O que fazer em Estrasburgo: roteiro de 3 dias na capital da Alsácia, na França
o que fazer em estrasburgo

O que fazer em Estrasburgo: roteiro de 3 dias na capital da Alsácia, na França

Capital e maior cidade da região da Alsácia, Estrasburgo (no francês Strasbourg) foi amor à primeira vista! Se já não bastassem as fotos e vídeos que nos encantaram durante as pesquisas sobre o que fazer em Estrasburgo, assim que colocamos os pés na cidade percebemos que estávamos em um cenário de conto de fadas. Me arrisco a dizer que Estrasburgo seja nossa cidade francesa favorita, ou ao menos a que mais nos surpreendeu positivamente.

Situada bem na fronteira entre França e Alemanha, Estrasburgo reúne características culturais e gastronômicas dos dois países. Isso fica bem claro na arquitetura das casas (muitas no estilo enxaimel característico alemão), na gastronomia (muito chucrute, carne de porco e foie gras) e no idioma (placas e cardápios da cidade estão sempre em francês e alemão).

O resultado dessa mistura é um incrível centro histórico que desde 1988 foi declarado patrimônio mundial pela Unesco. Toda sua atmosfera medieval que encanta os visitantes é coroado pela joia mais icônica da cidade: a Catedral Notre-Dame de Strasbourg. Mas a cidade não se limita a ela, já que são muitas as atrações a visitar em Estrasburgo e seus arredores. Quase tudo que você precisa conhecer fica na região conhecida como Grande Île, que como o nome diz, é uma grande ilha cercada pelas águas do rio Ill.

Apesar de ter encontrado em nossas pesquisas muitos roteiros de apenas 1 ou 2 dias na cidade, em nossa primeira vez decidimos dedicar 3 dias inteiros para Estrasburgo – escolha mais do que acertada! Outra boa opção é utilizar a cidade como base para conhecer os demais vilarejos da Alsácia ou até mesmo uma cidade vizinha na Alemanha. Mas vai por mim, mesmo ficando 3 dias, você vai sair de Estrasburgo com a sensação de que poderia ter ficado mais tempo – ou sonhando em um dia retornar.

Sem mais delongas, vamos então para o roteiro de 3 dias em Estrasburgo, com dicas e sugestões do que fazer durante a sua estadia na capital da Alsácia.

Você também vai gostar de ler:
O que fazer na França: 7 cidades francesas imperdíveis

O que fazer na Alsácia: roteiro de 6 dias pelos vilarejos medievais
Onde comer em Estrasburgo: dicas de restaurantes
Strasbourg Pass: o cartão de descontos de Estrasburgo


Dia 1: o que fazer em Estrasburgo

Grand Île: a “Grande Ilha” onde tudo acontece no centro histórico de Estrasburgo

Comece a manhã pelo coração do centro histórico: a praça da Catedral de Estrasburgo, onde tudo acontece. Aproveite pra garantir umas fotos da Catedral pelo lado de fora (mas não se preocupe, você vai passar por aí outras vezes e certamente vai querer tirar mais fotos).

Mosaico com 4 fotos da catedral com céu azul atrás. Duas fotos tem pessoas: mulher olhando para a esquerda em frente a catedral e o casal fazendo selfie em frente a catedral iluminada pelo sol do entardecer
Catedral de Notre Dame de Strasbourg: impossível resistir a tirar mais uma foto quando passa em frente

Com os trabalhos para sua construção iniciados no ano de 1176, a Catedral de Strasbourg levou quase 300 anos para ser considerada “pronta” – no ano de 1439. Essa “demora” resultou em uma arquitetura que mistura diferentes estilos medievais, com influências principalmente românicas e góticas. Durante alguns séculos a Notre-Dame de Strasbourg foi o edifício católico mais alto em todo o mundo, e só veio a perder esse título bem “recentemente”, no século XIX, com a construção da Catedral de Colônia, na Alemanha. Hoje, ela é “apenas” a 4ª maior do mundo. 🙂

Todo o entorno da Catedral é povoado de lojas, restaurantes, cafés, bares, e o movimento de pessoas em meio aos pintores e artistas de rua torna o clima do local impressionante. Se você ainda não tiver adquirido o seu Strasbourg Pass, a hora é agora: o passe pode ser adquirido no Office de Tourisme que fica na mesma praça (não tem como não achar). O Strasbourg Pass é um daqueles passes econômicos que dão direito a entrada nas principais atrações da cidade a um custo fixo) Ele é ideal para quem vai ficar por 2 ou 3 dias nem Estrasburgo. Para quem preferir, é possível comprar o Strasbourg Pass online, ainda do Brasil, pela plataforma da Get Your Guide.

