a experiência de um almoço tipicamente parisiense.

+ Leia o post completo sobre o Le Comptoir du Relais

14) Le Grand Colbert (2º arrondissement | $$$-$$$$ )

O restaurante é um clássico centenário estilo brasserie que de tão charmoso já foi até locação de filme com Jack Nicholson, Diane Keaton e Keanu Reeves! Sim, o filme “Something´s gotta give” (2003) ou em português “Alguém tem que ceder” teve cenas rodadas por lá. No filme, o local era o bistrô favorito da personagem de Diane Keaton. Nem preciso explicar muito do porque o Le Grand Colbert entrou na lista, certo?

Le Grand Colbert
Le Grand Colbert

Se não bastasse o charme do lugar, a comida e o atendimento foram excelentes. A dica é pedir o Le Grand Colbert Menu (entrada, prato principal e sobremesa com preço fixo por pessoa). Nas entradas, o patê de salmão (Pot de rillettes aux 2 saumons pain grillé) ou o queijo de cabra tostado com salada (Croustillant de chèvre chaud sur salade de mesclun) estavam igualmente incríveis. Para o prato principal, a dica é pedir o “Fondant de boeuf de 7h, purée maison”, uma carne cozida e super saborosa acompanhada de molho e purê, daqueles pratos bem afetivos. E não deixe de encerrar sem o legítimo profiteroles da casa! Clica aí no link para o post completo sobre o Le Grand Colbert para ver as fotos dessa maravilha! 🙂

+ Leia o post completo sobre o Le Grand Colbert

15) Le Petit Pontoise (5º arrondissement | $$$ )

Próximo a Catedral de Notre Dame, o Le Petit Pontoise tem uma atmosfera bem típica daquele imaginário que todos nós temos quando pensamos em um autêntico bistrô parisiense. É o tipo de lugar que particularmente a gente adora, com estilo, com alma, e que antes mesmo de experimentar a comida já dá pra sentir que vai valer a pena.

Difícil saber o que merece mais destaque: se a decoração tão característica, o clima amistoso, o bom atendimento ou a qualidade de tudo que nos foi servido.

Le Petit Pontoise - pratos principais e o respectivo vinho
Le Petit Pontoise – pratos principais e o respectivo vinho

Como descrever o ‘Carré d’agneau en croute et ail des ours’, esse suculento carré de cordeiro com crosta de alho com ervas finas e legumes assados, que pelas fotos você já deve ter entendido que é irresistível? Outra excelente opção é o Parmentier de canard et foie gras poêlé: carne de pato desfiada com ‘foie gras’ grelhado, sobre uma cama de purê de batatas, tudo coberto por um molho ferrugem.

Não ouse sair de lá sem antes pedir a inesquecível Tarte Tatin de ma grand-mère, ou “Tarte Tatin da minha avó” (simplesmente a melhor Tarte Tatin da vida!)

+ Leia o post completo sobre o Le Petit Pontoise

16) Le Poulbot (18º arrondissement | $$ )

O Restaurant Le Poulbot foi um verdadeiro achado! Isso porque ele fica em uma ruazinha estreita em meio às ruas mais movimentadas do badalado bairro parisiense de Montmartre, que é invadido diariamente pelas hordas de turistas. Seu nome é uma homenagem ao ilustrador francês Francisque Poulbot (1879-1946) que morreu e foi enterrado no cemitério de Montmartre. Por isso a fachada do restaurante conserva uma parede pintada com o desenho de crianças de Montmartre, feito pelo artista.

O restaurante é pequeno e aconchegante, com dois ambientes: uma área externa em frente com mesas grandes de madeira e um salão interno, que foi onde ficamos e de onde é possível acompanhar o trabalho de preparação da cozinha. O atendimento da equipe dos irmãos venezuelanos Thomas e Mathieu Bellair que desde 2017 comandam o Le Poulbot ganhou nossa admiração, pela simplicidade e pelo sabor dos pratos tipicamente parisienses.

Restaurant Le Poulbot

Pudemos experimentar a tradicional sopa de cebola gratinada que, por sinal, foi uma das melhores que já comemos – o queijinho gratinado é incrível. Vale destacar ainda o confit de canard (pato) com as melhores batatas fritas da vida! Com essa pegada gastronômica tradicional associada ao clima que a ilustração histórica de sua fachada representa, o Restaurant Le Poulbot tem uma atmosfera própria e ao mesmo tempo de um bistrô tipicamente parisiense. Um oásis em meio a tantas opções extremamente turísticas da região.

+ Leia o post completo sobre o Le Poulbot

17) Les Cocottes (7º arrondissement | $$-$$$ )

Outra boa opção da nossa lista de onde comer e beber em Paris, o Les Cocottes é pra você que quer experimentar um restaurante de Chef estrelado pelo guia Michelin sem gastar tanto. O Chef em questão é Christian Constant, outro que foi jurado de um programa televisivo, o “Top Chef” (de 2010 a 2014).

Na maioria das vezes os restaurantes de Chef tem um custo bem elevado, exigindo um investimento que pode não caber no bolso de todos. O mais legal da proposta do “Les Cocottes” é justamente romper com essa barreira. O resultado é um restaurante que consegue entregar uma experiência de qualidade, com pratos baseados em ingredientes frescos e locais a preços bastante acessíveis para a realidade parisiense. Na opção “La Formule Déjeuner” você pode optar por uma combinação de Entrada+Prato Principal ou Prato Principal+Sobremesa por um valor fixo acessível por pessoa. É possível pedir ainda a versão “completa”, que traz a combinação entrada+prato principal+sobremesa.

Les Cocottes
Les Cocottes: de sobremesa a torta de limão do dia e a fabulosa torta de chocolate do chef

As opções do menu variam todos os dias, de acordo com os ingredientes a disposição e a época do ano. Independente de qual for a sua escolha, não deixe de pedir de sobremesa um clássico do lugar, essa delícia de chocolate com o sugestivo nome de “La Fabuleuse tarte au chocolat de Christian Constant” (a Fabulosa Torta de Chocolate de Christian Constant).

+ Leia o post completo sobre o Les Cocottes

18) Les Petits Crus (11º arrondissement | $$-$$$ )

Que tal seria um local onde o foco é juntar dois produtos de grande destaque da gastronomia francesa? Pois essa é a proposta do Les Petits Crus, autêntico “Bar à Vin” (Bar de Vinhos) parisiense: a harmonização de queijos e vinhos franceses.

O carro chefe do Les Petits Crus são os menus já definidos de harmonização de queijos e vinhos, que combinam opções de 6 queijos + 6 vinhos (Les Épicuriens) ou de 4 queijos + 4 vinhos (Les Petites Faims), ambos acompanhados de pães e água a vontade. Além da belíssima apresentação, as porções são muito bem servidas (uma tábua grande é praticamente um jantar para 1 pessoa) e tudo é de altíssima qualidade.

Les Petits Crus
Les Petits Crus: nosso pedido

Vale destacar também que o cardápio traz toda a explicação sobre os queijos e vinhos (região de origem, estilo, características, melhores harmonizações, sensações, etc), ou seja, dependendo do seu interesse, a experiência é também uma aula sobre o tema. 🙂

É uma ótima opção para os amantes do vinho e do queijo, independente do nível de conhecimento que se tenha sobre o tema. Seja para um profundo conhecedor, ou seja para alguém que está iniciando a jornada na “arte” de degustar queijos e vinhos, este é um daqueles lugares obrigatórios se você estiver em Paris.

+ Leia o post completo sobre o Les Petits Crus

19) Les Tanins (8º arrondissement | $$ )

Que tal mais uma sugestão de Bar à Vin em Paris? O Les Tanins segue essa linha e investe em uma bela carta de vinhos, mas ao invés da harmonização com queijos, as “tapas” são o carro chefe do local. Tudo evidentemente é preparado na casa com ingredientes frescos e preservando aquela qualidade tradicional da culinária francesa.