Mosaico com 4 fotos do entorno da catedral com pessoas se movimentando e um músico tocando violoncelo.
Catedral de Notre Dame de Strasbourg: movimentação ao redor da catedral

Aproveite para caminhar livremente pelas pequenas ruas que dão na praça da Catedral e começar a se ambientar com a cidade (não é difícil, a parte histórica é relativamente pequena e tudo pode ser percorrido a pé).

Em uma das laterais da Catedral fica a bonita Place du Château, onde se localiza outra construção imponente da cidade, o Palácio Rohan.

Palacio Rohan - ao lado da Catedral de Estrasburgo, concentra 3 museus abertos a visitação
Palacio Rohan – ao lado da Catedral de Estrasburgo, concentra 3 museus abertos a visitação

Construído em 1741, o palacete de arquitetura barroca abriga três dos mais importantes museus de Estrasburgo: o Museu Arqueológico (Musée archéologique), o Museu de Artes Decorativas (Musée des Arts décoratifs, no piso térreo) e o Museu de Belas Artes (Musée des Beaux-arts, no primeiro e segundo andares). Cada um deles pode ser visitado separadamente, mas quem adquiriu o Strasbourg Pass tem direito à entrada em um dos museus à sua escolha (fique atento: os museus não abrem às terças).

Nós visitamos o Museu de Artes Decorativas (o de Belas Artes estava em reforma). A visita leva de 30 minutos a 1 hora, e é bem interessante conhecer a estrutura interna e a grandiosidade do Palácio Rohan.

Por dentro do museu de artes decorativas, um dos 3 museus do Palácio Rohan
Por dentro do museu de artes decorativas, um dos 3 museus do Palácio Rohan

Passeio pelas bonitas margens do rio Ill

Na saída do museu, siga em direção as margens do rio Ill e contemple o visual impressionante. A sensação é de que basta apontar a câmera e tirar a foto para garantir o clique perfeito: casinhas refletidas na água, uma ponte ao fundo, flores, árvores e pássaros para compor o cenário perfeito. Cada ângulo vai se revelar como um cartão postal, e se você ainda não havia se apaixonado por Estrasburgo, é bem provável que esse seja o momento. <3

Caminhar pelas margens do rio Ill é certeza de fotos espetaculares
Caminhar pelas margens do rio Ill é certeza de fotos espetaculares

Rue Maroquin: casas em estilo enxaimel e restaurantes típicos da Alsácia

Na sequência, vale subir novamente em direção a Catedral, dessa vez pela agitada Rue Maroquin. A rua relativamente estreita e cercada por casas e pequenos edifícios de arquitetura em estilo enxaimel garantem o charme típico da Alsácia e da mistura entre França e Alemanha.

Rue Maroquin: casas ao estilo enxaimel, lojinhas e muitos restaurantes
Rue Maroquin: casas ao estilo enxaimel, lojinhas e muitos restaurantes

Apesar de obviamente ser uma zona bastante turística, vale a pena escolher um dos muitos restaurantes típicos e almoçar por aqui. Os chamados Winstubs – tradicionais dessa região da Alsácia e de partes da Alemanha – são por definição restaurantes de comida típica, relativamente baratos. Frequentados também pelos locais, esses os winstubs são característicos pela atmosfera rústica e extremamente calorosa. E quando se fala em comida típica na Alsácia, a influência alemã novamente se faz muito presente. Chucrute com carne de porco e batatas, acompanhado de mostarda caseira é presença garantida em todos os cardápios. Sempre acompanhado de vinho branco, também tradicional da região. Recomendamos dois restaurantes excelentes nessa rua: o Le Gruber e o Le Tire-Bouchon, ambos especializados na culinária alsaciana.