Les Tanins - L’Assortiments de TAPAS e Vins au Verre
Les Tanins – L’Assortiments de TAPAS e Vins au Verre

Na tarde que passamos por lá, pedimos a “L’Assortiments de TAPAS”, uma porção com 4 petiscos diferentes. A dinâmica da porção com 4 variedades de tapas é bem interessante (além de muito bem servida), e uma boa forma de experimentar mais de uma opção dos sabores locais. Curioso notar que os 4 petiscos, apesar de ingredientes comuns aos que utilizamos no Brasil, eram preparados de maneira diferente do que estamos acostumados e ainda assim, deliciosos.

Uma bela combinação de sabores para um final de tarde no verão parisiense. Local agradável, com bom custo-benefício, ideal para uma paradinha rápida para apreciar a vida acontecendo na companhia de um bom vinho e algumas boas tapas. Foi uma delícia sentarmos na rua, no melhor estilo de Paris, com a mesinhas viradas para a rua.

+ Leia o post completo sobre o Les Tanins

20) Les Trublions (5º arrondissement | $$$ )

O Les Trublions é um bistrô pequeno e super aconchegante. Mais do que isso: é o projeto de vida do casal Raula e Romain. Fomos recebidos por ela, Raula, que comanda tudo no salão desde a chegada de cada cliente, servindo e explicando cada prato preparado pelo marido e Chef Romain Tribout, que tem paixão pela gastronomia e aprendeu tudo de forma autodidata. E continua aprendendo, pois como ele mesmo nos explicou ao final, vários pratos precisam de semanas de elaboração com testes de cozimento, tempero e outras técnicas para que a alquimia do sabor e da boa comida cheguem à mesa. O resultado de tudo isso é mesmo surpreendente, pois a combinação do ambiente, da alegria e tranquilidade de Raula em apresentar cada prato detalhadamente com o sabor afetivo da comida mesmo em um prato de apresentação sofisticada é uma delícia. Uma atmosfera única! 

Les Trublions

Recomendamos pedir o menu degustação e ser surpreendido pela sequência de pratos que o Chef Romain prepara. Mas se você preferir, pode pedir indicação à Raula sobre os pratos à la carte do menu e fazer sua própria combinação. Não deixe de pedir uma sobremesa! São ótimas. Só não esqueça da reserva – o local vive lotado e é praticamente impossível conseguir uma mesa para jantar jantar sem reservar com alguma antecedência. Experiência sofisticada de Chef com o melhor custo-benefício possível.

+ Leia o post completo sobre o Les Trublions

21) Lili (16º arrondissement | $$$$$ )

Para quem procura um restaurante sofisticado, o Lili é um dos restaurantes do luxuoso hotel The Peninsula. Logo na chegada, os carrões de luxo (entre eles, algumas ferraris) estacionados na porta não deixavam dúvidas de que o local é de fato super exclusivo!

Um dos motivos que nos fizeram incluir o LiLi na nossa lista de onde comer e beber em Paris é a proposta bem autêntica do lugar: uma mistura da culinária cantonesa, mas com “pitadas” da cozinha francesa. O resultado é um cardápio variado e repleto de opções com combinações de aromas e sabores bem originais, com direito a um pato laqueado que é trazido inteiro até a mesa! Uma dica: peça sugestões para a simpática equipe do restaurante ou irá levar horas para decidir entre tão diversas opções de escolha.

Além da exclusividade, do estilo e da gastronomia, devo confessar que o atendimento foi o ponto que nos surpreendeu mais positivamente. Não que não esperássemos ser bem tratados, mas a qualidade e profissionalismo da equipe impressionaram. Ao invés da sisudez que muitas vezes é comum a restaurantes mais sofisticados, toda a equipe que nos atendeu foi extremamente simpática e amorosa, proporcionando uma noite memorável, das melhores que experimentamos em Paris.

LiLi - Hall de entrada
LiLi – Hall de entrada

Em tudo que se espera de um restaurante desse porte, o LiLi conseguiu alcançar todas as nossas expectativas: ambiente diferenciado, ótima carta de vinhos e um cardápio variado com combinações originais em pratos elegantes e de linda apresentação (além de muito saborosos). A mistura de sabores e aromas franceses e cantoneses harmonizada com maestria por vinhos selecionados de fato se revelou uma experiência única para o paladar.

+ Leia o post completo sobre o Lili

22) L’Orriu di Beauvau (8º arrondissement | $$$ )

Uma das (muitas) coisas boas de viajar a Paris é a possibilidade de experimentar não apenas a culinária parisiense, mas também de outras partes da França e de todo o mundo. Uma região que ainda não tivemos o prazer de conhecer é a Córsega, uma ilha pertencente a França que fica bem do ladinho da Itália e mistura um pouco dessas 2 culturas. Já que não fomos até a Córsega, porque não aproveitar a chance de experimentar a culinária corsa em um dos melhores restaurantes especializados de Paris? É claro que estamos falando do L’Orriu di Beauvau.

A dica é se deixar levar pelas especialidades da região: comece pela Planche “Casse-croûte” (Spuntinu) – Variation de Charcuteries et Fromages Corses, uma grande tábua com grande variedade das melhores charcutarias e queijos Corsas.

L’Orriu di Beauvau - Planche Casse-croûte Spuntinu – Variation de Charcuteries et Fromages Corses como entrada
L’Orriu di Beauvau – Planche Casse-croûte Spuntinu – Variation de Charcuteries et Fromages Corses como entrada

Entre os pratos principais, destaque para o SAUTÉ DE VEAU à la Corse, polenta moelleuse, ou Vitelo salteado à moda Corsa com polenta mole. Quando o nome do prato menciona que é “à moda Corsa”, a gente já sabe que pode esperar coisa boa, né? Ah, e não esqueça de pedir uma Pietra, cerveja típica da região e que é produzida a base de castanhas. 🙂

+ Leia o post completo sobre o L’Orriu di Beauvau

23) Mon Paris! (9º arrondissement | $$$$ )

Uma brasserie com os típicos pratos da culinária parisiense mesclados com opções que visitam a cozinha italiana mais aquele toque de sofisticação. Esse é o Mon Paris!, um restaurante com amplos salões de decoração e atmosfera contemporânea. O bom atendimento, super cordial e ágil também foi um ponto forte da experiência! Nosso almoço na brasserie começou com entradas italianas: burrata e tábua de frios, ambos excelentes. Para os pratos principais, escolhemos uma omelete, opção mais leve que acompanhou bem o Jambon De Cochon, um presunto de porco confitado em baixa temperatura. Pratos bem servidos e bem temperados, com sabores marcantes. Era o que precisávamos depois de uma manhã movimentada, especialmente em um ambiente moderno e tranquilo. Percebemos ainda que a maioria das mesas estava ocupada com locais, o que é um bom sinal.

Mon Paris !

+ Leia o post completo sobre o Mon Paris

24) Phébé (17º arrondissement | $$$ )

Uma coisa que adoramos é aquela sensação de “descobrir” um restaurante fora do eixo turístico, daqueles que normalmente são de fato frequentados pelos parisienses. Um dos que se encaixam nessa categoria é o Phébé, um simpático bistrô do 17º arrondissement de Paris.

O atendimento feito diretamente pelo dono e os pratos bem típicos da culinária francesa dão o tom do lugar, que ocupa um casarão todo decorado ao melhor estilo da Belle Époque francesa (e o melhor: tudo original dessa época!). Recomendo o clássico filé servido com manteiga de ervas e batatas (Rumsteck, Beurre Maître d’Hôtel), servido com a cocção perfeita, bem no ponto que pedimos. <3

Phébé - pratos principais e respectivos vinhos
Phébé – pratos principais e respectivos vinhos

Além do charme, elegância e importância histórica por sua decoração e estilo preservados pelo tempo, vale destacar a simpatia do dono e de toda a equipe, que nos atendeu com enorme gentileza e eficiência. É daquelas situações em que transparece o amor e a dedicação que a pessoa tem por seu restaurante, e isso faz muita diferença na experiência do cliente. O cardápio é enxuto e repleto de opções que priorizam a culinária francesa e os ingredientes locais, com bom custo-benefício. O típico bistrô francês, com atendimento impecável e um casarão que respira história.