Bem pertinho dali, aproveite para visitar rapidamente a bonita Igreja Luterana de Saint Thomas. Construída no ano de 1196(!), a igreja de estilo gótico é apelidada de “a catedral do protestantismo alsaciano”. Apesar disso, ela é bem menos procurada pelos turistas e a visita pode ser feita de maneira bem tranquila.

Igreja Luterana de Saint Thomas
Igreja Luterana de Saint Thomas

Petit France, Pontes Cobertas e Barrage Vauban

O próximo passo é retornar para as margens do rio Ill, dessa vez em direção ao que é talvez a região mais bonita da cidade (difícil afirmar isso em uma cidade tão apaixonante como Estrasburgo). Sim, me refiro a Petit France. Inteiramente cortada por canais e margeada por casas em estilo enxaimel datadas dos séculos XVI e XVII, é difícil descrever em palavras a sensação de caminhar por cada cantinho dessa região. Aqui a dica é literalmente se perder e fotografar tudo que der vontade, ou simplesmente parar para contemplar a beleza do lugar.

Petit France, uma das regiões mais charmosas de Strasbourg
Petit France, uma das regiões mais charmosas de Strasbourg

Prepare-se para um fenômeno curioso: logo de cara, você vai achar tudo lindo e querer fotografar cada detalhe. Mas a medida que você avançar pela Petit France, será inevitável a sensação de que “agora sim estou na parte mais bonita!”. Até que, finalmente, ao chegar nas Ponts Couverts (Pontes Cobertas) e na Barrage Vauban, você se dará conta do quanto valeu a pena incluir Estrasburgo no seu roteiro. Construídas no século 13, as Pontes Cobertas ganharam esse nome por conta dos grossos telhados de madeira que as cobriam originalmente (os telhados foram derrubados no século 18, mas o nome permanece).

Já a Barrage Vauban é mais nova (foi concluída em 1690), e como o nome diz, é uma barragem para controle do nível da água do rio Ill. Ambas as construções tinham objetivos de defesa do território para cenários de guerra ou invasões, mas atualmente têm a função de oferecer uma vista incrível e privilegiada da cidade. Acho que as fotos abaixo vão me dar razão:

Barrage Vauban - cenário de porta retrato
Barrage Vauban – cenário de porta retrato

Batorama: passeio de barco por Estrasburgo

Com o fim de tarde se aproximando, que tal um passeio de barco por Estrasburgo? Basta adquirir os tickets na loja oficial do Batorama, a empresa que realiza esse tipo de passeio na cidade (para quem tem o Strasbourg Pass, não será preciso pagar mais nada pelo passeio). A loja fica na Praça da Catedral de Strasbourg, e você só precisa escolher o horário e o tipo de barco (aberto ou com cobertura). Como era verão e o clima estava muito agradável, optamos pelo barco aberto que partiria em cerca de 1 hora. Foi tempo suficiente para tomarmos uma cerveja no Les BerThoM (recomendadíssimo para os amantes de cervejas, em especial as belgas), e então partir para o passeio de cerca de 1 hora de duração.

Batorama
Batorama: Passeio de barco por Estrasburgo

Uma das grandes vantagens do passeio de Batorama é a possibilidade de conhecer regiões fora da zona mais turística da cidade, e que provavelmente você não visitaria a pé (como a Neustadt e o Quartier Européen). Além disso, é sempre válida a possibilidade de visualizar e fotografar as lindas construções da região mais turística da cidade por um novo ângulo. Para saber mais sobre o passeio, fizemos um post contando nossa experiência completa com o Batorama em Estrasburgo.

Mais Catedral de Estrasburgo, com direito a trilha sonora e jantar alsaciano

Na volta do passeio de barco, dedique mais algum tempo para a Place de la Cathedrale de Estrasburgo. O entardecer confere ao exterior da Catedral uma iluminação mais alaranjada, tingindo a Catedral com um colorido único e inesquecível. Se der a sorte de pegar uma apresentação de algum dos artistas de rua que ocupam essa região, faça como os locais: sente-se e viva essa experiência. Foi o que fizemos: literalmente nos sentamos no chão e paramos quase hipnotizados para ouvir um músico super talentoso com seu violoncelo. A Catedral ao fundo fazia o cenário perfeito. <3

Se a sua viagem for durante o verão (como no nosso caso), o por do sol é o sinal para você procurar um restaurante para o jantar. Nas cidades francesas em geral os restaurantes fecham cedo, e depois das 22:00 é difícil encontrar algo aberto. Além disso, sempre que possível faça uma reserva, ou vai ser difícil conseguir mesa nos melhores restaurantes.

Para a primeira noite na cidade, recomendo a experiência de jantar em um dos clássicos da cidade, a Maison Kammerzell. O restaurante funciona em uma incrível casa de 3 andares construída em 1427 (a mais antiga de toda a cidade), com vista para a Catedral de Estrasburgo. Entre as especialidades alsacianas, recomendo a pedida do prato “assinatura” da casa: o imperdível “Choucroute aux Trois poissons” (chucrute aos 3 peixes).

Maison Kammerzell
Maison Kammerzell: pratos principais e as taças de vinho

Le Ballet des Ombres Heureuses: espetáculo de luz e som aos pés da Catedral

Engana-se quem pensa que toda animação da principal praça da cidade é apenas durante o dia. A noite, durante o verão, o espaço se transforma completamente. Espetáculos de projeção de luz e som se utilizam da Catedral de Estrasburgo como cenário para lindas apresentações. Vale pesquisar a programação nos sites oficiais de turismo das cidades. Quando estivemos por lá, estava acontecendo diariamente o espetáculo “Le ballet des ombres heureuses”. A partir das 22h (quando o dia de fato escurecia e virava “noite”), o espetáculo de projeção de luz e som com duração de 15 minutos acontecia em intervalos de meia hora, aberto ao público. Simplesmente maravilhoso!

Mosaico com 5 fotos todas do mesmo angulo da lateral da catedral mas com projeções de luz em diferentes momentos do show
Catedral de Notre Dame de Strasbourg: show de luzes na lateral da catedral

Dia 2: o que fazer em Estrasburgo

Praças e igrejas

Pela manhã, explore a parte norte da Grand Île. Não deixe de visitar as Places Broglie e Kleber, duas das mais movimentadas da cidade e com boas opções de comércio, cafés e pâtisseries, além é claro da bonita arquitetura dos prédios.

As lindas praças de Estrasburgo
As lindas praças de Estrasburgo

Bem pertinho fica uma das mais antigas e importantes Igrejas de Estrasburgo, a Église Protestante de Saint-Pierre-Le-Jeune (São Pedro, o Jovem). Normalmente, com a igreja vazia, a visita pode ser feita bem rapidinho. A não ser que, assim como a gente, você dê a sorte de encontrar o Serge, um simpático senhor que fala português fluente e que presta serviços na Igreja. Em poucos minutos de conversa, o Serge já estava realizando praticamente um “tour guiado” nos contando um pouco da história da Igreja e da cidade de Estrasburgo.

Bate-volta a Kehl na Alemanha - encontro com Serge
Église Protestante de Saint-Pierre-Le-Jeune

E aí “conversa vai, conversa vem”, ele comentou que atualmente morava em Kehl, uma cidadezinha na Alemanha que ficava bem na fronteira com a Estrasburgo, e que sempre fazia esse percurso usando transporte público convencional (o TRAM, uma espécie de bonde) em cerca de 20 minutos de viagem. Foi aí que a ficha caiu: a gente tinha visto no mapa que Estrasburgo fazia fronteira com a Alemanha, mas não percebemos que era tão perto assim, nem que dava pra ir de transporte público. E muito menos que havia uma cidadezinha bem na fronteira, pouco conhecida de nós brasileiros, mas que valeria a pena visitar. Foi assim que descobrimos Kehl e incluímos um “bate e volta” até a simpática cidade em nosso roteiro ainda no final deste segundo dia em Estrasburgo (contaremos tudo mais adiante). 🙂

Relógio astronômico da Catedral de Estrasburgo

Todos os caminhos levam até a Place de la Cathedrale, e por volta das 11h30, volte até ela para visitar uma das atrações da Catedral de Estrasburgo: o “Horloge Astronomique“, ou relógio astronômico. Um relógio astronômico é dotado de ponteiros e mostradores capazes de exibir informações astronômicas (como as posições relativas do Sol, da Lua, de planetas e constelações). Esse da Catedral de Strasbourg foi construído em 1570, é um dos mais bonitos do mundo e está em pleno funcionamento!