+ Leia o post completo sobre o Phébé

25) Polidor (6º arrondissement | $$-$$$ )

Na lista de restaurantes em Paris, não poderia faltar o histórico Cremerie Restaurant Polidor, essa verdadeira joia do bairro de Saint-German-des-Prés. O restaurante é um dos mais antigos da cidade e de tão clássico que é, foi escolhido para cenas do filme Midnight in Paris (2011) de Woody Allen. Mas a fama vai além do glamour do cinema e do resgate ao passado que o ambiente te proporciona. A comida farta e afetiva, com toque de sofisticação aliada ao excelente custo-benefício, te fazem sentir que a experiência como um todo vale muito à pena!

No almoço, o restaurante possibilita a escolha dos menus completos com entrada, prato e sobremesa, como o Menu Tradition, com preço fixo por pessoa bem acessível. É difícil dar uma única sugestão de prato já que tudo lá é bom e bem servido, mas se quiser se ater aos clássicos, uma boa escolhe é o filé ao molho de pimenta (Pavè extra au Poivre), simplesmente sensacional!

Restaurant Polidor
Restaurante Polidor: pratos principais e o vinho que escolhemos

Vale destacar o atendimento pra lá de especial por parte de uma simpática senhora que nos deu sugestões, explicou cada prato, e ainda tirou fotos com a gente. Experiência única para quem gosta desses locais super tradicionais e com história pra contar.

+ Leia o post completo sobre a Cremerie Restaurant Polidor

26) Tradi (2º arrondissement | $$$ )

Segundo o dono, o Tradi é o bistrô favorito da atriz Natalie Portman em Paris. Precisa falar mais? Brincadeiras a parte, o restaurante mistura o tradicional com o moderno, o que se percebe tanto na decoração quanto nos pratos. O menu é enxuto e varia diariamente a partir dos ingredientes mais frescos e típicos de cada estação.

Minha dica pessoal é pelo ‘Souris D’Agneau confite au miel et romarin, legumes du soleil’, que poderia ser traduzido como “Coxa de Cordeiro confit com mel e alecrim, legumes do sol”. Além de uma apresentação impressionante, a carne de cordeiro vem soltando do osso, e o sabor do tempero com mel e alecrim é sensacional. Sério, é daquelas de comer ajoelhado, agradecendo pela experiência!

Tradi - pratos principais
Tradi – pratos principais

Um lugar aconchegante, que tem seu ponto alto no atendimento feito pelo próprio dono e sommelier. Todo cuidado e carinho que ele tem, só adiciona pontos à ótima comida preparada pelo Chef Maxime Grossier (que por sinal já passou por várias cozinhas de restaurantes estrelados pelo Guia Michelin).

A carta de vinhos também não fica atrás e ter a opção de pedir em taça é excelente para uma refeição como o almoço, o que deixa ainda mais atrativo o preço. Achamos a proposta toda com ótimo custo-benefício, especialmente se pedir o menu já formulado de entrada + prato principal ou prato principal + sobremesa. Curtimos muito a experiência e ficou a vontade de voltar novamente. Vai que a gente encontra a Natalie Portman na próxima vez, não é mesmo?

+ Leia o post completo sobre o Tradi


E aí, curtiu as dicas de restaurantes em Paris? Já foi a algum deles? Então conta pra gente como foi a sua experiência por lá! 🙂


Hotéis em Paris: onde se hospedar na capital francesa

Se você ainda não decidiu onde ficar em Paris, confere essas dicas dos melhores hotéis onde já ficamos hospedados em nossas viagens por Paris:

Britannique
Chavanel
Déclic Hotel
Le Marianne
Le Narcisse Blanc
Le Pavillon des Lettres
Le Relais Saint Germain
Paris Bastille Boutet MGallery by Sofitel
West End

Leia também o nosso artigo completo com dicas dos melhores bairros onde se hospedar em Paris:

Onde se hospedar em Paris: Dicas de hotéis e das melhores regiões para ficar em Paris

E na hora de reservar seu hotel em Paris, não deixe de fazer pelo Booking, o maior e mais confiável site de hospedagem em todo o mundo!