Durante a visita regular e gratuita da Catedral você pode vê-lo e tirar fotos normalmente, mas todos os dias às 12h30 em ponto ele de fato “funciona” para o público, em uma atração chamada “La découverte de l’Horloge astronomique de la cathédrale“. Entre 12h e 13h a Catedral fica fechada para o público em geral, e ao custo de 3€ por pessoa (sem filas e sem custos para quem estiver com o Strasbourg Pass) você assiste a um vídeo de cerca de 15 minutos contando toda a história sobre a construção do relógio e seu funcionamento. O vídeo é legendado em inglês e o áudio tem versões em francês e alemão, então se você compreende um dos 3 idiomas, é bem tranquilo de acompanhar. Lembre-se de chegar cedo (ao menos 15 minutos antes das 12h) porque sempre forma fila, e por acontecer só 1 vez ao longo do dia, não dá pra arriscar e perder, né? 🙂

Na sequência do vídeo, uma pequena locução explica o que vai “acontecer” de fato no relógio. Repleto de personagens e detalhes pintados e esculpidos a mão, cada parte do relógio representa uma informação específica e ao mesmo tempo nos conta uma pequena história. Dependendo da época do ano podem acontecer variações, mas o “padrão” (que aconteceu também no dia da nossa visita) é: os apóstolos passarem diante do Cristo, enquanto ouvimos o galo cantar e bater as asas 3 vezes em alusão à negação de Pedro.

mosaico de 4 fotos mostrando um relógio astronômico de 3 andares encostado em uma parede da catedral com vitral atrás. O relógio em madeira escura, tem imagens de santos e detalhes mecânicos em dourado
Catedral de Notre Dame de Strasbourg: relógio astronômico

Visita ao interior da Catedral de Strasbourg

Após o encerramento da ação no relógio, aproveite para visitar o interior da Catedral sem a presença de muitos turistas e tirar fotos mais a vontade. 😉

Merece atenção especial o Pilier des Anges (Pilar dos Anjos), que fica bem em frente ao relógio astronômico. Essa escultura representa o “Julgamento Final” e encanta pelo realismo e riqueza de detalhes .

mosaico com duas imagens mostrando o pilar dos anjos: um pilar de estilo gótico dentro da igreja com figuras de anjos entalhadas.
Catedral de Notre Dame de Strasbourg: Pilar dos Anjos

E o que falar desses vitrais da Catedral? O mais antigo deles data do ano de 1015!

Mosaico com 5 fotos mostrando diferentes vitrais coloridos de paredes diferentes da catedral
Catedral de Notre Dame de Strasbourg: vitrais

O interior da Catedral de Strasbourg é um verdadeiro museu de arte sacra e merece ser visitado com tempo para apreciar cada detalhe.

mosaico de 3 imagens mostrando a nave com o altar da catedral, o órgão e os bancos dos fiés.
Catedral de Notre Dame de Strasbourg: internas

Almoço em um Winstub e compras em Estrasburgo

Quer dica de mais um restaurante tradicional para o almoço ali pelos arredores da Catedral? Recomendamos um dos mais autênticos Winstubs do centro histórico, o Chez Yvonne. Comida alemã alsaciana de primeiríssima qualidade, acompanhada de vinhos locais, produzidos nos arredores da cidade.

Restauante Chez Yvonne Strasbourg: Mosaico com 3 fotos onde a primeira mostra em close um prato branco com chucrute acompanhado de linguça, carne de porco e batatas; o segundo mostra um joelho de porco sobre uma cama feita de purê e a terceira foto mostra duas travessas contendo salada de batata e batata assada
Chez Yvonne Strasbourg : pratos principais

Após o almoço, se você gosta de compras, este é um bom momento para dedicar um tempinho para passear por algumas das lojas mais legais da cidade. A Rue des Juifs é uma famosa rua de compras, mas como é voltada para roupas e produtos de grife a gente nem deu muita bola. Em Estrasburgo há também uma versão da luxuosa Galerie Lafayette, mas que também só conhecemos por fora já que estivemos na original parisiense.

Em compensação, visitamos duas lojinhas especializadas em macarons e outras pâtisseries e doces franceses: a Maison Pascal Caffet e a Macarons & Inspirations (loja da vencedora do MasterChef francês).

Macarons & Inspirations by Élisabeth Biscarrat
Macarons & Inspirations by Élisabeth Biscarrat: nosso pedido

Para quem curte lojinhas de souvenir, os arredores da Catedral de Strasbourg são recheados de opções. Muitos itens fazem referência a cegonha – a ave é símbolo de toda a região da Alsácia. Algumas lojas bem específicas que vale a pena visitar: Un Noel en Alsace (loja de artigos natalinos); Le Goût du Terroir (uma incrível loja especializada em queijos); Le Coeur D’Alsace (especializada em Pain d’Épices, uma espécie de “pão de mel” super tradicional da região); e para os amantes de cerveja, a sugestão é a Le Village de la Bière (repleta de cervejas da Alsácia. Não resistimos e compramos um como da “Alsacienne”).

Sugestões de compras em Estrasburgo
Sugestões de compras em Estrasburgo

Bate e volta até Kehl, na Alemanha

Lembra da dica de cruzar a fronteira e visitar a pequena cidade de Kehl, na Alemanha? Foi o que fizemos após deixar nossas compras no hotel. Basta se dirigir até a praça Homme de Fer e pegar um TRAM, uma espécie de bonde. O trajeto até Kehl dura cerca de 20 minutos, e ao preço de uma passagem normal, você vai ter a oportunidade de cruzar a fronteira e conhecer outro país! Recomendamos demais. 🙂

O ideal é que você faça esse bate e volta de maneira a passar ao menos 3 horas de dia claro na cidadezinha alemã. Esse tempo é suficiente para conhecer as principais atrações e se encantar com as belezas naturais da cidade, às margens do Rio Reno. E de quebra ainda dá tempo de fazer mais umas comprinhas nos estabelecimentos alemães como a Drogaria Muller ou no supermercado Edeka com preços beeeem mais em conta do que na França. Isso também está no post que indicamos logo abaixo.

O que fazer em Kehl - Rheinpromenade Park e a Passarelle des Deux-Rives
O que fazer em Kehl – Rheinpromenade Park e a Passarelle des Deux-Rives

O roteiro completo pela cidadezinha a gente colocou nesse link aqui: O que fazem em Kehl, na fronteira de Estrasburgo com a Alemanha.

Já de volta a Estrasburgo, para quem procura uma opção de jantar para variar um pouco dos winstubs e da culinária alsaciana, a dica é o sofisticado La Casserole, que oferece menu degustação harmonizado com vinhos da região.

La Casserole
La Casserole: sobremesa
La Fraise d’Alsace e licor Monarde Domaine des Marmottes

Dia 3: o que fazer em Estrasburgo

Passeio até o Parc de L’Orangerie de bicicleta

Na manhã do 3º dia (ou no dia mais ensolarado da sua viagem) faça uma visita ao belíssimo Parc de L’Orangerie, localizado nos arredores da cidade. Apesar de ser possível ir de tram, a melhor forma de aproveitar o passeio sem dúvidas é alugando uma bicicleta! Para quem quiser seguir a sugestão, recomendamos com direito a passo-a-passo nesse post sobre o Le Maquis, um café/loja de bikes em Estrasburgo.

Acabamos fazendo um roteiro parecido com o desse mapa abaixo, de cerca de 12km no total (indo pela margem do rio até o Parc de L’Orangerie e voltando por um caminho diferente, passando por dentro da cidade).

Mesmo sem conhecer essa parte da cidade, o trajeto todo é fácil de seguir e bem sinalizado. Não precisa ser nenhum ciclista profissional para aproveitar esse lado de Estrasburgo , muito pelo contrário: a cidade é totalmente bike-friendly. 🙂 De tempos em tempos parávamos para tirar fotos e conferir no GPS para seguir no caminho certo, aproveitando bastante a cidade, sem pressa.