Booking.com Booking.com

Se preferir, a Hoteis.com também oferece ótimas opções de hospedagem e ainda permite acumular noites no programa Hoteis.com Rewards que podem se transformar em diárias gratuitas.

+ Pesquisar hotéis com desconto na Hoteis.com

Ônibus de turismo em Paris: Big Bus Tours

A Big Bus Tours Paris é a maior operadora de ônibus hop-on hop-off em Paris. Adquira o seu ticket diretamente no site da Big Bus Paris para ter 10% de desconto no valor! Os bilhetes comprados online podem ser utilizados dentro de 6 meses após a data da compra.

+ Compre agora seu ticket para o Big Bus Tours Paris

Atividades em Paris

Essas são as principais atividades que recomendamos em Paris e nos arredores da cidade:

Arco do Triunfo
Giverny e Jardins de Monet
Museu do Louvre (em breve)
Musée D’Orsay (em breve)
Palácio de Versalhes
Paris Museum Pass
Sainte Chapelle
Tour Eiffel (em breve)

Para essas e outras atividades em Paris, utilize a Get Your Guide para fazer sua compra antecipada com total segurança:

Free Tours em Paris: opções de tour guiado e gratuito na cidade

Confira a seguir algumas opções de tour guiado e gratuito em Paris. Basta escolher o free tour desejado e fazer a reserva pelos links abaixo:

Seguro viagem na França

O seguro viagem é OBRIGATÓRIO para quem viaja pela França. Para conseguir o melhor seguro viagem pelo menor preço, a gente recomenda utilizar o Seguros Promo, um comparador de preços entre as principais companhias de seguro viagem. Abaixo tem algumas opções pra você escolher:

Seguro Viagem: França
AC 35 EUROPA AC 35 EUROPA Assistência médica EUR 35.000 Bagagem extraviada EUR 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 25/dia*
AC 60 MUNDO COVID-19 QUARENTENA (EXCETO EUA) AC 60 MUNDO COVID-19 QUARENTENA (EXCETO EUA) Assistência médica USD 60.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (COMPLEMENTAR) R$ 58/dia*
Affinity 30 EUROPA COVID-19 QUARENTENA Affinity 30 EUROPA COVID-19 QUARENTENA Assistência médica EUR 30.000 Bagagem extraviada USD 1.200 (SUPLEMENTAR) R$ 64/dia*

E a melhor parte: leitor do Viajar é Demais tem desconto exclusivo! Basta clicar aqui ou no banner e utilizar o cupom.

Viaje de Trem pela França

Sabia que o trem é o melhor meio de transporte para se locomover pela França? Dá uma olhada no Eurail France Pass, o passe de trem para você viajar de maneira ilimitada por toda a França!

+ Consulte preços de passagens e passes de trem na França com a Eurail

Aluguel de carro na França

Para quem prefere viajar de carro pela França, a nossa dica é a Rentcars. Um serviço que compara os preços nas melhores locadoras de automóveis e apresenta uma lista com todos os carros disponíveis e valores para a locação. Já utilizamos a Rentcars para aluguel de carro tanto no Brasil como no exterior, sempre conseguindo os menores preços e as melhores condições. Aproveita para consultar agora as opções para o seu próximo destino!  

Escrito por
Augusto
Envie sua pergunta ou comentário

4 comentários
  • Que legal Mateus! Valeu pelo feedback. 🙂
    Caso consiga ir em alguns deles, depois volta aqui e conta pra gente como foi!
    Um abraço, e “volte sempre”! 🙂

    • Olá Bianca, que legal que curtiu o roteiro gastronômico! 🙂 Sobre a viagem até a Alsacia: uma vez saímos de Paris até Strasbourg de trem, e lá alugamos um carro (com devolução em Colmar). Aí fizemos o roteiro pelas cidadezinhas de carro. Já em outra viagem, quando estávamos na Suíça, fomos diretamente de trem de Basel até Colmar, e depois de trem novamente de Colmar a Strasbourg. Sua ideia é conhecer só as cidades principais ou visitar várias cidadezinhas dessa região?

Menu