Bicicletas em Strasbourg
Bicicletas em Strasbourg: caminho pela ciclovia margeando o rio

O Parc de L’Orangerie é um ponto obrigatório para se visitar, especialmente no verão (como era o caso). Muitas famílias, casais, crianças, todos aproveitando o parque, em especial o entorno do lago. Ir de bike até lá é uma experiência única, e a gente também aproveitou para se misturar aos locais e aproveitar o solzinho a beira do lago.

Bicicletas em Strasbourg
Bicicletas em Strasbourg: Aproveitando o Parc de L’Orangerie

Na volta, aproveitamos para conhecer o Palais du Rhin e a praça onde fica a prefeitura de Strasbourg, outra parte da cidade que ainda não havíamos explorado. E tome parada para fotos! 🙂

Bicicletas em Strasbourg
Bicicletas em Strasbourg: Palais du Rhin, praça da prefeitura de Strasbourg e igreja

Todo o passeio durou cerca de 4 horas, sem pressa.

Almoço na Antiga Aduana e mercado de produtos artesanais às margens do Rio

Após devolver as bicicletas alugadas, que tal um almoço às margens do rio Ill, com patinhos nadando, em uma localização histórica e com muita comida e cerveja alsaciana? Essa é a proposta do L’Ancienne Douane, mais um dos restaurantes que nos encantou em Estrasburgo.

L'Ancienne Douane
L’Ancienne Douane: nossos pratos principais

O restaurante funciona onde antes era a Aduana da cidade (daí o nome), e bem ao lado fica a nova Aduana, ou “Nouvelle Douane”. O local abre para o público como uma espécie de mercado público com o melhor da produção local de frutas, queijos, charcuterias, etc. Infelizmente achamos tudo um pouco caro (a cotação do euro joga contra), e ficamos só no passeio mesmo. Mas ainda assim vale a pena. 🙂

Nouvelle Douane: mercado de produtores locais
Nouvelle Douane: mercado de produtores locais

Subir até a plataforma (e os 330 degraus) da Catedral de Strasbourg

Por ser uma das maiores catedrais do mundo, é claro que a vista lá do alto é incrível. Mas para chegar até lá, é preciso encarar uma escadaria de 330 degraus até a plataforma que fica a 66 metros de altura. E olha que tecnicamente isso ainda nem é o “topo” da catedral (a plataforma é a base de onde partem as torres), mas é o local mais alto que você, visitante, poderá alcançar.

mosaico de duas fotos com a fachada frontal da catedral vista de baixo para cima (contra-plongee) e céu azul com nuvens atrás
Catedral de Notre Dame de Strasbourg: um dos prédios mais altos da Europa

Nós fizemos a visita em pleno verão, mais perto do final do dia, e apesar do calor ainda forte, valeu muito a pena! Claro que a escadaria é cansativa, mas dá pra ir no seu ritmo, sem pressa, admirando os detalhes de cada “nível” da catedral pelas frestas da parede.

Mosaico com 3 fotos: 1 - mobiliário urbano fixo com cartaz azul com foto da catedral e informação sobre a subida, 2 - escada em caracol com visão da janela mostrando a cidade pequena lá embaixo, 3 - mulher descendo a escada com celular na mão
Catedral de Notre Dame de Strasbourg: cartaz na entrada informando que são 66 metros e 330 degraus até a plataforma.

Ao chegar na plataforma, a primeira coisa que você quer é sentar e respirar admirar a vista. Tente ir em um dia de céu limpo, para ter uma boa visão de toda a cidade. Uma das coisas mais bacanas é observar a própria catedral em si, com seus telhados e arcos.

Catedral de Notre Dame de Strasbourg: vários ângulos da plataforma
Catedral de Notre Dame de Strasbourg: vários ângulos da plataforma

É impressionante também observar que você já está tão alto em relação ao restante da cidade, mas a torre ainda é beeeeeeem alta.

Catedral de Notre Dame de Strasbourg: lá de cima da plataforma sob a torre linda da catedral
Catedral de Notre Dame de Strasbourg: lá de cima da plataforma sob a torre linda da catedral

A subida até a plataforma pode ser feita todos os dias, e a entrada está incluída no Strasbourg-Pass. Para saber mais sobre a Catedral de Estrasburgo, leia nosso post completo: 5 coisas que você precisa fazer na Catedral de Estrasburgo.

Piquenique no entardecer a beira do rio Ill

Uma das melhores maneiras de aproveitar o entardecer e o pôr do sol no verão de Estrasburgo é fazer como os locais: um piquenique às margens do rio Ill. A gente mesmo só levou uma canga e ficou sentado admirando a beleza do local, mas a maioria das pessoas estava com sua cerveja, sua garrafa de vinho e alguns snacks.

Pôr do sol às margens do rio Ill
Pôr do sol às margens do rio Ill

Jantar e Petite France a noite (Points Couverts e Barrage Vauban)

Para o jantar da última noite em Estrasburgo, nossa escolha foi pelo incrível La Cloche à Fromage. Para quem gosta de queijo, o lugar é simplesmente o paraíso!

La Cloche à Fromage
La Cloche à Fromage

Lembra-se que falamos que tudo em Estrasburgo precisa ser visitado de dia e de noite? Então para fechar com chave de ouro a estadia pela cidade, programe-se para voltar e “redescobrir” a Petit France à noite, com suas pontes iluminadas e refletidas nas águas do rio Ill.

Petit France à noite
Petit France à noite

Assim terminou nosso roteiro de 3 dias em Estrasburgo. No dia seguinte, alugamos um carro pela manhã e partimos para desbravar os vilarejos medievais da Alsácia. Curtiu as dicas sobre o que fazer em Estrasburgo? Então deixa seus comentários aí pra gente! 🙂


Onde ficar em Estrasburgo (Strasbourg)?

A melhor localização para se hospedar em Estrasburgo é no centro histórico, na região da Grande Île. Essa é a zona que concentra a maior parte das atrações da cidade. Em geral, quanto mais próximo da Catedral de Estrasburgo, melhor será sua localização. É nessa parte da cidade que estão os melhores hotéis de Estrasburgo, incluindo os 3 que recomendamos pessoalmente:

Sofitel Strasbourg Grand Île: Hotel de luxo com ótima localização, 1º hotel da rede Sofitel no mundo.
Hannong Hotel: Charme e conforto em um hotel familiar na melhor localização de Estrasburgo.
Arok Hotel: Moderno e confortável, com bom custo-benefício em frente a estação de trem.

Se ainda estiver em dúvida, pesquise agora mesmo e fazer sua reserva antecipadamente com as melhores ofertas de hotéis ou apartamentos em Estrasburgo?

Booking.com Booking.com

Mais atividades em Estrasburgo

Reserve agora mesmo passeios e atrações na Get Your Guide, uma das maiores e mais confiáveis plataformas de ofertas turísticas do mundo. Eles estão presentes nas maiores cidades e reúnem profissionais e empresas qualificadas que oferecem os mais variados tipos de passeios e serviços turísticos. Nós já usamos e recomendamos. Dá só uma olhada: 

Aluguel de carro em Estrasburgo ou na Alsácia

A nossa dica para quem pretende alugar carro em Estrasburgo ou em algum dos vilarejos da Alsácia é a Rentcars. Um serviço que compara os preços nas melhores locadoras de automóveis e apresenta uma lista com todos os carros disponíveis e valores para a locação. Já utilizamos a Rentcars para aluguel de carro tanto no Brasil como no exterior, sempre conseguindo os menores preços e as melhores condições. Aproveita para consultar agora as opções para o seu próximo destino! 🙂  

Não esqueça de garantir seu seguro viagem na França

O seguro viagem é OBRIGATÓRIO para quem viaja pela França. A empresa de seguros que a gente sempre usa e recomenda é a Seguros Promo. É um serviço que compara os preços das principais companhias de seguro viagem do mercado e apresenta as melhores opções para a sua viagem!

Compartilhar:FacebookTwitter
Augusto
Escrito por
Augusto
Envie sua pergunta ou comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

1 comentário
Viajar é Demais